POLÍTICAS HABITACIONAIS LATINOAMERICANAS

o caso do Brasil e do México

Resumo

Fatores importantes para a atividade de acumulação capitalista se relacionam com a produção de moradias, tendo como consequências conflitos de apropriação dos espaços urbanos. A partir dessas afirmações, o presente trabalho tem por objetivo apresentar uma investigação sobre as transformações imobiliárias envolvendo o desenvolvimento de Habitações de Interesse Social no Brasil e no México. Esse trabalho envolve a compreensão das transformações que ocorreram nas esferas econômicas e urbanas sociais destes países, assim como o entendimento da influência da ascensão do neoliberalismo no final do século XX sobre essas transformações, relacionando as modificações ocorridas no campo político e econômico do Brasil e do México. Para tanto, o trabalho buscou compreender como ocorreu historicamente o processo de desenvolvimento da problemática habitacional e a estruturação dos agentes públicos e privados da produção imobiliária desses dois países.

Publicado
2021-10-07
Como Citar
ALMEIDA DA SILVA, M.; DE CONTO, V.; GARCIA DONOSO, V.; VIEIRA ROMANO, F. POLÍTICAS HABITACIONAIS LATINOAMERICANAS. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 7 out. 2021.
Seção
EIXO 5 - Artigo Completo - Desenvolvimento L/R, Território e Urbanização