Circulação e recepção da literatura psicografada a partir da coleção A vida no mundo espiritual (1944-1968), de Chico Xavier

  • Ana Lorym Soares Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí
Palavras-chave: Literatura espírita, Chico Xavier, Psicografia: Recepção

Resumo

Neste texto, o objetivo é mapear e interpretar, dentro de uma comunidade específica de leitores, a circulação e a recepção da coleção de romances psicografados por Chico Xavier e editados pela Federação Espírita Brasileira (FEB), A vida no mundo espiritual (1944-1968). Coleção que foi produzida e veiculada dentro de um contexto missionário que entendia o livro psicografado como portador de verdades reveladas do “Além”, não obstante a narrativa romanceada impusesse a segmentos de leitores a impressão de que se tratava apenas de ficção.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lorym Soares, Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí
Doutora em História pela UFRJ; Professora Adjunta do Curso de História da UFG-Jataí.

Referências

AGARIDO, Cristiano. “Iniciada uma nova era para o espiritismo”. In: Reformador. Rio de Janeiro:

FEB, fev./1945.

_____. “O quinto volume de André Luiz”. In: Reformador. Rio de Janeiro: FEB, mai./1947.

ALBERNAZ, J. L. de. “‘osso lar’ e ‘Os mensageiros’ – aos crentes e aos cépticos”. In: Reformador. Rio

de Janeiro: FEB, dez./1945.

ANÔNIMO. “Os Livros de André Luiz”. In: Reformador. Rio de Janeiro: FEB, jul./1947.

ASSIS, A. “Entre a Terra e o Céu”. In: Reformador. Rio de Janeiro: FEB, out./1954.

BARROS, Luiz Monteiro de. “Com relação à Nosso Lar”. In: O Semeador. São Paulo: Feesp,

dez./1944.

BRAGA, Ismael Gomes. “Ação e reação”. In: Reformador. Rio de Janeiro: FEB, jul./1957.

CALABRE, Lia. A era do rádio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

______. O rádio na sintonia do tempo: radionovelas e cotidiano (1940-1946). Rio de Janeiro:

Edições Casa de Rui Barbosa, 2006.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: (1) artes de fazer. Petrópolis-RJ: Vozes, 1994.

DI MARCO, Vinélius. “Aumentou a procura de livros”. In: Reformador. Rio de Janeiro: FEB,

out./1955.

FARIA, Maria Isabel Ribeiro de; PERICÃO, Maria da Graça (Orgs.). Dicionário do livro: da escrita

ao livro eletrônico. São Paulo: Edusp, 2008.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Catálogo da Livraria Editora da Federação Espírita Brasileira.

Rio de Janeiro: FEB, 1939.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, mai./1955.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, jan./1957.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, fev./1957.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, ago./1957.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, dez./1957.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, fev./1958.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, out./1959.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, fev./1960.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, mar./1960.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, mai./1960.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, nov./1961.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, mai./1963.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, abr./1965.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB. Jun./1966.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, set./1968.

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DE SÃO PAULO. O semeador. São Paulo: FEESP, out.1953.

FREITAS, Wandick de. André Luiz e suas histórias “muito terrenas”. Reformador. Rio de Janeiro:

FEB, jul./1955.

GENETTE, Gérard. Paratextos editoriais. Cotia-SP: Ateliê editorial, 2009.

GUIMARÃES, Hélio Seixas. A presença da literatura na televisão. Revista USP, São Paulo, n. 32, p.

-198, dez./fev./1996-1997.

GUIMARÃES, Rúbia da Costa. A edição de livros na FEB. Rio de Janeiro. Documentos Patrimoniais

do Livro, Departamento Editorial da FEB, 09 dez. 2013. Entrevista concedida à Ana Lorym Soares.

IBSEN, Stig Roland; CANTO IBSEN, Edith Nóbrega (Orgs.). Catálogo geral das 100 obras de

Francisco Cândido Xavier. São Paulo: Edgraf, 1979.

HOUAISS, Antônio; VILLA, Marco de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de

Janeiro: Objetiva, 2009.

KLOPPENBURG, Boaventura. O espiritismo no Brasil: orientação para católicos. Petrópolis-RJ:

Vozes, 1960.

LEWGOY, Bernardo. Os espíritas e as letras: um estudo antropológico sobre cultura escrita e

oralidade no espiritismo Kardecista. Tese (Antropologia Social) – Universidade de São Paulo. São

Paulo, 2000.

MAGALHÃES JÚNIOR, Raimundo. A noite. Rio de Janeiro, 24 de mai./1944.

MENEZES, Bezerra de (sob o pseudônimo Max). História de um sonho. Geraldo Campetti Sobrinho

(Org.). Rio de Janeiro: FEB, 2009, p. 161-163.

MEYER, Marlyse. Folhetim: uma história. São Paulo: Companhia das letras, 1996.

MICHAELUS. Ficção? Simbolismo? Realidade? Reformador. Rio de Janeiro: FEB, jan./1954.

OLIVERO, Isabelle. L’invention de la collection: de la difusion de la littérature et de savoirs à laformation du citoyen au XIXe siècle. Paris: Imec, 1999.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira: cultura brasileira e indústria cultural. – 5ª. ed. –

São Paulo: Editora Brasiliense, 1994.

REIMÃO, Sandra. Telenovelas adaptadas de romances brasileiros e seus materiais publicitários. In:

ABREU, Márcia (Org.). Leitura, história e história da leitura. Campinas-SP: Mercado das letras:

Associação de Leitura do Brasil; São Paulo: Fapesp, p. 505-525.

RIZZINI, Jorge. J. Herculano Pires: o apóstolo de Kardec. São Paulo: Editora Paidéia, 2001.

SANTOS, José Luiz dos. Espiritismo: uma religião brasileira. 2. ed. São Paulo: Editora Moderna,

SCHUBERT, Sueli Caldas. Testemunhos de Chico Xavier. Rio de Janeiro: FEB, 1998.

SOARES, Ana Lorym. O livro como missão: a publicação de textos psicografados no Brasil dos

anos 1940 a 1960. Rio de Janeiro: Gramma Editora, 2018.

TELES, Lino. A Constituição de “Nosso lar”. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, abr./1959.

THIESSEN, Francisco. Reformador. Rio de Janeiro: FEB, dez./1970.

Publicado
2020-01-11
Como Citar
Soares, A. L. (2020). Circulação e recepção da literatura psicografada a partir da coleção A vida no mundo espiritual (1944-1968), de Chico Xavier. Albuquerque: Revista De história, 11(21), 40-57. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/AlbRHis/article/view/9371