O FACEBOOK COMO FERRAMENTA DE MARKETING PARA MICROEMPRESAS

Fabiano Greter Moreira, Alan Júnior Monteiro de Moraes, Flávio Garcia Dobes

Resumo


A pesquisa busca apresentar a importância da rede social - facebook, como estratégia de propaganda, para uma microempresa, na cidade de Batayporã, no Estado de Mato Grosso do Sul. Questiona-se como a microempresa explora as características da rede social para fazer anúncios dos seus produtos e também aproximar-se da sociedade/consumidores. A partir de um estudo de caso, realizou-se uma pesquisa qualitativa, abordando as bases científicas do marketing, marketing digital, redes sociais e o facebook. Os resultados obtidos buscam apresentar como o relacionamento entre empresa e clientes, por meio de ferramentas como o facebook aproxima e proporciona maior interação e geração de negócios nas organizações.


Palavras-chave


Consumidores; Organizações; Redes Sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


BARNES, J.A. .1987. Redes sociais e processo político. In: B. FELDMAN-BIANCO (org.), Antropologia das sociedades contemporâneas: métodos. São Paulo, Global, p. 159-193.

BLESSA, Regina. Merchandising no Ponto-de-venda. 5ª. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CAPRA, Fritjof. As conexões ocultas: ciência para uma vida sustentável. São Paulo: Cultrix, 2002.

CASTELLS, M. A cultura da virtualidade real: a integração da comunicação eletrônica, o fim da audiência de massa e o surgimento de redes interativas. In: CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CHOO, W. C. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. Tradução de Eliana Rocha. São Paulo: Senac, 2003.

COSTA, Larissa et al. (Coord.). Redes: uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto-organização. Brasília: WWF-Brasil, 2003. Facebook.com. Social Networks, 30, 330-342, 2008.

FRANCA, Geraldo. Marketing digital para pequenas e microempresas. Disponível em: http://www.empreendedor.com.br/artigo/marketing-digital-para-pequenas-e-micro-empresas. Acesso em: 25 set. 2011.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GONÇALVES, A.; KOPROWSKI, S. O. Pequena Empresa no Brasil. São Paulo, EDUSP, 1995.

GRIMMELMANN, James. Saving Facebook. Iowa Law Review, 94, 1137-1206, 2009.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Cidades, Infográfico. 02 de Agosto de 2016. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/painel.php?lang=&codmun=500200&search=%7Cbataypora. Acesso em: 18 set. 2011.

KOTLER, Philip. Administração de Marketing. 5ª. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

KOTLER, Philip. KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing: A Bíblia do Marketing. 12 ed. São Paulo: Prentice Hall Brasil, 2006.

LEMOS, André e LÉVY, Pierre. O Futuro da Internet. Em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo. Paulus, 2010.

LEONE, N. M. C. P. G.. As especificidades das pequenas e médias empresas. Revista de Administração - RAUSP, São Paulo: FEA/USP, v.34, nº2, p.91-94, abril/junho, 1999.

LEWIS, Kevin et al. Tastes, Ties, and Time: A New Social Network Dataset Using Facebook.com.Social Networks, 30, 330-342, 2008.

LIMEIRA, Tania M. Vidigal.E-marketing. O marketing na internet com casos brasileiros. São Paulo: Saraiva, 2003.

MACCARI, Emerson A., LOBOSCO, Antonio, CARVALHO, Bruna Lazzarin de, MARIZZE, Mariana Carmen. A Importância do Marketing Digital no Varejo de Eletroeletrônico. Universidade Nove de Julho, 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2015.

MACEDO, Tonia Marta Barbosa. Redes informais nas organizações: a cogestão do conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 1, p. 94-100, jan. 1999.

MARTELETO, Regina Maria. Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p. 71-81, jan./abr. 2001.

MATTAR, F. N. Pesquisa de marketing. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2001.

MAXWELL, Ferreira de Oliveira. Metodologia Científica: um manual para a realização de pesquisas em administração. UFG. Catalão GO, 2011. Disponível em: https://adm.catalao.ufg.br/up/567/o/Manual_de_metodologia_cientifica_-_Prof_Maxwell.pdf >. Acesso em: 08 de ago. 2016.

OKADA, Sionara Ioco, SOUZA, Eliane Moreira Sá de. Estratégias de Marketing Digital na Era da Busca. Revista Brasileira de Marketing, São Paulo, v. 10, n. 1, p 46-72, jan./abr. 2011.

OLIVEIRA, M. A. L. Qualidade: o desafio da pequena e média empresa. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1994.

RIES, Tonia. 250 Million People Engage with Facebook on External Sites Monthly. The Realtime Report, 11 de dezembro de 2010. Disponível em: http://therealtimereport.com/2010/12/11/250-million-people-engage-with-facebook-on-external-sites-monthly>. Acesso em: 15 abr. 2013.

Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. Estatuto social, Brasília, DF. 18 de junho de 2009. Disponível em : http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Estatuto%20Social%20Sebrae.pdf> . Acesso em: 25 jul. 2016.

TORRES, Cláudio. A Bíblia do Marketing Digital: Tudo que você queria saber sobre marketing e publicidade na internet e não tinha a quem perguntar. São Paulo. Editora Novatec. 2009.

YIN. R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.