TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E TRÂNSITO

UMA ANÁLISE SOBRE A GESTÃO EM UMA INSTITUIÇÃO MUNICIPAL

Resumo

É evidente que as tecnologias relacionadas à informação influenciam fortemente o desempenho de qualquer tipo de atividade. Em organizações, incluindo instituições públicas, estas tecnologias, quando utilizadas adequadamente, proporcionam agilidade, flexibilidade, rapidez e confiabilidade nas atividades de gerenciamento e operação. Neste contexto, este estudo abordou a seguinte questão: Como uma instituição municipal de gestão de trânsito utiliza ferramentas de tecnologia da informação para gerenciar atividades de trânsito? Assim, esta pesquisa visa analisar como as ferramentas de tecnologia da informação (TI) são utilizadas para o gerenciamento e operação do trânsito em uma agência municipal. Especificamente, este trabalho procurou identificar as ferramentas de tecnologia da informação utilizadas, as principais atividades desenvolvidas com o uso de TI, bem como os principais benefícios e dificuldades associados ao uso de TI para o gerenciamento de trânsito. O método utilizado foi um estudo de caso único, com uma abordagem qualitativa, que procurou apresentar evidências das facilidades, dificuldades, vantagens e deficiências relacionadas ao uso de recursos de informática. Os resultados encontrados mostram que entre os vários benefícios que a TI pode atribuir às atividades de gerenciamento de tráfego, velocidade de processamento de dados, "equidade comunitária", atividades de controle e planejamento para sinalização rodoviária e aumento da produtividade são os resultados mais expressivos.

Biografia do Autor

Ronalty Rocha, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Doutorando em Administração pela Universidade Federal do Paraná (PPGADM/UFPR). Mestrado em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (PROPADM/UFS). Professor voluntário no Departamento de Administração da Universidade Federal de Sergipe (DAD/UFS).

Adrianne Garcia, Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Doutoranda em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Mestra em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (2018). Professora voluntária no Departamento de Administração da Universidade Federal de Sergipe (DAD/UFS).

Maria Elena Leon Olave, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Doutorado em Engenharia de Produção. Professora Associada do Departamento de Administração da Universidade Federal de Sergipe (DAD/UFS), Docente do Programa de Pós -Graduação em Administração (PROPADM/UFS) e do Programa de Mestrado Profissional em Administração (PROFIAP).

Jadson Nilo Pereira Santos, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Mestrando em Ciências Aplicadas à Saúde pela Universidade Federal em Sergipe (PPGCAS/UFS). Especialista em Gestão e Auditoria em Serviços de Saúde.

Carla Cristine Silva Lopes, Universidade Federal do Paraná (PPGADM/UFPR)

Doutoranda em Administração na Universidade Federal do Paraná (PPGADM/UFPR). Mestre em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (PROPADM/UFS)

Publicado
2021-10-15
Como Citar
ROCHA, R.; GARCIA, A.; OLAVE, M. E. L.; SANTOS, J. N. P.; LOPES, C. C. S. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E TRÂNSITO. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 15 out. 2021.
Seção
EIXO 2 - Artigo Completo - Administração Pública e Terceiro Setor