ENSINO DE FILOSOFIA E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E PROFESSORAS

contribuições de Antonio Gramsci

Palavras-chave: Filosofia. Educação. Ensino de Filosofia. Formação de Professores e Professoras. Gramsci.

Resumo

O presente trabalho trata sobre o ensino de filosofia e a formação de professores e professoras de filosofia, tomando como base as contribuições críticas presentes no pensamento filosófico e educacional de Antonio Gramsci. Sendo fruto de uma pesquisa bibliográfica, numa perspectiva histórica e dialética, este texto apresenta como resultado uma reflexão crítica sobre o intelectual, a filosofia, o filósofo, a educação, a instituição escolar brasileira e as necessidades de formação para que o filósofo e professor/a de filosofia, em seu trabalho docente, possa ter uma atuação crítica, consistente e transformadora na sociedade. Uma sociedade que seja capaz de elaborar, organizar, ensinar e difundir uma nova concepção de mundo, uma nova forma de pensar, compreender e atuar no mundo.

Biografia do Autor

José Carlos da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui Graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas(1983), graduação em História pela Faculdade de Ciências e Letras Plínio Augusto do Amaral (1986), graduação em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Plinio Augusto do Amaral (1988), Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1992) e Doutorado em Educação, subária de Fundamentos Filosóficos, Históricos, Sociológicos e Econômicos, pela Universidade Federal de São Carlos (2007). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia e Educação, atuando principalmente nos seguintes subáreas: Ética e Filosofia Política; Marx, Marxismo, Dialética; Antonio Gramsci; Filosofia e Educação; Filosofia Brasileira, Filosofia e Ensino e Ensino de Filosofia no Brasil. Coordenou o Curso de Licenciatura em Filosofia - FACH/UFMS até setembro de 2013 - Coordenou o Pibid - Filosofia (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência) na UFMS no período de março de 2011 a março de 2018. Desenvolveu atividades de orientação vinculadas a Estágio Obrigatório de Ensino de Filosofia desde 2012, atuou e presidiu a COE (Comissão de Estágio) do Curso de Licenciatura em Filosofia até 2017. Atuou como membro da CPA -Comissão Própria de Avaliação da UFMS no período 2015-2017. Membro do Conselho Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul como representante docente da Faculdade de Ciências Humanas/UFMS no período 2017-2019. Membro do Colegiado do Curso de Licenciatura em Filosofia - FACH / UFMS. Membro do Colegiado do Mestrado Profissional em Filosofia - Núcleo UFMS. Coordena a Desenvolve estudos, pesquisas e extensão nas áreas de Filosofia, Política e Educação. Atua nos Cursos: Graduação em Filosofia ministrando disciplinas nas áreas de Ética, Filosofia Política, Filosofia Brasileira, Filosofia da Educação e Metodologia do Ensino de Filosofia. Atuou como Coordenador substituto do Programa de Mestrado Profissional em Filosofia - PROF-FILO, Núcleo UFMS no ano de 2017, e também lecionando as seguintes disciplinas: Filosofia do Ensino de Filosofia; Laboratório do Ensino de Filosofia; História do Ensino de Filosofia no Brasil e orientação de mestrandos. É membro atuante e líder dos grupos de estudos e pesquisas institucionais: FILED - Grupo de Estudos e Pesquisas em Filosofia e Educação, e do GEPEP - Grupo de Estudos e Pesquisas em Ética e Filosofia Política, GEP-GRAMSCI - Grupo de Estudos e Pesquisas Antonio Gramsci.

Referências

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educa;’ao nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 10 de agosto 2014.

BRASIL. Lei n. 11.684, de 2 de junho de 2008. Altera o art. 36 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do ensino médio. Disponível em HTTP://www.planalto.gov.br/ccivil_3/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11684.htm. Acesso em: 10 de agosto 2014.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Básica (SEB). Conhecimentos de Filosofia. In: BRASIL. Orientações curriculares para o ensino médio: Ciências Humanas e suas tecnologias. Brasília, 2006. V.3, p. 15-42.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Media e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília, 1999.

GRAMSCI, A. Caderno 10 (1932-1935) – A filosofia de Benedetto Croce. In: GRAMSCI, A. Cadernos do Cárcere. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001a. v.1, p. 275-430.

GRAMSCI, A. Caderno 11 (1932-1933) – Introdução ao estudo da filosofia. In: GRAMSCI, A. Cadernos do Cárcere. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001b. v.1, p. 81-226.

GRAMSCI, A. Caderno 11 (XVIII) 1932-1933: introdução ao estudo de filosofia. Edição e Trad. Paolo Nosella. São Carlos – SP: UFSCAR/ Departamento de Educação, 1989, 113p.

GRAMSCI, A. Caderno 12 (1932): Apontamentos e notas dispersas para um grupo de ensaios sobre a história dos intelectuais. In: GRAMSCI, A. Cadernos do Cárcere. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001c. v.2, p. 13 - 53.

MANACORDA, Mário Alighiero. O princípio educativo em Gramsci: americanismo e conformismo. Campinas: Alínea, 2008.

NOSELLA, Paolo. A escola de Gramsci. 3ª. ed. revista e atualizada. São Paulo: Cortez, 2004.

SILVEIRA, R. J. T. Ensino de filosofia e cidadania: uma abordagem a partir de Gramsci. In: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 94, n. 236, p. 53-77, jan./abr. 2013.

SIMIONATO, Ivete. Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no serviço social – Florianópolis: Ed. da UFSC; São Paulo: Cortez, 1995.

Publicado
2020-12-31
Como Citar
da Silva, J. C. (2020). ENSINO DE FILOSOFIA E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E PROFESSORAS. Eleuthería - Revista Do Curso De Filosofia Da UFMS, 5(ESPECIAL), 24 - 40. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/reveleu/article/view/12212
Seção
Artigos