IDENTIFICAÇÃO DAS POTENCIAS AGLOMERAÇÕES PRODUTIVAS LOCAIS (APLs) PARA O ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

Wesley Osvaldo Pradella Rodrigues, José Francisco dos Reis Neto, Daniel Massen Frainer, Celso Correia de Souza

Resumo


Os Arranjos Produtivos Locais – APL são amplamente debatidos como um mecanismo fundamental para o desenvolvimento regional. Os arranjos produtivos locais, passaram a ser peças importantes na implementação de políticas públicas de incentivo às aglomerações industriais, tecnológicas e regionais. Um arranjo produtivo local é caracterizado pela existência da aglomeração de um número significativo de empresas que atuam em torno de uma atividade produtiva principal. Este trabalho se propõe em identificar as potenciais aglomerações produtivas locais no estado de Mato Grosso do Sul. Para este fim, utiliza-se a metodologia proposta por Crocco et al. (2006), composta pelo Quociente Locacional (que mede a especialização produtiva de cada região), Participação Relativa do Emprego (que capta a importância da atividade no Estado) e Hirschman-Herfindahl modificado (que mede o peso cada atividade na estrutura produtiva), esses indicadores forneceram os parâmetros para a elaboração do Índice de Concentração normalizado (que capta a magnitude de cada atividade na região). A base de dados inicial foi através da utilização da Classificação Nacional das Atividades Econômicas – CNAE e da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS, ambos do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE. Os resultados podem ser considerados bons no sentido de que foi possível identificar vários potenciais APLs no Estado.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.