“O ESQUADRÃO MATA-BICHA”: Sexualidades fora da norma e violência no Brasil

VICTOR H. MARIUSSO

Resumo


 

Partindo de uma questão incômoda observada nesse tempo e espaço em que vivemos na sociedade brasileira, pretendemos analisar a violência contra as pessoas que se relacionam e sentem desejos por outras do mesmo sexo, e que foram classificadas no decorrer da história como pecaminosas, doentias, perversas etc. Usaremos como fonte privilegiada para a análise o jornal Lampião da Esquina (1978-1981), primeiro periódico feito por e para homossexuais a circular nacionalmente no país, no intuito de observar como o mesmo se comportou em relação à violência contra os sujeitos que se comportavam fora das normas construídas sobre os exercícios dos corpos e das sexualidades (heteronormatividade). Destarte, faremos uma historicização da violência contra homossexuais no Brasil, retornaremos ao Lampião da Esquina para observar seu comportamento como primeiro impresso (em nível nacional) voltado para esse público, para que no final possamos pensar e refletir o papel social da imprensa gay na atualidade, partindo assim para as nossas hipóteses de que há uma violência contra os homossexuais no Brasil e que ela não está presente nas páginas dos periódicos atuais voltados para esses sujeitos. Assim, partindo de uma questão atual, recuamos historicamente, o que nos permite perceber as ações de repressão contra os homossexuais daquele período para que possamos criar perspectivas de futuro no que tange às permanências e rupturas sobre essas ações que excluem sujeitos.

Palavras-Chave:


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.