A DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: um balanço da produção acadêmica

  • Nayanne Nascimento Silva UFGD
Palavras-chave: Ensino de arte, Produções acadêmicas, Mato Grosso do Sul.

Resumo

RESUMO: Objetiva-se apresentar um balanço das produções acadêmicas no campo da história da educação que versam sobre a disciplina de “Educação Artística”. O balanço teve como base especialmente periódicos e anais de eventos da área de História da Educação. Como descritores de busca utilizou-se o termo “Ensino de Arte”, considerando as variações dos termos específicos: “educação artística”, “desenho”, “música” e “canto orfeônico”. O resultado do mapeamento permitiu uma análise quanti-qualitativa das pesquisas. Foram localizadas 19 produções que transitam pela disciplina de Educação Artística, seja no título, palavras-chave ou resumo. Dos locais de busca selecionados, o maior número de trabalhos foi encontrado na RHE da UFRGS com cinco publicações, em segundo lugar está a BDTD, com três publicações. Cabe destacar que entre os locais de busca selecionados, IBICT, CBHE, PPGL, PPGEdu/UFGD, PPGH, Domínio Público, ANPED- Centro Oeste, EHECO, além dos periódicos  RBE e CHE,  não foram encontradas nenhuma referência sobre o tema.  Tal mapeamento evidencia que, apesar do extenso trabalho de busca, são reduzidas as produções sobre a trajetória desta disciplina, principalmente no sul de Mato Grosso, tendo em vista que apenas uma produção trata da história dessa disciplina no Estado. 

Biografia do Autor

Nayanne Nascimento Silva, UFGD
Artes Visuais

Referências

FERREIRA, Norma S. de Almeida. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação e Sociedade. Ano XXII, n. 79, pp.257-272, ago., 2002.

FURLAN, Elisangela. Ensino de Educação Artística Durante a Ditadura Civil-Militar Brasileira: Impactos da Legislação educacional. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, 2015.

____________.FIUZA, Alexandre Felipe. Ensino de Arte na Década de 70: As Diferentes Linguagens Visuais e sua influência na Formação Educacional do Sujeito. SCIELO, Universidade Estadual de Maringá, 2013.

JUNIOR, José Alberto de Andrade de Lima. História da disciplina de música e canto orfeônico em duas escolas secundárias públicas de londrina (1946- 1971). Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, 2009.

MAGALHÃES, Clarice Rego; AMARAL, Giana Lange do. A escola de Belas Artes de Pelotas: aspectos de sua gênese e constituição. Revista de História da Educação (RS), v. 14, n. 31, maio/ago, 2010.

MORAIS, José Jassuipe da Silva; FERREIRA, António Gomes Alves; SILVA, Rayane de Lima. Práticas Políticas Autoritárias no Brasil e o Estudo da Arte: Entre o Ensino Técnico Profissional e a Educação Artística (1964-1992). Revista Educação, Gestão e Sociedade, Faculdade Eça de Queirós, 2016.

MONTEIRO, Ana Nicolaça; SOUZA, Rosa Fátima. Educação musical e nacionalismo: a história do canto orfeônico no ensino secundário brasileiro (1930-1960). Revista História da Educação. Pelotas, v. 7, n. 13, 2003.

SILVA, Maria Betânia E. A inserção da arte no currículo escolar: Pernambuco, 1950-1980. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco, 2003.

____________. Escolarização da arte: dos anos 60 aos 80 do século XX (Recife-Pernambuco). Tese (doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

____________. Galvão, Ana Maria de Oliveira. Concepções de Arte na Educação. Revista HISTEDBR, On-line, Campinas, n.35, p. 141-159, set. de 2009.

SILVA, Maria Célia Leme da. Desenho e geometria na escola primária: um casamento duradouro que termina com separação litigiosa. Revista de História da Educação (RS), v. 18, n. 42, jan./abr, 2014.

SILVA, Maria Célia Leme da. Régua e compasso no ensino primário? Circulação e apropriação de práticas normativas para as matérias de desenho e geometria. Revista de História da Educação (RS), v. 18, n. 44, set.,/dez., 2014.

SILVA, Nayanne do Nascimento. Um olhar para o ensino da arte. II congresso de educação da Grande Dourados-FAED, Dourados, 2016.

SUBTIL Maria José Dozza. A lei n. 5.692/71 e a obrigatoriedade da educação artística nas escolas: passados quarenta anos, prestando contas ao presente. Rev. Bras. Hist. Educ, v. 12, n. 3, 2012.

TRINCHÃO, Gláucia. O conhecimento em desenho das escolas primárias imperiais brasileiras: o livro de desenho de Abílio César Borges. Revista de História da Educação (RS), v. 11, n. 23, set./dez, 2007.

Publicado
2017-11-20