CARACTERÍSTICAS E VALORES PREDOMINANTES DOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FACE/UFGD EM CONSONÂNCIA COM AS PRERROGATIVAS TEÓRICAS SOBRE GERAÇÕES

Cezar Eduardo Soares Cordeiro, CRISTIANE MALLMANN HUPPES

Resumo


A sociedade atual apresenta quatro gerações convivendo nos diversos meios: os Veteranos, os Baby Boomers, a geração X e a geração Y. Este trabalho objetivou estudar as principais características teóricas das gerações atuais e confrontá-las com o comportamento da amostra analisada, a fim de se determinar ou não a predominância de tais prerrogativas teóricas a ela. Para tanto, foi aplicado um questionário aos discentes do curso de graduação em Ciências Contábeis da FACE/UFGD, e os respondentes representaram 41,4% da população estudada. Para a análise, os dados foram tratados no software Excel. Os resultados da pesquisa indicaram que assim como menciona a teoria, somente a idade não é suficiente para categorizar determinado grupo de pessoas à determinada geração. O grupo analisado foi categorizado como predominantemente pertencente à geração Y, pela idade cronológica e porque a maioria das características Y foram compatíveis, mas pela análise de todas as características predominantes, a amostra pode ser classificada gradativamente em menor grau como também pertencente à Geração X, aos Veteranos, e ainda aos Baby Boomers.

Palavras-chave


Ciências Contábeis; Perfil de alunos; Teoria das Gerações.

Texto completo:

PDF

Referências


BEUREN, Ilse Maria et al. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CERETTA, Simone Beatriz; FROEMMING, Lurdes Marlene. Geração Z: Compreendendo os hábitos de consumo da geração emergente. Revista Eletrônica do Mestrado Profissional em Administração, Lagoa Nova, v. 3, n. 02, p.15-24, 2011.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

CHIUZI, Rafael Marcus; PEIXOTO, Bruna Ribeiro Gonçalves; FUSARI, Giovana Lorenzini. Conflito de gerações nas organizações; um fenômeno social interpretado a partir da teoria de Erik Erikson. Temas Em Psicologia, São Bernardo do Campo, v. 19, n. 2, p. 579-590, 2011.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. MINIAURÉLIO: O DICIONÁRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA. 7. ed. Curitiba: Positivo, 2008.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

LIMA, Ranieri. Perfil das gerações no Brasil: As gerações X, Y e Z e seus perfis políticos. São Paulo: Baraúna, 2012.

MARION, José Carlos et al. Monografia para os Cursos de Administração, Contabilidade e Economia. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

NORO, Greice de Bem et al. A gestão da geração Y nas empresas filiadas à AJESM da cidade de Santa Maria - RS. Gestão Estratégica, Empreendedorismo e Sustentabilidade, Santa Maria, set. 2012.

OLIVEIRA, Antonio Benedito Silva et al (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em contabilidade. São Paulo: Saraiva, 2003.

OLIVEIRA, Sidnei. Jovens para sempre: Como entender os conflitos de gerações. São Paulo: Integrare Editora, 2012.

PEREIRA, Liandra; TREML, Édna E. Z. Fietz; RANK, Sueli M. W. Perfil profissional da geração Y: um estudo exploratório em cursos da área de ciências sociais aplicadas em universidades do interior de Santa Catarina. Gestão Estratégica: Empreendedorismo e Sustentabilidade, Santa Maria, set. 2012.

RUDIO, Franz Victor. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 12 ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

SANTOS, Cristiane Ferreira dos et al. O processo evolutivo entre as gerações X, Y e Baby Boomers. Seminários em Administração, Limeira, 2011.

SERRANO, Daniel Portillo. Geração Baby Boomer. 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2013.

SILVA, Soraya Juliane da; SILVA, Francine Candatten Soares e; SANTOS, Daniel Ferreira dos. Técnicas da liderança situacional como mecanismos para a promoção do amadurecimento profissional da geração Y. Gestão Estratégica, Empreendedorismo e Sustentabilidade, São Bernardo do Campo, set. 2012.

SILVA, Viviane Ferreira da; STRUCKEL, Antonio Carlos. Perfil da geração Y que trabalha no comércio da cidade de Maringá. Caderno de Administração, Maringá, v. 21, n. 01, p.01-16, 2013.

TEIXEIRA, Esnice Barth; JAESCHKE, Juliana. Mentoring e geração Y: uma metodologia para o desenvolvimento pessoal e profissional. Gestão Estratégica; Empreendedorismo e Sustentabilidade, São Bernardo do Campo, set. 2012.

VASCONCELOS, Katia C. de Araujo et al. A geração Y e suas âncoras de carreira. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, Vitória, p.1-16, 2010.

ZEMKE, Ron; RAINES, Claire; FILIPCZAK, Bob. Choque de gerações. Carreira & Família, São Paulo, n. 65, 2000


Apontamentos

  • Não há apontamentos.