InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm <p><strong>ISSN 2674-9947 (online) ISSN 1413-0963 (impresso)</strong></p> <p style="text-align: justify;">A revista InterMeio é o periódico do <a href="http://cchs.sites.ufms.br/pos-graduacao/ppgedu/" target="_blank" rel="noopener">Programa de Pós-Graduação em Educação</a> da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, possuindo classificação B2.&nbsp;Um dos seus objetivos é a publicação de trabalhos inéditos na área de educação resultantes de pesquisas. Compreendemos por trabalhos inéditos os artigos e relatos originais de pesquisa na área educacional, bem como resenhas de livros de destaque e, eventualmente, documentos especiais e traduções. Tem como propósito abordar questões que se colocam como atuais e significativas para a compreensăo dos fenômenos educativos.&nbsp;<strong>Para citar a revista no currículo lattes, deve-se utilizar o nome "Intermeio (UFMS)" e ISSN 1413-0963 (impresso) / ISSN 2674-9947 (eletrônico) .</strong></p> pt-BR fabiany.tavares@ufms.br (Fabiany Tavares Silva & Margarita V. Rodriguéz) intermeio.faed@ufms.br (Programa de Pós-graduação em Educação/Faed/UFMS) Mon, 14 Feb 2022 19:34:19 +0000 OJS 3.1.2.1 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 FORMAR PROFESSORES NA PERSPECTIVA DA NARRATIVIDADE https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13329 <p>A produção do artigo partiu de nossas experiências como professores universitários formadores de professores no curso de Pedagogia em uma instituição da rede privada de ensino localizada na cidade de Caxias, interior do Maranhão, em que focalizamos neste estudo, fontes narrativas escritas/produzidas por 06 (seis) estudantes do curso citado, no ano de 2017. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo narrativa (auto)biográfica, em que primamos como dispositivos metodológicos: observações, diário de pesquisa e escritas narrativas. O objetivo foi: compreender as potencialidades das narrativas escritas no processo de formação de professores. A fundamentação epistemológica valoriza a pesquisa narrativa (auto)biográfica em articulação à formação e o desenvolvimento profissional docente com os postulados de: Josso (2010), Ricoeur (2010), Benjamin (2012), Bragança (2012; 2018), Zabalza (2004), Imbernón (2009; 2016), Marcelo Garcia (1999), Nóvoa (2009), entre outros. Os resultados evidenciaram que é nas narrativas escritas dos estudantes por meio dos diários produzidos que se constroem as dimensões da aprendizagem pessoal e formativa, que se enlaçam em vários âmbitos mais amplos da existência, se tornando, portanto, a narratividade de caráter (auto)biográfica, um meio e recurso privilegiado de potencializar a formação e a emancipação dos sujeitos.</p> Joelson de Sousa Morais, Franc-Lane Sousa Carvalho do Nascimento Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13329 Mon, 14 Feb 2022 17:34:39 +0000 Importância das narrativas frente à precarização da formação e do trabalho docentes: https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13294 <p>Como viabilizar a formação e o trabalho docentes num contexto&nbsp; em que a relação com o conhecimento e a educação está completamente transfigurada? Como o trabalho docente interativo tem se constituido perante a flexibilização e precarização do trabalho em geral? Considerando-se essas questões norteadoras, a partir de revisão bibliográfica são apresentadas categorias de análise que &nbsp;problematizam o pressuposto de um trabalho docente interativo como o núcleo da formação e da profissionalidade docentes. É apresentado o notório saber como uma das faces da desregulamentação da formação e do trabalho docente. Enfatiza-se a partir de pesquisa documental como essa questão aparece nas reformas educacionais após 2017, ressaltando-se a importância de estudos que têm as narrativas docentes como espaço de registro e construção de conhecimento e debates sobre a formação e o trabalho docente no contexto das formas gerencialistas de educação, sobretudo quanto às experiências e estudos voltados para a formação profissional e tecnológica.</p> SUELI SOARES DOS SANTOS BATISTA Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13294 Mon, 14 Feb 2022 17:35:28 +0000 A LINHA DO TEMPO-MEMÓRIA COMO NARRATIVA (AUTO)BIOGRÁFICA NA UNIVERSIDADE https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/15292 <p>Esta pesquisa parte do seguinte questionamento: a experiência formadora e a (auto)biografia têm sido validadas como práticas pedagógicas na universidade? Neste viés, o principal objetivo foi descrever e analisar a narrativa (auto)biográfica discente, realizada através da Linha do Tempo-Memória como prática pedagógica no ensino superior no curso de Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA. Para isso, é preciso compreender que a Linha do Tempo, atividade lúdico-subjetiva, pode ser caracterizada como um dispositivo de narrativa de escuta (auto)biográfica discente e como prática pedagógica docente na universidade, dentro de um movimento dialético-dialógico. Esta prática educativa, que evoca a memória da infância vivida de forma dialógica e intersubjetiva, desvia-se da racionalidade instrumental positivista. Isto provoca, pois, uma reflexão sobre a relevância da dimensão subjetiva na formação da identidade profissional a fim de que a universidade conheça seus discentes e construa pontes, proporcionando, consequentemente, que a relação experiencial seja considerada relevante na construção da formação humana e acadêmico-profissional dos/as universitários/as. Portanto, trata-se de uma perspectiva subjetiva e política, que nos faz ver a necessidade da transformação social, tão desejada pela Pedagogia progressista libertadora, através da consciência crítica.</p> Andrea Abreu Astigarraga Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/15292 Mon, 14 Feb 2022 17:32:58 +0000 A CONSTITUIÇÃO DA PROFISSÃO DOCENTE DE UM EDUCADOR DO MST E SUAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS: https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13274 <p>Este trabalho tem como <strong>objetivo</strong> analisar a história de vida de um educador do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra - MST, desde o seu nascimento, em uma pequena comunidade rural no norte de Minas, até o momento presente. Sua prática pedagógica e a mediação dos processos de ensino e de aprendizagem estão intimamente ligadas às suas memórias, experiências vividas e a sua formação docente. A <strong>abordagem metodológica</strong> escolhida para o desenvolvimento deste estudo, de caráter qualitativo, tem como referência a História Oral, metodologia de pesquisa que privilegia os testemunhos não escritos, as fontes não hegemônicas e ao mesmo tempo dialoga com uma multiplicidade de fontes escritas, visuais e, inclusive, as fontes oficiais. (PEREIRA, 2008). O <strong>aporte teórico </strong>deste estudo fundamenta-se nas ideias de Walter Benjamin sobre a noção de memória e narrativa, que só fazem sentido quando articuladas a uma experiência histórica mais ampla, a uma memória coletiva. <strong>Concluímos</strong> que a trajetória do professor Marcos Fernandes Silva nos permitiu compreender o processo de constituição de sua profissão docente, o seu papel na construção, institucionalização e desenvolvimento de escolas e da educação do MST, que não pode ser analisada separadamente do contexto social e de luta pela reforma agrária.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>&nbsp;História de vida. Trajetória docente. MST. Memória. Narrativa.</p> <p><strong>&nbsp;</strong></p> Bernadetth Maria Pereira Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13274 Mon, 14 Feb 2022 17:36:51 +0000 CORRELAÇÕES DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DE NÍVEL SUPERIOR E DA TERMINOLOGIA CIENTÍFICA https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13226 <p>Os objetivos deste trabalho são apresentar e caracterizar alguns aspectos da pesquisa e dos estudos conceituais e terminológicos no âmbito da Educação Profissional e Tecnológica de Nível Superior. A contextualização a que se propõe terá como referenciais a pesquisa e o trabalho de análise conceitual e de descrição terminológica relativas à categoria “competências socioemocionais” e sua relação com o conceito de interdisciplinaridade, em práticas de formação continuada de professores do Ensino Superior Tecnológico. A fundamentação teórico-metodológica é pautada nas teorias Comunicativa e Sociocognitiva da Terminologia.</p> Fernanda Mello Demai Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13226 Mon, 14 Feb 2022 00:00:00 +0000 A construção das políticas de comunicação e educação em regimes de exceção https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/12674 <p>O objetivo da investigação foi o de analisar a construção das políticas de expansão da escolarização, por meio da televisão, na vigência do Estado Novo (1933-1974), em Portugal, através do programa Telescola (1964-2003). Além disso, buscou-se problematizar as diferentes concepções educacionais presentes nas legislações elaboradas pelo Estado Novo e sua vinculação com o sistema televisivo, assim como pesquisar as relações entre educação e televisão na realidade portuguesa, no mesmo contexto, enfatizando, sobretudo, o papel do Estado. Pretendeu-se investigar a trajetória do principal sistema educacional não-formal implementado durante o Estado Novo, denominado Telescola, e a influência das organizações multilaterais na educação portuguesa, como a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), sobretudo após o processo de reformulação que o Estado português sofreu, a partir do 25 de abril de 1974, e sua permanência enquanto principal método de ampliação da escolarização portuguesa para as áreas rurais, até meados dos anos 2000. A metodologia utilizada neste trabalho inclui a revisão bibliográfica sobre a Telescola e análise documental dos relatórios da OCDE produzidos sobre o tema, localizados no Ministério da Educação Nacional, em Lisboa.</p> Renata Maldonado da Silva Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/12674 Mon, 14 Feb 2022 19:05:09 +0000 GRUPOS DE ESTUDOS COLETIVOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE CONTINUADA: EXPERIÊNCIA REALIZADA NO CEIM PÁSCOA NO CONTEXTO DE PANDEMIA DA COVID-19 https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13327 <p>Este texto originou-se a partir da proposta de formação docente continuada desenvolvida na rede de ensino municipal de Biguaçu, em uma perspectiva de estudo nos treze centros de Educação Infantil, que delinearam uma rotina de encontros durante o período de isolamento social. Esta tessitura, de abordagem qualitativa e de cunho bibliográfico e documental analisa a <em>estratégia</em> da Secretaria Municipal de Educação de Biguaçu no sentido da formação docente continuada, e ressaltar os grupos de estudos coletivos como <em>tática </em>do CEIM Páscoa para este fim. Além do referencial teórico do campo da formação docente como Contreras (2012), bem como no âmbito do coronavírus no contexto da educação – Soares (2020) e Martins (2020), fundamenta-se também em Certeau (1994), Paulo Freire (1996), Nóvoa (1995; 2009) e Passeggi (2016). Com base também nos documentos escolares: planejamentos, estudos dirigidos e sínteses coletivas, pretendemos socializar a experiência vivida no Centro de Educação Infantil Municipal Professora Páscoa Régis Mendes em tempos de pandemia. As discussões e sínteses coletivas que derivaram deste processo de formação demonstram que a apropriação tática desta instituição de Educação Infantil foi produtiva e pode servir de inspiração para as demais Unidades, para além do contexto pandêmico.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Grupos de Estudos Coletivos. Formação Docente Continuada. Estratégias e Táticas. Centro de Educação Infantil Municipal Professora Páscoa Régis Mendes. Contexto de pandemia da COVID-19.</p> MARISTELA DA ROSA, NADJA REGINA SOUSA MAGALHÃES Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13327 Mon, 14 Feb 2022 19:08:17 +0000 PELA RELAÇÃO HISTÓRIA E MEMÓRIA, A TRAJETÓRIA DA ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (1968-1985) https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13664 <p>Nosso objetivo neste artigo foi analisar a trajetória da Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte (ETFRN) sob a ótica das dimensões política, social e econômica entre os anos de 1968, ano de sua fundação, e 1985, ano em que convencionalmente os historiadores remetem ao término da Ditadura Militar brasileira. Lidamos com as memórias de sujeitos que vivenciaram aquele momento político tanto da cidade, quanto da escola, por isso nos embasamos em Maurice Halbwachs, Michael Pollak e Ecléia Bosi, no que se refere a noção de memória, esquecimento e silêncio. E, quanto a história oral, usamos as obras de Sebe Bom Meihy e Seawright, Alessandro Portelli que nos deram as bases para a compreensão dos usos da história oral como arte da escuta e todo o caminho percorrido entre realização de entrevista, transcrição e publicização dos dados. Este trabalho tem caráter de revisão bibliográfica e faz uso da história oral como metodologia. Ressaltamos que os caminhos trilhados pela ETFRN se entrelaçam e até se confundem com os aspectos políticos, econômicos e sociais vivenciados no país e, especialmente em Natal. As reformas educacionais implementadas a partir de 1968 deram o tom das mudanças empreendidas na instituição que ora passara a status de ETFRN. Embora haja indícios de perseguição e prisão de professores, funcionários e estudantes, envolvidos no processo de resistência à ditadura; as vozes são dissonantes quanto aos movimentos de resistência dentro da instituição. Isso ocorre porque as vivências são múltiplas dentro e fora da escola.</p> Aline Cristina da Silva Lima, Olivia Morais de Medeiros Neta Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/13664 Mon, 14 Feb 2022 19:10:47 +0000 Escolas cívico–militares: uma breve análise do decreto 10.004/19. https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/9801 <p>Este artigo objetiva apresentar uma breve discussão acerca do Decreto Presidencial nº 10.004, de setembro de 2019, que cria e institui o Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares - PECIM - com o intuito de formar as ECIMs, Escolas Cívico-Militares em todo o território nacional, sendo estas geridas pelo Ministério da Educação com o apoio do Ministério da Defesa. Este programa tem como alvo todas as escolas públicas civis em situação de vulnerabilidade e conta com a adesão dos governadores e prefeitos, apresentando como princípio a entrega da gestão escolar desses estabelecimentos de ensino aos agentes do Exército e ou Polícia Militar. Foram utilizadas, neste estudo, análise de documentos oficiais, matérias jornalísticas e produções teóricas quanto à temática. Concluiu -se que o modelo apresentado pelo Ministério da Educação como solução para melhoria da qualidade da educação brasileira está na contramão da democracia e dos princípios constitucionais, necessitando, assim, ampla discussão a respeito do tema escolas cívico-militares.</p> Emerson Andre de Godoy, Maria Dilneia Espindola Fernandes Copyright (c) 2021 InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação - UFMS https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/9801 Mon, 14 Feb 2022 00:00:00 +0000