GLOBALIZAÇÃO E OS BRIC: UMA ANÁLISE CRÍTICA DA INTERNACIONALIZAÇÃO DO BRASIL E DA CHINA

Resumo

Os processos de internacionalização do Brasil e da China levam em consideração o contexto dos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) chamados de mercados emergentes e apontados como principais atratores de investimentos internacionais. Alguns bancos de investimentos internacionais apontam que os processos de abertura a mercados e o investimento direto estrangeiro (IED) foram decisivos para o crescimento das duas economias. As relações entre Brasil e China se destacam e são apresentadas como objeto deste estudo. Apesar de parceiros comerciais as proporções monetárias comercializadas, os processos produtivos e as características distintivas destes dois mercados merecem ser estudadas. Por meio de uma revisão bibliográfica exploratória é apresentado como resultado deste artigo três hipóteses como premissas de pesquisas futuras: (1) O processo de internacionalização China e Brasil foi e é diferente; (2) As características distintivas entre China e Brasil em relação aos mercados internos influenciaram decisivamente no processo de industrialização e internacionalização e (3) As regras locais de abertura do mercado interno aos investimentos estrangeiros se diferem em relação ao grau de protecionismo. Sendo possível afirmar que com base nos conceitos dos negócios internacionais, globalização e internacionalização houve e há diferentes caminhos traçados pelos dois países ao longo de suas trajetórias internacionais.

Publicado
2021-09-27
Como Citar
DE FREITAS QUEIRO, C. Z; DA SILVA FONSECA, J.; DE CARVALHO, ITALO. GLOBALIZAÇÃO E OS BRIC: UMA ANÁLISE CRÍTICA DA INTERNACIONALIZAÇÃO DO BRASIL E DA CHINA. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 27 set. 2021.
Seção
EIXO 1 - Resumo Expandido - Administração de Empresas