O ENADE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE UM CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou compreender a
instrumentalização do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) como
ferramenta para melhoria do curso de graduação em Administração Pública de uma Instituição
Federal de Ensino Superior (IFES), no período de 2018 a 2020. Metodologicamente, trata-se
de um estudo de caso qualitativo, utilizando de entrevistas semiestruturadas com os
coordenadores dos referidos cursos de graduação. Além disso, utilizou-se da técnica de
análise documental para verificar de que forma a avaliação externa encontra-se inserida nos
Projetos Pedagógicos do Curso. As questões buscavam conhecer as opiniões dos entrevistados
enquanto coordenadores de cursos e docentes, com foco em entender como o Enade interfere
no cotidiano de sua prática profissional e dos estudantes e as suas contribuições para o curso.
Os principais resultados mostram que: a) o coordenador reconhece a sua importância para
gestão e melhorias do curso, embora aponte algumas fragilidades, como o enfoque
quantitativo do Enade e do Conceito Preliminar de Curso, o que dificulta muitas vezes a
interpretação dos resultados e posterior uso. b) a atualização do PPC exclui totalmente os
elementos do Enade, Avaliação de Cursos de Graduação e Avaliação Institucional.
Concluímos que o Enade é considerado pelo coordenador do curso como norteador para as
tomadas de decisões, no entanto, o seu conceito pouco qualitativo e a ausência de cultura
organizacional avaliativa, dificultam esse processo.

Publicado
2021-10-09
Como Citar
DOS SANTOS JÚNIOR, E. J.; DOURADO DO NASCIMENTO, J. O ENADE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE UM CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 9 out. 2021.