COMPRA DE COSMÉTICOS NA PANDEMIA

um estudo em Aquidauana/MS e Miranda/MS

Resumo

O Brasil está em quarto lugar no ranking de países que mais consomem cosméticos no mundo, levando o setor a ter uma considerável participação na economia do país (ABIHPEC, 2018). Dessa forma, torna-se relevante entender como o consumidor desse segmento se comporta, ainda mais durante a pandemia de Covid-19. Sendo assim, apresenta-se como pergunta norteadora da pesquisa: como pode ser caracterizado o comportamento de compra de cosméticos durante a pandemia? O objetivo deste estudo é analisar como se caracteriza o comportamento de compra de cosméticos durante a pandemia com foco nos municípios de Aquidauana/MS e Miranda/MS. A metodologia aplicada foi a pesquisa quali-quantitativa, descritiva, com aplicação de questionário online. Os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo e análise descritiva. Quanto aos principais resultados, os fatores que influenciam na compra, apontados com maior frequência foram: autocuidado, reputação da marca, indicação de dermatologista, necessidade de uso e vaidade. Além disso, a maior parte dos respondentes passou a comprar menos maquiagens por ficar mais tempo em casa, a valorizar mais determinados cosméticos em detrimento de outros que eram utilizados antes da pandemia e, apesar da mesma, ainda prefere comprar seus produtos cosméticos em lojas físicas.

Publicado
2021-09-30
Como Citar
DOS SANTOS BORGES, E.; FERREIRA KINOSHITA GOES, K. COMPRA DE COSMÉTICOS NA PANDEMIA. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 30 set. 2021.
Seção
EIXO 1 - Artigo Completo - Administração de Empresas