PERSPECTIVA DE UMA COOPERATIVA DE RECICLAGEM EM NOVA ANDRADINA

  • Bianca Pereira Santos Universidade Federal do Mato Grosso do Sul campus de Nova Andradina
  • João Vitor Ribeiro Alves Universidade Federal do Mato Grosso do Sul campus de Nova Andradina
  • Priscila Lini Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Cooperativa, reciclagem, perspectiva

Resumo

No contexto ambiental degradado que a sociedade vive atualmente, tanto a geração de resíduos sólidos quanto o descarte destes são problemas discutidos constantemente nas esferas empresarial, governamental e social. Contudo, vislumbra-se que tais discussões não ultrapassam a mera retórica, em Nova Andradina uma cidade com aproximadamente com 55 mil habitantes não tem tratamento do lixo e nem uma cooperativa de materiais recicláveis, com isso foi feita uma pesquisa de campo com os catadores de reciclagem de Nova Andradina para sabermos a perspectiva de uma cooperativa, nessa pesquisa concluímos que temos uma parte de catadores que tem o interesse de fazer parte de uma cooperativa.

Referências

RODRIGUES, Geizibel Lopes; FEITOSA, Maria José da Silva; SILVA, Genilson Ferreira Lopes. COOPERATIVAS DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS E SEUS BENEFÍCIOS SOCIOAMBIENTAIS: UM ESTUDO NA COOPECAMAREST EM SERRA TALHADA – PE. RMS - Revista Metropolitana de Sustentabilidade. Disponível em: http://www.revistaseletronicas.fmu.br/. Acesso em: 02 out 2018.

RESENDE, Augusto César Leite. O fomento das cooperativas de catadores de materiais recicláveis como instrumento de promoção do direito fundamental ao desenvolvimento sustentável. Revista Eletrônica Direito e Política. Disponível em: www.univali.br/direitoepolitica - ISSN 1980-7791. Acesso em: 02 out. 2018.

Publicado
2018-12-11
Como Citar
SANTOS, B. P.; RIBEIRO ALVES, J. V.; LINI, P. PERSPECTIVA DE UMA COOPERATIVA DE RECICLAGEM EM NOVA ANDRADINA. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 2, n. 1, 11 dez. 2018.
Seção
EIXO 5 - Resumo Expandido - Desenvolvimento L/R, Território e Urbanização