Taxas de crescimento do milho nas condições edafo-climáticas do Sul do Mato Grosso do Sul

João Lorençone, Daniel Molaes de Oliveira, Gabriel Dos Santos Lima, Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, Jose Reinaldo Moraes

Resumo


Objetivou-se avaliar o desenvolvimento e a produtividade do milho, na densidade populacional de 15 plantas por metro linear na região do município de Naviraí – MS. O delineamento usado foi em blocos (16). Cada bloco tinha de 2 X 1,8m, com cinco linhas com 2m de comprimento e um espaçamento de 0,45m entre linhas. . Para avaliação do desenvolvimento foram utilizados altura das plantas, diâmetro e numero de folhas e para a avaliação da produtividade foram utilizados comprimento das espigas, diâmetro e peso total dos grãos. Foram realizadas no total oito medições em datas diferentes, chegando em uma média na época da colheita de 224,6 cm de altura, 2,63 cm de diâmetro e 11,8 folhas, para a produtividade obteve – se uma média de 26 espigas colhidas, com tamanho média final de 15,1 cm e 4 cm de diâmetro, com peso de 2,3 Kg em uma área de 3,6 m2. Pode- se concluir que ao final do experimento que o milho teve um bom desenvolvimento até meados do mês de abril, após esse mês começou uma grande diminuição do crescimento devido a queda da pluviosidade que ocorreu no mês de abril, também conclui que a produtividade relativamente boa em comparação com a média de produtividade.


Texto completo:

PDF

Referências


DARÓS, Romulo. CULTURA DO MILHO MANUAL DE RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS. 11f. (AGRAER - Agência Regional de Dourados.). Dourados, MS. 2015.

DEMÉTRIO, Claudia Sousa, et al .Desempenho de híbridos de milho submetidos a diferentes espaçamentos e densidades populacionais. Pesq. agropec. bras., Brasília, v.43, n.12, p.1691-1697, dez. 2008.

DUARTE, A. P.; PATERNIANI, M. E. A. G. Z. (Coords.). Cultivares de milho no Estado de São Paulo: resultados das avalia- ções regionais IAC/CATI/EMPRESAS – 1998/99. Campinas: Instituto Agronômico, 1999. p.1-5 (Documentos IAC, 66).

OLIVEIRA, Priscila. Crescimento e produtividade de milho em função da cultura antecessora1. Pesq. Agropec. Trop., Goiânia, v. 43, n. 3, p. 239-246, jul./set. 2013

VIEIRA, Marcelo de Andrade, et al. Cultivares de milho e população de plantas que afetam a produtividade de espigas verdes. Acta Scientiarum. Agronomy. Maringá, v. 32, n. 1, p. 81-86, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.