TRABALHO DE CAMPO E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA: UMA EXPERIÊNCIA NO SEMIÁRIDO NORTE MINEIRO

Gustavo Henrique Cepolini Ferreira, Lucas Augusto Pereira da Silva, Ivani Batista Paim, Célia de Assis Mata

Resumo


O presente ensaio visa sistematizar as ações oriundas do trabalho de campo na formação do professor de Geografia, tendo como base uma experiência no semiárido Norte Mineiro. Assim, este estudo objetiva demonstrar o trabalho de campo como um procedimento metodológico para auxiliar professores, tanto da educação básica, quanto do ensino superior, cuja justificativa está atrelada a uma proposta teórico-metodológica em consonância com outros recursos didático-pedagógicos na formação inicial e continuada dos professores de Geografia. Assim, realizou-se um trabalho de campo em três municípios do Semiárido Norte Mineiro, a saber: Buritizeiro, Pirapora e Várzea da Palma, com duas turmas do Curso de Licenciatura da Universidade Estadual de Montes Claros, sendo o 1° e o 6° períodos, visando analisar algumas dinâmicas locais e regionais à luz das concepções geográficas. A metodologia foi desenvolvida juntamente com os estudantes do 6° período, que organizaram as atividades do trabalho de campo e apresentaram aos estudantes do 1° período. Por fim, após a realização das atividades juntamente com os acadêmicos, aplicouse uma avaliação do trabalho de campo, elaborada por meio de um relatório técnico e fotográfico sobre o trabalho de campo. 

PALAVRAS-CHAVE: Trabalho de Campo; Formação do Professor; Ensino de Geografia. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

  Creative Commons License  Este trabalho está licenciado sob uma Licença Internacional Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0