CONSTRUÇÃO DE UM MODELO PARA ANÁLISE DA ASSIMETRIA DE INFORMAÇÃO NAS TRANSAÇÕES DE LARANJA

  • Bárbara Johann Borges Universidade Estadual de Maringá
  • Deisy Cristina Correa Igarashi Universidade Estadual de Maringá
  • Flávia Mayara Segate Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Avaliação Multicritério de Apoio à Decisão, Economia dos Custos de Transação, Assimetria da Informação.

Resumo

O objetivo do presente estudo é compreender a percepção do produtor de laranja sobre a assimetria informacional na comercialização do produto in natura utilizando a metodologia Multicritério em Apoio à Decisão Construtivista (MCDA-C) com base na Economia dos Custos de Transações (ECT). Os dados foram levantados a partir de entrevistas semiestruturadas com três produtores de laranja do noroeste do Paraná. A MCDA-C foi operacionalizada através de três fases: a fase de estruturação; avaliação; e a de recomendações (ENSSLIN, DUTRA, ENSSLIN, 2000). A primeira fase foi realizada por meio de uma pesquisa teórica, a qual identificou uma preocupação com a assimetria de informação na produção de laranja; na segunda fase, buscou-se na ECT elementos que permitissem o entendimento da assimetria da informação na laranja. O resultado foi três pontos de vistas fundamentais, são eles: oportunismo, incerteza e frequência. A partir disso, foi possível elaborar os descritores. A partir da modelagem, permitiu-se a análise do comportamento das transações de laranja. Nenhum dos pontos mapeados apresentaram desempenho a cima do esperado pelos decisores e apenas o descritor doença apresentou desempenho abaixo do neutro, isto indica que as transações não são destoantes do ponto de vista decisores.

Biografia do Autor

Bárbara Johann Borges, Universidade Estadual de Maringá
Mestranda em Marketing e Cadeias Produtivas pelo Programa de Pós-graduação em Administração (PPA) da UEM.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CITRICULTORES. O mercado da citricultura no Brasil e as suas novas perspectivas. 2016. Disponível em: <http://www.citrusbr.com/download/biblioteca/citrusbr_livro_concecitrus_2016.pdf>. Acesso em: 06 julho 2017.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS EXPORTADORES DE SUCOS CÍTRICOS. Cinturão Citrícola. 2017. Disponível em: <http://www.citrusbr.com/economia/?ec=07>. Acesso em: 06 Julho 2017.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS EXPORTADORES DE SUCOS CÍTRICOS. Laranja e Suco. 2017. Disponível em: <http://www.citrusbr.com/laranjaesuco/?ins=19>. Acesso em: 06 Julho 2017.

AUGUSTO, C. A.; SOUZA, J. P.; CARIO, S. A. F. New Institutional Economics: Complementary Aspects. Ibero American Journal of Strategic Management (IJSM), v. 13, n. 1, p. 93-108, 2014.

AZEVEDO, P. F. Nova economia institucional: referencial geral e aplicação para a agricultura. Agricultura em São Paulo, São Paulo, v.47, n.1, p.33-52, 2000.

BALESTRIN, A.; ARBAGE, A. P. A perspectiva dos custos de transação na formação de redes de cooperação. RAE electron., São Paulo , v. 6, n. 1, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167656482007000100008&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 10 de julho de 2017.

BEGNIS, H. S. M.; ESTIVALETE, V. F. B.; PEDROSO, E. Confiança, comportamento oportunista e quebra de contratos na cadeia produtiva do fumo no sul do Brasil. Gestão & Produção, São Carlos, v. 14, n. 2, p. 311-322, maio-ago. 2007.

CARVALHO, M. S. de. Contratos formais entre empresas processadoras de laranja e citricultores: um estudo de múltiplos casos entre os anos-safras de 1978/79 a 2011/12 na perspectiva dos produtores. 2015. 258 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de SãoCarlos-UFSCar, São Carlos 2015.

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA – ESALQ/USP. PIB do Agronegócio. Disponível em: <http://www.cepea.esalq.usp.br/pib/>. Acessoem: 10 abril. 2018.

COASE, R. H. The Nature of the Firm. Economic New Series. v. 4, p. 386-405, 1937.

COLBARI, A. A análise de conteúdo e a pesquisa empírica qualitativa. ln : SOUZA, E. M. de. (Orgs.). Metodologias e analíticas qualitativas em pesquisa organizacional: uma abordagem teórico-conceitual. Dados eletrônicos. Vitória, EDUFES, 2014, p.241 -272.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. Introdução: a disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (Orgs.). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ENSSLIN, L.; MONTIBELLER NETO, G.; NORONHA, S. N. Apoio à Decisão: metodologia para estruturação de problemas e avaliação multicritério de alternativas. Florianópolis: INSULAR, 2001.

FARINA, E. M. M. Q. AZEVEDO, P. F.; SAES, M. S. M. Competitividade: mercado, estado e organizações. São Paulo: Singular, 1997.

FARINA, E. M. M. Q. Competitividade e coordenação de sistemas agroindustriais: um ensaio conceitual. Revista Gestão & Produção, v. 6, n. 3, p.147-161, 1999.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, 2010.

IGARASHI, D. C. C.; ENSSLIN, S. R.; ENSSLIN, L.; PALADINI, E. P. A qualidade do ensino sob o viés da avaliação de um programa de pós-graduação em contabilidade: proposta de estruturação de um modelo híbrido. Revista de Administração - RAUSP, v. 43, n. 2, p. 117-137, 2008.

ITO, N. C.; ZYLBERSZTAJN, D. Power and selection of contract terms: The case from the Brazilian orange juice sector. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 51, n.1, p. 5-19, 2016.

LAZZARINI, S. G. Estudos de caso para fins de pesquisa: aplicabilidade e limitações do método. In FARINA, Elizabeth (coord.). Estudos de caso em agribusiness. São Paulo: Pioneira. 1997.

MELLO, F. O. T. de; PAULILLO, L. F. Análise do alinhamento entre os atributos das transações e as formas de governanças empregadas na citricultura. Gestão e Produção, v. 16, n. 4, 2009.

MELLO, F. O. T. Formas Plurais de governança no complexo Agroindustrial Citrícola: análise dos produtores de laranja da microrregião de Bebedouro/SP. 2008. 189 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos-UFSCar, São Carlos 2008.

MONDELLI, M.; ZYLBERSZTAJN, D. Determinantes dos arranjos contratuais: o caso da transação produtor-processador de carne bovina no Uruguai. Revista de Economia e Sociologia Rural. v. 46, n. 3, p. 831-868, 2008.

PONDÉ, J. L.; FAGUNDES, J.; POSSAS, M. Custo de Transação e Política de Defesa da Concorrência. Economia Contemporânea, n. 2, 1997.

RASMUSEN, E. Games and information: an introduction to game theory. Cambrige: BlackwellPublishers, 1996.

RICHARDSON, R. J.; PERES, J. A. S.; WANDERLEY, J. C. V.; CORREIA, L. M.; PERES, M. H. M. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3. ed. 14reimp. São Paulo: Atlas, 2012.

ROY, B. Decision science or decision-aid science? European Journal of Operational Research, Inglaterra, v.8, n.1, p.184-203, Feb. 1993.

ROY, B. Decision-aid and decision-making. European Journal of Operational Research, 324–331, 1990.

SEAB, SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO. Paraná prevê crescimento de 11,6% na safra de laranja em 2016. 2016. Disponível em: <http://www.agricultura.pr.gov.br/>. Acesso em: 06 Julho 2017.

SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO. Fruticultura. 2016. Disponível em: <http://www.agricultura.pr.gov.br/arquivos/File/deral/Prognosticos/fruticultura_2014_15.pdf>. Acesso em: 06 Julho 2017.

SILVA, A. A. da; BRITO, E. P. Z. Incerteza, racionalidade limitada e comportamento oportunista: um estudo na indústria brasileira. Rev. Adm. Mackenzie, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 176-201, 2013.

SILVA, D. B.; CALEMAN, S. M. Q. Sistemas Agroindustriais Sustentáveis: Uma Aplicação da Economia dos Custos de Transação. Revista Brasileira de Administração Científica, v.5, n.3, p. 287‐ 304, 2014.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa e, educação. São Paulo: Atlas, 1987.

TURETA, C.; ALCADIPANI, R. Entre o observador e o integrante da escola de samba: os não-humanos e as transformações durante uma pesquisa de campo. Revista de Administração Contemporânea, v. 15, p. 209-227, 2011.

VIEIRA, M. M. F.; PEREIRA, B. N. Estudos etnográficos em administração. In: VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. (Orgs.). Pesquisa qualitativa em administração: teoria e prática. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

WILLIAMSON, O. E. Calculativeness, trust, and economic organization. The Journal of Law & Economics, v. 36, n. 1, p. 453-486, 1993.

WILLIAMSON, O. E. Comparative Economic Organization: The Analysis of Discrete Structural Alternatives. Administrative Science Quarterly, v. 36, n. 2, p. 269-296, Jun., 1991.

WILLIAMSON, O. E. The New Institutional Economics: Taking Stock, Looking Ahead. Journal of Economic Literature, v. 38, n. 3, p. 595-613, 2000.

WILLIAMSON, O. The economic institutions of capitalism – firms, markets, relational contracting. New York: The Free Press, 1985.

WILLIAMSON, O. The Mechanisms of Governance. Oxford: Oxford University Press, 1996.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZYLBERSZTAJN, D. Estruturas de Governança e Coordenação do Agribusiness: uma aplicação da Nova Economia das Instituições. Tese de Livre- Docência, Departamento de Administração, FEA/USP, 238 p., 1995.

Publicado
2018-12-18
Como Citar
BORGES, B. J.; IGARASHI, D. C. C.; SEGATE, F. M. CONSTRUÇÃO DE UM MODELO PARA ANÁLISE DA ASSIMETRIA DE INFORMAÇÃO NAS TRANSAÇÕES DE LARANJA. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 2, n. 1, 18 dez. 2018.