HISTÓRIA, SEXUALIDADE E LITERATURA NO IMPÉRIO ROMANO – ANÁLISE DAS REPRESENTAÇÕES DE GÊNERO NOS LIVROS DAS METAMORFOSES DE OVÍDIO

FABIANO SOUZA COELHO

Resumo


 

Os escritos produzidos por Públio Ovídio Nasão (ano 43 a. C a 17 d. C) foram fruto de seu contexto histórico em torno do período da passagem da República para o Império Romano; encontramos em seus trabalhos o retrato do cotidiano romano e algumas críticas as realidades sociais existentes em seu tempo. Desta feita, ancorado na obra Metamorfoses de Ovídio, numa perspectiva interdisciplinar entre História e Literatura, temos como objetivo refletir sobre as representações de gênero existentes em alguns textos da referida obra, em especial, nos mitos no qual o autor tratou sobre a mudança de sexo. Por conseguinte, a ideia central da obra Metamorfoses, na qual apareceu no século I d. C., era expressar a representação do corpo em metamorfose, isto é, um corpo hibrido.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.