CONTRIBUIÇÕES DOS ESTUDOS DE GÊNERO E DA DECOLONIALIDADE PARA OS DEBATES SOBRE MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

  • Vivian da Veiga Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

As migrações internacionais, assim como outras formas de deslocamentos humanos, se consolidaram como importantes objetos de estudos e de reflexões no campo das Ciências Humanas e Sociais. No entanto, percebe-se algumas lacunas nesse campo, como as múltiplas facetas da questão de gênero e um olhar aprofundado das consequências da colonialidade que atravessa o Brasil e determina como a sociedade percebe imigrantes e refugiados. Nesse sentido, o presente artigo tem como objetivo apresentar contribuições dos estudos de gênero e da perspectiva decolonial para os debates sobre migrações internacionais.

Biografia do Autor

Vivian da Veiga Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Professora adjunta das áreas de Sociologia e Antropologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Campus do Pantanal. Socióloga e doutora em História pela Universidade Federal da Grande Dourados. Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Inovação Social da Fronteira (NEISF) e coordenadora do Laboratório de Gênero, Migrações e Fronteiras (LABGEM), que compõe o Observatório Fronteiriço das Migrações Internacionais (MIGRAFRON). 

Publicado
2022-08-05
Seção
Dossiê: Migrafron: Diálogos metodológicos e perspectivas de inserções sociais