A construção das bases agroecológicas em assentamento de reforma agrária do MST: o desafio entre o ideal e o concreto

Andre Luiz de Souza

Resumo


O presente estudo objetivou avaliar o processo de interrupção das práticas agroecológicas em um assentamento de reforma agrária do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), localizado no oeste do Paraná, bem como o condicionamento dos assentados no Projeto de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) colocado em prática. Para tanto, foram realizadas entrevistas e aplicados questionários em quarenta e seis famílias assentadas. Como resultados, verificou-se que as dificuldades do cotidiano e a falta de recursos financeiros levaram a não aceitação da proposta do PDA, evidenciando a necessidade de reformulação dos espaços agrários em consonância com a Agroecologia

Palavras-chave


Assentamentos, Agroecologia, Condicionamento, Desenvolvimento sustentável, Sobrevivência.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista GeoPantanal - ISSN 2446-8681 (eletrônico)

Revista GeoPantanal - ISSN 1517-4999 (impresso)