Aspectos limnológicos e sanitários do trecho urbano do Córrego João Dias em Aquidauana – Mato Grosso do Sul

LIMNOLOGICAL AND SANITARY ASPECTS OF THE URBAN STRETCH OF CÓRREGO JOÃO DIAS IN AQUIDAUANA - MATO GROSSO DO SUL

  • Celeide Arruda dos Santos UFMS CPAQ
  • Ricardo Henrique Gentil Pereira UFMS CPAQ
  • Lucy Ribeiro Ayach UFMS CPAQ
  • Adriana de Barros Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Ana Fl´ávia Gomes Fernandes Fontes UFMS CPAQ

Resumo

A ocupação desordenada das bacias hidrográficas tem provocado prejuízos ambientais com sérios efeitos negativos na qualidade das águas. O córrego João Dias em Aquidauana, Mato Grosso do Sul, sofre vários problemas ambientais pois ao longo dos anos ocorreu um processo de ocupação de suas margens, sem a preocupação com a conservação dos recursos naturais. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo quantificar as variáveis físicas, químicas e microbiológicas das águas do córrego João Dias, de acordo com os Valores Máximos Permitidos (VMPs) estabelecidos pela legislação vigente. As coletas foram realizadas nos meses de maio e agosto de 2021 e os pontos distribuídos em 06 estações tendo como referência o setor urbanizado do córrego. A análise das variáveis nos permite afirmar que, de forma geral, os parâmetros analisados apresentam-se em desconformidade com o estabelecido pela legislação, no que se refere a classificação do curso d´água quanto aos seus usos preponderantes. O estudo conclui que é necessária uma urgente interferência no sistema buscando alternativas de recuperação ambiental e reordenação da ocupação da bacia hidrográfica, que em alguns casos, são incompatíveis com a classificação das águas quanto aos usos.

 

 

Biografia do Autor

Adriana de Barros, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Formada em Ciências Biológicas (1997) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, com especialização em Biologia - concentração em Gestão Ambiental (2010) e Mestrado em Geografia - área de concentração em Análise Socioambiental dos Domínios Cerrado e Pantanal (2018), também pela mesma instituição de ensino. Atualmente é técnica do laboratório de Hidrologia Ambiental e Limnologia da UFMS/CPAQ.
Publicado
2021-12-22
Seção
Artigos