A FILOSOFIA NO DIVÃ

as contribuições da psicanálise para a superação do solipsismo filosófico pela filosofia da linguagem

Palavras-chave: História da filosofia, Filosofia da linguagem., Psicanálise.

Resumo

O presente trabalho busca mostrar como o destaque dado ao inconsciente pela psicanálise auxiliou os filósofos da linguagem contemporânea a conceberem uma nova matriz da linguagem antes não considerada, referente à sua função ontológica, e como esse reconhecimento possibilitou uma resposta mais eficiente da filosofia da linguagem ao velho problema do solipsismo. Para fins propedêuticos da tese central, propõe-se uma nova caracterização do conceito e da experiência da linguagem a partir de quatro diferentes dimensões ou funções da linguagem, referentes às funções representativa, comunicativa, existencial e ontológica. Defendemos que a quarta função reflete um deslocamento, dentro da filosofia da linguagem, do enfoque que antes era dado à subjetividade para uma intersubjetividade, dotada de um status ontológico capaz de definir as subjetividades e os papéis dos sujeitos inseridos na ordem social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Carolina Velozo Nader Temporão, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO - Em curso) com bolsa de fomento FAPERJ na modalidade mestrado nota 10. Bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ - 2010). Pós graduação em Direito Público pela Universidade Candido Mendes (2011). Membro da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Rio de Janeiro. Sua pesquisa possui relação com as seguintes áreas: Epistemologia, Filosofia da Linguagem, Filosofia da Mente, Filosofia do Direito, Ética e História da Filosofia.

Referências

ALPARONE, Dario; LA ROSA, Valentina Lucia. Heidegger and Lacan. Language and Psychoanalysis, vol. 9, no 2, 2020. p. 4-12. Disponível em: <http://www.language-and-psychoanalysis.com/article/view/4442>. Acesso em: 04 ago 2021.

ALTHUSSER, Louis. Idéologie et appareils idéologiques d'État. In: ALTHUSSER, Louis. Sur la reproduction. Paris (França): Presses Universitaires de France, 2011.

ARISTÓTELES. Política. Tradução de Antônio Campelo Amaral e Carlos Gomes. São Paulo: Vega, 1998.

BEISER, Frederick. Hegel (Routledge philosophers). Nova Iorque (Estados Unidos): Routledge Taylor & Francis Group, 2005.

BOWIE, Andrew. Aesthetics and subjectivity: from Kant to Nietzsche. 2ª ed. Manchester (Reino Unido): Manchester University Press, 2003.

BOURDIEU, Pierre. Langage et pouvoir symbolique. Paris (França): Edition du Seuil, 2001.

BRITO, Aline. O conceito de representação inconsciente em Kant e Wolff. Ideias, Campinas/SP, vol. 8, no 2, 2017. p. 153–176. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/article/view/8650129>. Acesso em: 12 mai 2021.

BUTLER, Judith. Excitable Speech: A Politics of the Performative. Nova Iorque (Estados Unidos): Routledge, 1997.

BUTLER, Judith. Ruled out: vocabularies of the censor. In: Censorship and silencing: practices of cultural regulation. POST, R. (org.), p. 247-59, 1998.

CAETANO, Rosemary. Algumas Observações sobre a dêixis de pessoa no discurso nas psicoses. Teoria e Análise Linguística (online), 2002, p. 242-244. Disponível em: <http://www.gelne.com.br/arquivos/anais/gelne2002/artigos/01_teoria_e_analise_linguistica/artigo84.pdf>. Acesso em: 04 ago 2021.

CHALMERS, David. Facing up to the problem of consciousness. Journal of Consciousness Studies. vol. 2, no 03, 1995. p. 200–219. Disponível em: <http://consc.net/papers/facing.pdf>. Acesso em: 04 ago 2021.

COELHO, Nelson; FIGUEIREDO, Luís Cláudio. Figuras da intersubjetividade na constituição subjetiva: dimensões da alteridade. Interações (online), vol. IX, no 17, 2004. p. 9-28. Disponível em: <https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=35401702>. Acesso em: 04 ago 2021.

DETTONI, Lenir; DETTONI, Josenir; DETTONI, Jovanir. Lopes et al. O Homem: Ser-No-Mundo-Com-Os-Outros. Revista de Filosofia da Região Amazônica, vol. 3, no 02, 2016. p. 103-113. Disponível em: <https://www.periodicos.unir.br/index.php/clareira/article/view/3630/2510>. Acesso em: 04 ago 2021.

DE CASTRO, Fábio. Linguagem e comunicação em Heidegger. Galaxia (online), São Paulo, no 27, 2014. p. 85-94. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/1982-25542014116332>. Acesso em: 04 ago 2021.

DIEDRICH, Marlete Sandra. O homem na linguagem: o entrelaçamento língua e cultura na aquisição da linguagem numa perspectiva enunciativa aquisicional. Acta Scientiarum. Language and Culture, vol. 39, no 04, 2017. p. 381-386. Disponível em: <https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciLangCult/article/view/31868/pdf>. Acesso em: 04 ago 2021.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. In: FREUD, Sigmund. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas. Rio de Janeiro: Imago, 1972. vol. 4 e 5. Tradução Eudoro Augusto Macieira de Souza. Título original: The standard Edition of the complete psychological works of Sigmund Freud.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. Livro em formato eletrônico (epub). Tradução de Walderedo Ismael de Oliveira. 20ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018. Título original: Die Traumdeutung.

FREUD, Sigmund. Obras Psicológicas completas. Rio de Janeiro: Imago, 1980.

GAMA, Adma; LIMA, Matias. Heidegger e o não dito em Platão: Uma breve discussão acerca da virada na determinação da essência da verdade. Revista Poiesis, vol. 16, no 01, 2009. p. 02-16. Disponível em: <https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/poiesis/article/view/9>. Acesso em: 04 ago 2021.

GAY, Peter. Rhetoric and Politics in the French Revolution. The American Historical Review, vol. 66, no 03, 1961. p. 664–676. Disponível em: . Acesso em: 10 ago 2021.

GEBAUER, Gunter. Wittgenstein's Anthropological Philosophy. History of Analytic Philosophy. Traduzido por Deborah Anne Bowen. Cham (Suíça): Palgrave Macmillan, 2017. Título original: Wittgensteins anthropologisches Denken.

HEGEL, George Wilhelm Friedrich. Fenomenologia do Espírito [1807]. Tradução de Paulo Meneses. 9a ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2019. Título original: Phänomenologie des Geistes.

HEIDEGGER, Martin. Wegmarken. Frankfurt am Main: Vitiorio Klosterniann, 1976.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Tradução de Maria Sá Cavalcante Schuback. 4a ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2009. Título original: Sein und Zeit.

HEIDEGGER, Martin. Sein und Zeit. Koch (Alemanha): Max Niemeyer, 1967.

HENDRIX, John. The Imaginary and Symbolic of Jacques Lacan. Architecture, Art, and Historic Preservation Faculty Publications, vol. 45, 2019. p. 01-22. Disponível em: <https://docs.rwu.edu/saahp_fp/45>. Acesso em: 14 mar 2021.

HUME, David. Tratado da natureza humana: Uma tentativa de introduzir o método experimental de raciocínio nos assuntos morais. São Paulo: UNESP, 2009. Tradução Deborah Danowski. Título original: A Treatise of Human Nature.

HUSSERL, Edmund. A Filosofia como Ciência de Rigor. Tradução de Albin Beau. Coimbra (Portugal): Atlântida, 1965.

HUSSERL, Edmund. Investigações Lógicas: Investigações para a fenomenologia e a Teoria do Conhecimento. Tradução de Pedro Alves e Carlos Morujão. Rio de Janeiro: Forense, 2015. Título original: Logische Untersuchungen.

JODELET, Denise. O movimento de retorno ao sujeito e a abordagem das representações sociais. Sociedade e Estado, Brasília, vol. 24, no 3, 2009. p. 679-712. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/se/a/bqm4vwYnbPvPy9dDGMWHqZt/abstract/?lang=pt>. Acesso em: 04 ago 2021.

JOHNSTON, Adrian. Jacques Lacan. In: The Stanford Encyclopedia of Philosophy, 2018. ZALTA, E. (ed.). Disponível em: https://plato.stanford.edu/archives/fall2018/entries/lacan/ Acesso em 04 de agosto de 2021.

KEYES, Ralph. The quote verifier: Who said what, where, and when. Nova Iorque (Estados Unidos): St. Martin's Griffin, 2007.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. Tradução Beatriz Vianna Boeira e Nelson Boeira. 13a ed. São Paulo: Perspectiva, 2018. Título original: The structure of scientific revolutions.

LACAN, Jacques. O Seminário. Livro 1: Os escritos técnicos de Freud, 1953-1954. Tradução Betty Milan. Rio de Janeiro: Zahar, 1979. Título original: Le Séminaire de Jacques Lacan. Livre I: Les écrits techniques de Freud (1953-1954).

LACAN, Jacques. O Seminário. Livro 2. O eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Tradução Marie Christine Laznik Penot. 3ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1992. Título original: Le Séminaire de Jacques Lacan. Livre II: Le moi dans la théorie de Freud et dans la technique de la psychanalyse (1954-1955).

LACAN, Jacques. O Seminário. Livro 2. O eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Tradução Marie Christine Laznik Penot. 5ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1995. Título original: Le Séminaire de Jacques Lacan. Livre II: Le moi dans la théorie de Freud et dans la technique de la psychanalyse (1954-1955).

LACAN, Jacques. O Seminário. Livro 3. As psicoses, 1955-1956. Tradução Aluisio Menezes. 2ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1988. Título original: Le Séminaire de Jacques Lacan, livre III: les psychoses.

LACAN, Jacques. Escritos. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1998. Título original: Écrits.

LEVINE, Joseph. Materialism and qualia: the explanatory gap. Pacific Philosophical Quarterly, vol. 64, no 04, 1983. p. 354-361. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1468-0114.1983.tb00207.x>. Acesso em: 06 ago 2021.

LOCKE, John. Ensaio sobre o entendimento humano. vol. 1, 5ª ed. Tradução Eduardo Abranches de Soveral. Lisboa (Portugal): Fundação Calouste Gubekian, 2014a. Título Original: An essay concerning human understanding.

LOCKE, John. Ensaio sobre o entendimento humano. vol. 2, 5ª ed. Tradução Eduardo Abranches de Soveral. Lisboa (Portugal): Fundação Calouste Gubekian, 2014b. Título Original: An essay concerning human understanding.

LONGO, Leila. Linguagem e psicanálise. Editora Schwarcz-Companhia das Letras, 2006.

MAMAN, Jeannette. A. Martin Heidegger a doutrina de Platão sobre a verdade. Revista da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, São Paulo, vol. 100, 2005. p. 335-359. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/rfdusp/article/view/67677>. Acesso em: 04 de agosto de 2021.

MARCONDES, Danilo. Textos básicos de linguagem: de Platão a Foucault. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

MARCONDES, Danilo. Filosofia, linguagem e comunicação. 5ª ed. São Paulo: Cortez, 2012.

MARCONDES, Danilo. As armadilhas da linguagem: Significado e ação para além do discurso. Rio de Janeiro: Zahar, 2017.

MARCONDES, Danilo. Skepticism and Language in Early Modern Philosophy: The Early Linguistic Turn. Estados Unidos: Rowman & Littlefield publishers, 2021.

MATOS, Mariana; LAMPREIA, Carolina. Intersubjetividade na psicanálise: contornando a problemática solipsista ou rompendo com o pensamento moderno? Psicologia em revista, Belo Horizonte, v. 24, no 1, 2018. p. 60-78. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167711682018000100005&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 04 ago 2021.

MCGRATH, Sean J. Schelling on the Unconscious. Research in Phenomenology, v. 40, no 1, 2010. p. 72-91. Disponível em: <https://brill.com/view/journals/rip/40/1/article-p72_5.xml>. Acesso em: 12 mai 2021.

MORENO, Arley R. Wittgenstein e os valores: do solipsismo à intersubjetividade. Natureza Humana, São Paulo, vol. 3, no 2, 2001. p. 233-288. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151724302001000200002&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 04 ago 2021.

PUTNAM, Hilary. Reason, Truth and History. Cambridge: Cambridge University Press, 1981.

RAVASIO, Marcele Homrich. Alteridade e Psicanálise: As modalidades de Outro em Psicanálise. Barbarói, Santa Cruz do Sul, no 46, 2016. p. 153-165. Disponível em: <https://online.unisc.br/seer/index.php/barbaroi/article/view/8670/5987>. Acesso em: 04 ago 2021.

REDDING, Paul. Georg Wilhelm Friedrich Hegel. In: The Stanford Encyclopedia of Philosophy. ZALTA, E. (ed.), 2020. Disponível em: <https://plato.stanford.edu/archives/win2020/entries/hegel/>. Acesso em: 04 ago 2021.

SANTUÁRIO, Luiz Carlos. Filosofia e Psicanálise: A linguagem em Lacan, Apel e Gadamer. Revista de Filosofia, Curitiba, vol. 17 no 20, 2005. p. 147-163. Disponível em: <https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/8555>. Acesso em: 04 ago 2021.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. Tradução de Antônio Chelani, Jos Paulo Paes e Izidoro Bilkstein. São Paulo: Cultrix, 2006.

SCHNEIDER, Joseph. Conversations with Donna Haraway. In: Donna Haraway: Live Theory. Londres (Reino Unido): Continuum, 2005. p. 114–156.

SCHWARTZ, Stephen P. Uma breve história da filosofia analítica: De Russell a Rawls. Tradução Milton C. Mota. São Paulo: Edições Loyola, 2017. Título original: A brief history of analytic philosophy.

SEARLE, John R. The rediscovery of the mind. Massachusetts (Estados Unidos): MIT Press, 1992.

STERN, Robert. Is Hegel's Master–Slave Dialectic a Refutation of Solipsism? British Journal for the History of Philosophy, vol. 20, no 2, 2012. p. 333-361. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/09608788.2012.664026>. Acesso em: 04 ago 2021.

SURKIS, Judith. When Was the Linguistic Turn? A Genealogy, The American Historical Review, vol. 117, no 03, 2012. p. 700–722. Disponível em: <https://doi.org/10.1086/ahr.117.3.700> Acesso em: 14 mai 2021.

TORRES, Ronaldo. Lacan e Hegel. Psicologia USP (online), vol. 15, no 1-2, 2004. p. 309-320. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-65642004000100027>. Acesso em: 04 ago 2021.

WESTEN, Drew. The Scientific Status of Unconscious Processes: Is Freud Really Dead? Journal of the American Psychoanalytic Association. vol. 47, no 4, 1999. p. 1061–1106. Disponível em: <https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/000306519904700404>. Acesso em: 14 mai 2021.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. Coleção Os pensadores. Tradução José Carlos Bruni. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

ZAHAVI, Dan. Self and other: from pure ego to co-constituted we. Continental Philosophy Review, vol. 48, 2015. p. 143–160. Disponível em: <https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs11007-015-9328-2>. Acesso em: 04 ago 2021.

Publicado
2021-10-22
Como Citar
Velozo Nader Temporão, A. C. (2021). A FILOSOFIA NO DIVÃ. Eleuthería - Revista Do Curso De Filosofia Da UFMS, 6(Especial), 35 - 70. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/reveleu/article/view/13120
Seção
Artigos