A INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: uma revisão sistemática

BÁRBARA JOHANN BORGES, Fabiane Cortez Verdu, Weber Henrique Radael, Deisy Cristina Correa Igarashi, Flávia Mayara Segate

Resumo


A internacionalização da educação superior tem se tornado cada vez mais um tema em discussão nos fóruns internacionais, principalmente nos últimos anos no Brasil. Diante disto, o presente artigo tem como objetivo analisar a produção científica de estudos sobre internacionalização da educação superior no Brasil. Como fonte de pesquisa, utilizou-se a base de dados da Scientific Eletronic Library Online (Scielo) para a busca de artigos publicados sobre o tema, localizados no período de 2010 a 2017, tais artigos foram analisados por meio de uma revisão sistemática. Os resultados desta revisão sistemática demonstram que 92% dos artigos analisados tem uma abordagem de pesquisa qualitativa, sendo os métodos de coleta de dados mais recorrentes a pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, entrevistas e estudo de caso. De forma geral, chegou-se à conclusão que a internacionalização da educação superior no Brasil se mostra um campo de significativa relevância acadêmica, tanto para as universidades, quanto para a sociedade em geral, devido ao atual contexto de globalização e do ponto de vista científico é um campo fértil e que possui necessidade de pesquisas empíricas a fim de investigar questões latentes ao tema.


Palavras-chave


Internacionalização; Ensino Superior; Educação Superior.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTBACH, P.; KNIGHT, J. The Internationalization of Higher Education: Motivations and Realities. Journal of Studies in International Education, Los Angeles, n. 3/4, p. 290-305, 2007.

AMORIM, G. B.; FINARDI, K. R. Internacionalização do ensino superior e línguas estrangeiras: evidências de um estudo de caso nos níveis micro, meso e macro. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 22, n. 03, p. 614-632, nov. 2017.

ARAUJO, E. R.; SILVA, S. Temos de fazer um cavalo de troia: elementos para compreender a internacionalização da investigação e do ensino superior. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 20, n. 60, p. 77-98, 2015.

ARCHANJO, R. Saberes sem Fronteiras: Políticas para as migrações Pós-modernas. DELTA, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 515-541, 2016.

BARTELL, M. Internationalization of universities: A university culture-based framework. Higher Education Manitoba, Winnipeg, 2003, p. 37-52.

BIANCHETTI, L.; MAGALHÃES, A. M. Declaração de Bolonha e internacionalização da educação superior: protagonismo dos reitores e autonomia universitária em questão. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 20, n. 1, p. 225-249, 2015.

CARVALHO, C. H. A. de. A mercantilização da educação superior brasileira e as estratégias de mercado das instituições lucrativas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 54, p. 761-776, 2013.

CELANO, A. C.; GUEDES, A. L. Impactos da globalização no processo de internacionalização dos programas de educação em gestão. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, p. 45-61, 2014.

CROWTHER, P.; JORIS, M.; OTTEN, M.; NILSSON, B.; TEEKENS, H. & WÄCHTER, B. (Eds), Internationalisation at home: a position paper. European Association for International Education [EAIE] [Netherlands], Amsterdam. 2009.

CUNHA-MELO, J. R. da. Effective Indicators for Science Internationalization.Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Rio de Janeiro, v. 42, supl. 1, p. 20-25, 2015.

DAL-SOTO, F.; ALVES, J. N.; SOUZA, Y. S. de. A Produção Científica Sobre Internacionalização da Educação Superior na Web of Science: Características Gerais e Metodológicas.Educação em revista, Belo Horizonte, v. 32, n. 4, p. 229-249, 2016.

de WIT, Hans. Internationalization of Higher Education in the United States of America and Europe: a historical, comparative, and conceptual analysis. Greenwood Studies in Higher Education, 2002.

DENYER, D.; TRANFIELD, D. Producing a systematic review. In: BUCHANAN, D. A.; BRYMAN, A. (Ed.). The SAGE handbook of organizational research methods. Los Angeles; London: SAGE, 2009.

DUARTE, R. G.; CASTRO, J. M. de; CRUZ, A. L. A.; MIURA, I. K. O papel dos relacionamentos interpessoais na internacionalização de instituições de ensino superior. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p. 343-370, 2012.

FERREIRA, M. M.; LOUSADA, E. G. Ações do Laboratório de Letramento Acadêmico da Universidade de São Paulo: Promovendo a Escrita Acadêmica na Graduação e na Pós-graduação. Ilha Desterro, Florianópolis, v. 69, n. 3, p. 125-140, 2016.

FREITAS, D. de. Strategies in Search for InternationalPartnerships. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Rio de Janeiro, v. 42, supl. 1, p. 81-82, 2015.

IAU. International Association of Universities. Internationalization: concepts and definitions. 2007. Disponível em: . Acessoe m 27 de Setembro de 2018.

KNIGHT, J. Internationalization of higher education: a conceptual framework. In Jane Knight and Hans de Wit (Eds), Internationalization of higher education in Asia Pacific Countries. Amsterdam: European Association for International Education, 1997.

KNIGHT, J. Internationalization: management strategies and issues. International Education Magazine, v. 9, 1993.

KNIGHT, J. Updating the definition of internationalization. International Higher Education, Chestnut Hill, v. 33, n. 3, p. 2-3, 2003.

KNIGHT, J. Internationalization remodeled: definition, approaches, and rationales. Journal of Studies in International Education, v.8, n.1, spring 2004, p. 5-32.

KNIGHT, J. Internationalisation: Key concepts and Elements. In: EUROPEAN UNIVERSITY ASSOCIATION. Internationalisation of European Higher Education. Berlin: Raabe, 2010.

LEITE, D.; GENRO, M. E. H. Avaliação e internacionalização da educação superior: Quo vadis América Latina? Avaliação, Sorocaba, v. 17, n. 3, p. 763-785, 2012.

LIMA, M. C.; MARANHAO, C. M. S. de A. Políticas curriculares da internacionalização do ensino superior: multiculturalismo ou semiformação? Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 19, n. 72, p. 575-598, 2011.

LUCE, M. B.; FAGUNDES, C. V.; MEDIEL, O. G. Internacionalização da educação superior: a dimensão intercultural e o suporte institucional na avaliação da mobilidade acadêmica. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 21, n. 2, p. 317-340, 2016.

MIRANDA, J. A. A.; STALLIVIERI, L. Para uma política pública de internacionalização para o ensino superior no Brasil. Revista Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v.22, n. 03, p. 589-613, nov. 2017.

MOROSINI, M. C. Estado do conhecimento sobre Internacionalização da Educação Superior: Conceitos e Práticas. Educar, Curitiba, PR, n 28, p. 107-124, 2006.

MOROSINI, M. C. Internacionalização na produção de conhecimento em IES Brasileiras: cooperação internacional tradicional e cooperação internacional horizontal. Educação, Belo Horizonte, v. 27, n. 1, p. 93-112, 2011.

MOROSINI, M. C. Qualidade da educação superior e contextos emergentes. Avaliação, Sorocaba, v. 19, n. 2, p. 385-405, 2014.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B.; LEITE, D.; FRANCO, M. E. D. P.; CUNHA, M. I. da; ISAIA, S. M. A. A qualidade da educação superior e o complexo exercício de propor indicadores. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 21, n. 64, p. 13-37, 2016.

MUCKENBERGER, E.; TOGASHI, G. B.; PÁDUA, S. I.D. de; MIURA, I. K. Gestão de processos aplicada à realização de convênios internacionais bilaterais em uma instituição de ensino superior pública brasileira. Production, São Paulo, v. 23, n. 3, p. 637-651, 2013.

OLIVEIRA, A. L. de; FREITAS, M. E. de. Motivações para Mobilidade Acadêmica Internacional: A Visão de Alunos e Professores Universitários. Educação em revista, Belo Horizonte, v. 32, n. 3, p. 217-246, 2016.

RAMOS, M. Y. Internacionalização da pós-graduação no Brasil: lógica e mecanismos. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 44, 2017.

RAUEN, M. G.; FILHO, A. F. A educação internacional e os resultados de cooperação Brasil-Alemanha na Unicentro. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 21, n. 3, p. 673-690, 2016.

ROBSON, S. Internationalization at home: internationalizing the university experience of staff and students. Educação (Porto Alegre), v. 40, n. 3, p. 368-374, 2017.

SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 11, n. 1, jan./fev. 2007.

SANTOS, F. S.; NASCIMENTO, E. P. do; BUARQUE, C. Mudanças necessárias na universidade brasileira: autonomia, forma de governo e internacionalização. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 29, n. 1, p. 39-61, 2013.

SCHWARTZMAN, S. Demanda e Políticas Públicas para o Ensino Superior nos BRICS. Caderno CRH, Salvador, v. 28, n. 74, p. 267-290, 2015.

SILVEIRA, Zuleide. Setor educacional do MERCOSUL: convergência e integração regional da educação superior brasileira. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 21, n. 3, p. 901-927, 2016.

STALLIVIERI, L. O processo de internacionalização nas instituições de ensino superior. Educação Brasileira: revista do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras, Brasília, v. 24, n. 48, p. 35-57, 2002.

VEIGA, F. H. Internacionalização da investigação e do ensino em Psicologia e Educação: demandas Portugal-Brasil. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 31, n. 2, p. 149-158, 2014.

WIELEWICKI, H. de G.; OLIVEIRA, M. R. Internacionalização da educação superior: processo de Bolonha. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 67, p. 215-234, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.