TRABALHO DOMÉSTICO REMUNERADO E MIGRAÇÃO FEMININA: As construções de gênero na cultura dos lavradores do Norte de Minas Gerais

ROSANA JESUS SANTOS

Resumo


 

O objetivo norteador do presente texto foi analisar a migração feminina de diversas áreas rurais do Norte de Minas para a cidade de Montes Claros e o conseqüente ingresso no trabalho doméstico, como um aspecto da cultura dos lavradores pobres, calcado nas construções de gênero. O trabalho doméstico remunerado na cidade, representaria para esses grupos familiares uma estratégia de sobrevivência e por ser considerado como uma aptidão natural da mulher não a desviaria, pelo contrário a prepararia para o seu "destino" social e biológico: o casamento e a maternidade. Palavras-chave: Gênero, migração, trabalho doméstico


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.