O ENSINO DE SOCIOLOGIA NO BRASIL

um projeto político e intelectual sólido e urgente ou um símbolo da desorientação profissional do (a) cientista social enquanto docente?

  • Maria Raquel da Cruz Duran Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Tatiana Braz Ribeiral Universidade Federal de Mato Grosso do Sul https://orcid.org/0000-0001-5346-7032

Resumo

O artigo tem por objetivos apresentar aos (às) estudantes de Ciências Sociais o processo de construção e fortalecimento do ensino de sociologia no Brasil, vislumbrar uma breve panorâmica dos desafios da atuação do (a) cientista social em atividades acadêmicas (escolas e universidades), e também propor a análise de um exercício aplicado aos (às) participantes do minicurso “A profissionalização do(a) cientista social e sua atuação no mercado de trabalho: caminhos possíveis para o exercício da profissão no Brasil”, realizado no III Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/Campus de Naviraí), entre os dias 10 e 13 de setembro de 2019. Na explanação proposta o que nos orientou foi a seguinte questão - e a possibilidade de uma resposta a ela -: o ensino de sociologia no Brasil foi/é um projeto político e intelectual sólido e urgente ou foi/é um símbolo da desorientação profissional do (a) cientista social enquanto docente? Ao cabo deste texto, pensamos trazer alguma luz a este debate.

Publicado
2021-10-09
Como Citar
DURAN, M. R. DA C.; BRAZ RIBEIRAL, T. O ENSINO DE SOCIOLOGIA NO BRASIL. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 9 out. 2021.