A PROFISSIONALIZAÇÃO DO (A) CIENTISTA SOCIAL E SUA ATUAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO

caminhos possíveis para o exercício da profissão no Brasil

Resumo

Este relato de prática tem o objetivo de apontar aos (às) estudantes de Ciências Sociais os diversos caminhos que a atuação profissional do (a) sociólogo (a), do (a) antropólogo (a) e do (a) cientista político (a) permitem seguir, para além da docência. Apresentamos os resultados da prática docente aplicada aos (às) participantes do minicurso “A profissionalização do(a) cientista social e sua atuação no mercado de trabalho: caminhos possíveis para o exercício da profissão no Brasil”, realizado no III Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/Campus de Naviraí), entre os dias 10 e 13 de setembro de 2019. Em especial, visando compor uma matriz de atuação, foi apresentado ao (à) leitor (a): os desafios da atuação do (a) cientista social em atividades de desempenho profissional extramuros - como o trabalho em assessorias legislativas, gestão pública, consultorias e instituições de pesquisa e planejamento. As conclusões do trabalho apontam para a importância da compreensão acerca da diversidade de atuação na área, ainda na graduação, de forma que os egressos possam fazer escolhas mais conscientes no campo da profissionalização em Ciências Sociais.

Biografia do Autor

Maria Raquel da Cruz Duran, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Professora Adjunta do Curso de Ciências Sociais, Campus de Naviraí, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. 

Publicado
2021-10-09
Como Citar
BRAZ RIBEIRAL, T.; DA CRUZ DURAN, MARIA RAQUEL. A PROFISSIONALIZAÇÃO DO (A) CIENTISTA SOCIAL E SUA ATUAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO . Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 9 out. 2021.
Seção
EIXO 4 - Relato de Prática - Educação e Sociedade