A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO E NA PRÁTICA ESCOLAR DA ESCOLA ESTADUAL CÂNDIDO MARIANO – AQUIDAUANA/MS

  • ELISANGELA CASTEDO MARIA DO NASCIMENTO UFMS
  • EDJANE FRAGOSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL
Palavras-chave: Educação Ambiental, Concepção de Meio ambiente, Ensino Fundamental II.

Resumo

O pensamento ambiental é uma teoria que integra o pensamento e os valores, a razão e o sentido; as diferenças e as diversidades, a cultura, e a natureza. Baseado no pensamento ambiental essa pesquisa teve o objetivo de verificar de que maneira a Educação Ambiental está sendo desenvolvida no Ensino Fundamental II da Escola Estadual Cândido Mariano – Aquidauana/MS. Foi aplicado aos professores um questionário para identificar a concepção de meio ambiente e investigar a concepção de meio ambiente dos professores e se desenvolvem EA em suas aulas. Observou-se que a maioria dos professores possui uma correta concepção de meio ambiente assim como desenvolvem a EA nos conteúdos de ciências e geografia. 

Biografia do Autor

ELISANGELA CASTEDO MARIA DO NASCIMENTO, UFMS
GRADUADA EM BIOLOGIA, ESPECIALISTA EM MANEJO DE RECURSOS NATURAIS E GESTÃO ESCOLAR, MESTRE EM ENSINO DE CIÊNCAIS, DOUTORANDA EM EDUCAÇÃO, PROFESSORA DA EDUCAÇÃO SUPERIOR
EDJANE FRAGOSO, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL
GRADUADA EM BIOLOGIA ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO AMBIENTALPROFESSORA DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Referências

ANDRADE, D. F. Implementação da Educação Ambiental em Escolas: uma reflexão. Mestre em Educação Ambiental e Desenvolvimento pela Universidade de South Bank, Inglaterra. Consultor em Educação Ambiental em Ribeirão Preto, SP, 2010. Disponível em: www.remea.furg.br/mea/remea/vol4c/daniel.html Acessado em 10/09/2016.

BRASIL. MEC. Panorama da educação ambiental no ensino fundamental. Brasília: MEC/SEF, 2001.

BRASIL. MMA. Política Nacional de Educação Ambiental. Lei nº 9795/99. Brasília: 1999.

BRASIL, (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental – Temas Transversais. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Fundamental.

BRASIL. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente, saúde / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.

BORINELLI, Benilson. PROBLEMAS AMBIENTAIS E OS LIMITES DA POLÍTICA AMBIENTAL. SERV. SOC. REV., LONDRINA, V. 13, N.2, P. 63-84, JAN./JUN. 2011. Disponível: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ssrevista/article/view/8292/9110 Acesso em: 15/11/2016 às 22h00min

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez, 2008.

CAPARRÓS, RICARDO P. Saber Ambiental: saber e complexidade ambiental.

SAO BERNARDO DO CAMPO/SP, 2010. Disponível em: http://www.crbiodigital.com.br/01/ricardocaparros?nprnc=038097099061080095084101115101115038116120116061051048055055051055051048 Acesso em: 23/06/ 2016 ás 10h05min.

CUBA, Marcos Antônio. Educação Ambiental nas Escolas. ECCOM, v. 1, n. 2, p. 23-31, jul./dez., 2010. Universidade de FATEA, Lorena/SP. Disponível: http://fatea.br/seer/index.php/eccom/article/viewFile/403/259 Acesso em: Acesso em: 31/07/2016 às 20h15min

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. São Paulo: Gaia, 2004.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? Trad. Rosisca D. de Oliveira. 10. ed. Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra, 1983

GALLO, S. Transversalidade e meio ambiente. Ciclo de palestras sobre meio ambiente. Secretaria de Educação Fundamental – Brasília: MEC; SEF, 2001. p. 56. http://interacao2008.pbworks.com/f/transversalidade%20e%20meio%20ambiente.pdf Acesso em: 23/08/2016 às 21h12min.

GADOTTI, Moacir. “Perspectivas atuais na educação”. Instituto Paulo Freire, São Paulo- SP, 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/spp/v14n2/9782.pdf Acesso em: 10/06/2016 às 21h10min

GUIMARÃES, Mauro; RODRIGUES, Jéssica do Nascimento. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A FORMAÇÃO DO EDUCADOR CRÍTICO: UMA PEDAGOGIA TRANSFORMADORA. –– UFRJ/UFRRJ; Agência Financiadora: CAPES, 199?.

LEFF, Henrique. Complexidade, Racionalidade Ambiental e Diálogo de Saberes. Educação & Realidade, 17-24. Set/dez. 2009. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/viewFile/9515/6720 Acesso em: 23/06/ 2016 ás 21h23min.

LIMA, G. F. C. In: Identidades da educação ambiental brasileira. Ministério do Meio Ambiente, 2004. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/sdi/ea/og/pog/arqs/livro_ieab.pdf Acesso em: 10/09/2016 14h25min.

LOUREIRO, C. F. B. Teoria Crítica. In: FERRARO-JUNIOR, L. A. Encontros e Caminhos: formação de educadores ambientais e coletivos educadores. p. 323-332; Brasília: Ministério do Meio Ambiente, Diretoria de Educação Ambiental, 2005. Disponível: http://www.mma.gov.br/estruturas/educamb/_arquivos/encontros.pdf

MEDEIROS, Aurélia Barbosa et al. A Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, set. 2011. Disponível: http://www.terrabrasilis.org.br/ecotecadigital/pdf/a-importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais.pdf Acesso em: 10/09/2016 13h32min

MEIRA, Z. A. A contribuição do Curso de Letras para a Educação Ambiental. Especialização em Docência para o Magistério em Itaituba, PA. Graduada em Letras.

Disponível em: http://www.webartigos.com/artigos/a-contribuicao-do-curso-de-letras-para-a-educacao-ambiental/45155/ Acesso em: 10/09/2016 às 13h35min.

MORAES, Roque. & GALIAZZI, Maria do Carmo. ANÁLISE TEXTUAL DISCURSIVA: PROCESSO RECONSTRUTIVO DE MÚLTIPLAS FACES. 2. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v12n1/08.pdf Acesso em: 15/08/2016 às 19h05min.

REIGOTA Marcos. Meio ambiente e representação social. 7 ed. São Paulo: Cortez, 2007.

REIZEK, Soraia. “A Importância das TIC’s na Educação Ambiental”. Universidade de Brasília, jun. 2011. Disponível: em: http://www.fe.unb.br/catedraunescoead/areas/menu/publicacoes/monografias-sobre-tics-na-educacao/importancia-das-tic2019s-na-educacao-ambiental Acesso em: 10/07//16 às 09h35min

SAUVÉ, L. Uma cartografia das correntes em Educação Ambiental In SATO, M. E CARVALHO, I. Educação Ambiental: pesquisa e desafios, ARTMED, 2005.

SATO, Michèle. EDUCAÇÃO PARA O AMBIENTE AMAZÔNICO. Universidade Federal de São Carlos. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais. São Carlos, 1997. Disponível: http://www.lapa.ufscar.br/pdf/tese_doutorado_michele_sato.pdf Acesso em: 06/07//16 às 15h30min

SATO, Michèle; CARVALHO, Isabel. Educação ambiental – pesquisa e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Publicado
2017-10-30
Seção
Artigos