O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Regras Gerais

    Layout de Página
    Margens Direita e Esquerda: 2,5 cm
    Margem Superior: 3,0 cm
    Margem Inferior: 2,5 cm

    Letras e Formatação
    Tipo de Letra: Times New Roman
    Tamanho de Letra: 12
    Tamanho de Letra de Citação e Nota de Fim: 10
    Alinhamento do Texto: Justificado
    Nível do Tópico: Corpo do Texto
    Inicío do Parágrafo: 0 cm
    Recuo do Texto: Esquerda e Direita 0 cm

    Citação Longa
    Tamanho de Letra de Citação Longa: 12
    Recuo Margem Esquerda: 3,0 cm
    Espaçamento: simples
    Alinhamento do Texto: Justificado

    Notas de Fim
    Espaçamento de Nota de Fim: simples
    Parágrafo Margem Esquerda: 0 cm
    Espaçamento: simples
    Alinhamento do Texto: Justificado
    Tamanho da Letra: 11

    Título
    Centralizado em negrito (Maisculas e minusculas)
    Times New Romans 12
    Deve ser escrito na língua do texto, acrescido da tradução para o Inglês

    Autores
    Em ordem de importância, com nome completo
    Deve apresentar na Nota de Fim informando todas as titulações, instituição e e-mail de contato
    Tamanho de Letra: 11

    Resumo / Abstract
    O resumo deve conter no máximo 250 palavras, em fonte Times News Roman
    Tamanho 11; Justificado; Espaçamento entre linhas simples
    O resumo deve apresentar, com clareza, os seguintes itens: contextualização do tema, objetivos, indicação da metodologia e resultados esperados ou obtidos.

    Como no título, o resumo deverá ser apresentado na língua oficial do texto, acrescida da versão em língua inglesa.
    Palavras-chave: Deve ser inserido de 3 a 5 palavras-chave, separadas por ponto
    O mesmo se segue para as palavras-chave do abstract.

    O artigo deve ser submetido no programa Word (Windows), em versão 6.0 ou superior
    Devem ser enviados 2 arquivos:
    1) com identificação dos autores e co-autores e
    2) sem identificação.

    Formatação de tabelas e figuras
    As figuras e tabelas não devem possuir títulos (cabeçalhos), apenas legendas
    Para melhor visualização dos objetos, deve ser previsto um espaço simples entre texto objeto e entre legenda-texto
    A fonte a ser utilizada é Times News Roman, tamanho 11, normal

    Importante:

    O artigo deve ter no máximo 8000 palavras incluindo: resumo, palavras-chave, abstract, keywords, introdução, corpo teórico, métodos, análise de resultados, conclusão e referências.
  • Citações
    As citações ao longo do texto e a lista de referências das obras citadas constante ao final do texto devem seguir a 6ª edição das normas da American Psychological Association (APA).
    Observar e seguir a 6ª edição das normas da American Psychological Association (APA).

    Documento de apoio:
    http://www.anpad.org.br/diversos/apa/apa_citacoes_referencias.pdf


    As citações no corpo do texto devem seguir o sistema autor/ano. Para citações diretas indicar também o número da(s) página(s).
    Exemplos de citação:
    Bull (1994) ou (Bull, 1994)
    Kotler e Armstrong (2007) ou (Kotler & Armstrong, 2007)

    Choi e Toma (2014) ou (Choi & Toma, 2014)

    Motta e Vasconcelos (2002) ou (Motta & Vasconcelos, 2002)

    Harrison, Newholm e Shaw (2005) ou (Harrison, Newholm, & Shaw, 2005)

    Bowdin, Allen, O’Toole, Harris e McDonnel (2008) ou (Bowdin, Allen, O’Toole, Harris & McDonnel, 2008)

    Na primeira vez em que aparecer no texto, citações de obras com mais de três autores devem apresentar todos os sobrenomes. Nas citações subsequentes deve ser apresentado apenas o sobrenome do primeiro autor, seguido de et al.

    Harrison etal. (2005) ou (Harrison et al., 2005)

    Bowdin et al. (2008) ou (Bowdin et al., 2008)

    Exemplo de citação longa
    de modo racional referente a fins, por expectativas quanto ao comportamento de objetos do mundo exterior e de outras pessoas, utilizando estas expectativas como condições ou meios para alcançar fins próprios, ponderados e perseguidos racionalmente, com sucesso; de modo racional referente a valores, pela crença consciente no valor — ético, estético, religioso ou qualquer que seja sua interpretação — absoluto e inerente a determinado comportamento como tal, independentemente do resultado; de modo afetivo, especialmente emocional, por afetos ou estados emocionais atuais; de modo tradicional, por costume arraigado. (Weber, 1994, p. 15).
  • Referências

    Andranovich, G., Burbank, J., & Heying, C. (2001). Olympic Cities: Lessons learned from Mega-Event Politics. Journal of Urban Affairs, 23(2), 113-131. DOI: https://doi.org/10.1111/0735-2166.00079

    Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. Tradução;Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70.

    Beni, M. C. (2017). Entendendo o novo turismo na economia colaborativa e compartilhada. A evolução tecnológica e os impactos na gestão estratégica e no marketing de Turismo: e-Tourism. São Paulo: Associação Nacional de Pesquisa em Turismo.

    Bourdieu, P. (1986). Distinction: A social critique of the judgement of taste. London: Routledge.

    Bowdin, G., Allen, J., O’Toole, W., Harris, R., & McDonnel, I. (2008). Events management. London: Elsevier Butterworth Heinemann.

    Brian, S. E., & Anders, S. (2002) The Cambridge dictionary of statistics. Cambridge: Cambridge

    Capel, H. (2010). Los Juegos Olímpicos, entre el urbanismo, el marketing y lós consensos sociales. Biblio 3W. Revista Bibliográfica de Geografia y Ciencias Sociales, 15(895).

    Chen, F. (2010). Study on the longitudinal changes of urban residents' perceptions and attitude towards mega-events: a Case Study of Qingdao Hosting the 2008 Olympic Sailing Regatta. Tourism Tribune, 25(10), 77-84. In Chinese.

    Choi, M., & Toma, C. L. (2014). Social sharing through interpersonal media: patterns and effects on emotional well-being. Computers in Human Behavior, 36, 530-541.

    Gotardi, L., Senn, Y., Cholakova, E., Liebrich, A., & Wozniak, T. (2015). How do millennial travellers use their mobile devices in a city destination?–Empirical Evidence from Switzerland. EReview of Tourism Research, 6, 1-5.

    Harrison, R., Newholm, T., & Shaw, D. (2005). The ethical consumer. Newbury Park, CA: Sage.

    Jornal do Brasil. (1932). Edição 274. Publicado em17/11/1932, p. 25.

    Knupp, M. E. C. G. (2014). Análise de políticas públicas de turismo: uma abordagem metodológica baseada em redes sociais. In Pimentel, T. D....[et.al] (org.). Gestão pública do turismo no Brasil (pp. 285-316). Caxi-as do Sul/RS: Educs.

    Lashley, C. (2004). Para um entendimento teórico. In Em busca da hospitalidade: perspectivas para um mundo globalizado (1o ed, p. 1–24). Barueri-SP: Manole.

    Marconi, M. de A.&Lakatos, E. M. (2011). Metodologia científica. (6ed(. São Paulo, Brasil: Atlas.

    Mazaro, R. (2018). Outside in, inside out: tourism competitiveness and brazilian strategy analysis. Journal of Tourism Management Research. 5(1), 68-80.https://doi.org/10.18488/journal.31.2018.51.68.80M

    MINCETUR. (2017a).Perú: Arribo de visitantes extranjeros a establecimientos de hospedaje, según región. Serie estadística 2003-2017. Recuperado em 17 Janeiro de 2018, de January 17, 2018, de http://datosturismo.mincetur.gob.pe/app-datosTurismo/Content3.html

    Montandon, A. (2011). Espelhos da hospitalidade. In: Montandon, A. (org). O livro da hospitalidade. São Paulo: Senac.

    Ryan, R. M., Deci, E. L., Grolnick, W. S.,& La Guardia, J. G. (2006). The significance of autonomy and autonomy support in psychological development and psychopathology. In Cicchetti, D., & Cohen, D. (Eds.). Developmental psychopathology: Theory and Methods, vol. 1, 2. ed. New York, John Wiley & Sons. 295–849.

    São Paulo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Secretaria Geral Parlamentar.Departamento de Documentação e Informação (1941).Decreto-Lei n. 11.849, de 13/02/1941. Cria o Departamento Esta-dual de Imprensa e Propaganda e dá outras providências.Publicado na Secretaria do Palácio do Govêrno, aos 13 de fevereiro de 1941

    Vrieze-McBean, R. de (2016). The Social, Economic and Cultural Impact of Chinese Millennial Tourists on Europe: France as a Case Study. 2nd Global Tourism & Hospitality Conference and 15th Asia Pacific Forum for Graduate Students Research in Tourism 16-18 May 2016, Proceedings Vol.1, (pp. 144-164). Hong Kong: Hong Kong Polytechnic University.

    Urry, J. (2007). Mobilities. Cambridge: Polity Press.

  • Atenção: 

    URLs para as referências foram informadas quando possível. 

  • Atenção:

    O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

  • Atenção:
     
    Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  • Atenção:

    Deverá ser anexado o artigo completo sem os nomes para avaliação.

    O artigo com os nomes dos autores, titulação e contato deve ser incluído nos anexos (documentos suplementares)

Diretrizes para Autores

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Ateliê do Turismo? Clique em: ACESSO 

Não tem login/senha? ACESSE A PÁGINA DE CADASTRO

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

A Ateliê do Turismo: revista de turismo & hospitalidade, publica artigos em dossiês temáticos, resenhas, traduções e uma sessão de artigos com temáticas livres. As contribuições devem ser submetidas pelo Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER), no endereço http://www.seer.ufms.br/index.php/adturismo/

Dúvidas podem ser enviadas para os e-mails: ateliedoturismo@gmail.com

Os textos submetidos à Ateliê do Turismo devem satisfazer todos os requisitos a seguir:

1.  Versar diretamente sobre o turismo, hospitalidade e lazer;

2. Ser inédito;

3. Não estar em avaliação em outro periódico;

4. Ser redigido em português, inglês ou espanhol;

5. Ter no máximo quatro autores;

6. Arquivo em formato Microsoft Word ou RTF com até 5Mb;

7. Seguir as “Normas para a preparação de textos” da Revista Ateliê do Turismo;

8. Não ter qualquer indicação de autoria ao longo do trabalho;

9. Não ter indicação de autoria nas propriedades do arquivo;

10. Preencher integralmente o formulário de submissão do sistema com dados dos autores e metadados da texto. Não serão aceito autores posteriormente a submissão caso o artigo seja aprovado pelos avaliadores. 

EDITORIAL

Exclusiva para convidados e editores da Revista Ateliê do Turismo

ARTIGOS E ENSAIOS

Pesquisas e ensaios inéditos que se dedicam ao avanço do conhecimento na área do Turismo e Hospitalidade.

OUTRAS CONTRIBUIÇÕES

Relatos, entrevistas e resenhas que tratem do Turismo e Hospitalidade.

OPINIÕES

Exclusiva dos Editores e Comitê de Assessoramento Científico da Revista Ateliê do Turismo

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.