A LETRA DE UM RELATO

história da recepção filosófica da psicanálise em Curitiba-PR

Palavras-chave: Psicanálise. Instituição. Linguagem.

Resumo

O texto trata da história da recepção da psicanálise em Curitiba. A primeira parte apresenta um relato biográfico que explora a formação das instituições na cidade através da memória da autora. Apresenta também as iniciativas de Filosofia e Psicanálise que marcaram essa recepção. A segunda parte explora o modelo wittgensteiniano de linguagem como metodologia, principalmente os jogos de linguagem e as semelhanças de família, aplicados à psicanálise e à relação entre as instituições psicanalíticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina de Távora Sparano, Universidade Federal do Piauí

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (1972), mestrado em Filosofia - Université de Paris I - Pantheon Sorbonne (1980), Doutorado Sanduiche em Filosofia- Université de Montréal (1994) e doutorado em Filosofia da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002). Pós- doutorado em Filosofia - University of Geneva (2013-2014). Tem formação em Psicanálise (Coisa Freudiana - Transmissão em Psicánalise e Escola Brasileira de Psicánalise, Curitiba - PR). Professora de Filosofia (UFPI) . Foi Professora do Programa de pós graduação em Ética e Epistemologia (mestrado UFPI). Foi Professora Permanente do Programa de Pós Graduação em Letras (mestrado - UFPI). Atualmente é professora permanente do Mestrado Profissional PROF_FILO/UFPI. Atua como docente e pesquisadora na área de Filosofia e de Psicánalise - disciplinas específicas, Filosofia da Linguagem, Epistemologia e Metodologia Científica. Membro do núcleo de sustentação e atualmente Foi Coordenadora do GT Filosofia e Psicánalise da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF). Lider do Grupo de Pesquisa Filosofia e Psicanálise (CNPQ) Sócia fundadora da Sociedade Brasileira de Filosofia Analítica (SBPHA) e associada à Sociedade Latino Americana de Filosofia Analítica (ALFAN). 

Referências

CHAUVIRÉ, Christiane. Wittgenstein. Trad. Maria Luiza Borges Zahar. Rio de Janeiro: Zahar Ed, 1989.
CONDÉ, Mauro Lucio Leitão. Wittgenstein, linguagem e mundo. São Paulo: Annablume, 1998.
FREUD, Sigmund. Recordar, Repetir, Elaborar. Obras Completas. SP: Cia das Letras, 2010.
FREUD, Sigmund. Escritores criativos e devaneios. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, Vol. 9. Rio de Janeiro: Imago, 1980.
LACAN, Jacques. Écrits. Paris: Seuil, 1966.
LACAN, Jacques. Revista Ornicar, n.2- 021, Paris- FR: Ed. Seuil, 1980.
LETRAS DA COISA. N. 0. Publicação de Coisa Freudiana, Transmissão em Psicanálise. Curitiba, 1985.
LETRAS DA COISA. N. 2. Publicação de Coisa Freudiana: Transmissão em Psicanálise. Curitiba, 1985.
MILLER, Jacques-Alain. Uma tradução [Paris, 19 de janeiro de 2011]. In: Escola Brasileira de Psicanálise. Trad. Vera Avellar Ribeiro. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2021.
MILNER, Jean Claude. A Obra clara: Trad. Procópio Abreu, Rio de Janeiro: Zahar,1996.
VALÉRY, Paul. Cahiers. Col: Bibliothéque de la Pléiade. Paris, Ed. Gallimard., 1974.
WITTGENSTEIN, Ludwig. Cultura e Valor, ed. por George Henrik von Wright. Lisboa: Edições 70, 1980.
WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas: Ludwig Wittgenstein. Trad. José João de Almeida. Philosophische Untersuchungen. 1922.
Publicado
2021-10-22
Como Citar
de Távora Sparano, M. C. (2021). A LETRA DE UM RELATO. Eleuthería - Revista Do Curso De Filosofia Da UFMS, 6(Especial), 385 - 397. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/reveleu/article/view/14495
Seção
Relatos