LUTO INFANTIL

como a escola lida com essa situação?

  • Suelen Dayanne Limberger de Oliveira
  • Fábio da Silva Rodrigues UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

Resumo

O objetivo deste artigo foi problematizar o papel da escola no que diz respeito às situações de luto na infância,  bem como analisar a qualificação e as práticas adotadas pelos profissionais da educação no contexto da escola. A pesquisa é de natureza qualitativa, bibliográfica e de campo, investigando como a escola e os profissionais da educação trabalham a questão do luto infantil. Participaram da pesquisa 3 psicólogas que atuam na área da educação desde o ensino de educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental de insituições particulares de Naviraí (MS). Como instrumentos de coleta de dados foi adotado um roteiro de entrevista semiestruturada. Os resultados revelam que crianças podem ter seu rendimento escolar prejudicado em função do silêncio que sentem em torno da morte e das reações apresentadas durante o processo de luto. Conclui-se que, embora a temática seja recorrente no ambiente escolar, os professores carecem de formação para abordar essa questão, no intuito de apoiar as crianças enlutadas. Dessa forma, a responsabilidade pelo apoio que deveria acontecer no contexto escolar é transferida para os familiares, revelando a necessidade de experiências de formação sobre essa temática no sentido de contribuir para um preparo adequado dos profissionais da educação.

Biografia do Autor

Fábio da Silva Rodrigues, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL
Doutor em Administração pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Publicado
2021-10-09
Como Citar
LIMBERGER DE OLIVEIRA, S. D.; RODRIGUES, F. DA S. LUTO INFANTIL. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 5, n. 1, 9 out. 2021.