A IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO DOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR DA UEMS- CONTRIBUIÇÕES DA TECNOLOGIA ASSISTIVA

  • Bruno Neto de Andrade Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
  • Sulma Vanessa Souza Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
  • Carlos Busón Buesa Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
Palavras-chave: Educação, Inclusão, Tecnologia, Social.

Resumo

Com o intuito de realizar uma análise aprofundada acerca das condições de acessibilidade em uma Instituição de Ensino Superior pública localizada no estado de Mato Grosso do Sul, esta pesquisa se pautou no seguinte problema de pesquisa: Como a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS  têm garantido as condições de acessibilidade e de permanência dos seus alunos com deficiência e, de que modo a TA pode contribuir para essa inclusão? Como produto final do estudo, será disponibilizado um guia informacional, através de uma página web. Essa pesquisa será realizada a partir de três etapas: a primeira se constituirá de revisão bibliográfica, a segunda consistirá na formulação a aplicação dos questionários. A partir das informações obtidas nessa coleta de dados será possível verificar como a TA pode contribuir para a inclusão e permanência desses alunos, na terceira etapa será desenvolvido o guia Informacional. Os dados coletados na entrevista serão tratados através da analise descritiva. O guia online será construído em formato de pagina Web, acesso livre e gratuito. O propósito da página web, é contemplar outras instituições futuramente, possibilitando assim, através de um guia informacional prático, dispor informações à sociedade acerca da atuação das universidades em prol da acessibilidade.

Biografia do Autor

Bruno Neto de Andrade, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
Mestrando em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos- UEMS
Sulma Vanessa Souza, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
Mestranda em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos- UEMS
Carlos Busón Buesa, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul- UEMS
Atualmente dealiza pesquisa pos doutoral na UEMS na área de Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos com o projeto Caminho para os Ervais e a Paisagem cultural Ervateira. Professor de programas de Mestrado na Espanha, México e Colômbia. Atua como consultor em trabalhos com modelagem de programas e projetos infopedagógicos para ambientes virtuais de aprendizagem voltados para a educação.

Referências

ANACHE, A. A.; CAVALCANTE, L. D. Análise das condições de permanência do estudante com deficiência na Educação Superior. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, número Especial, p. 115-125. 2018.

BORGES, W. F.; TARTUCI, D. Tecnologia Assistiva: Concepções de Professores e as Problematizações Geradas pela Imprecisão Conceitual. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, 23, n. 1, p. 81-96. 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. Disponivel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 12 julho 2019.

_____. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015., Brasília, 06 julho 2015.

_____.Resolução CNE/CEB n ˚17. 2001. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Disponível em:. Acesso em: 15 jul.2019.

.

CHAUI, M. A universidade pública sob nova perspectiva. Rev. Bras. Educ. [online], n.24, p.5-15. 2003.

DRA. Diretoria de Registro Acadêmico. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, 2019. Disponivel em: <http://www.uems.br/registro_academico/numeros>. Acesso em: 18 julho 2019.

FERRARI, M. A. L; SEKKEL, M. C. Educação Inclusiva no Ensino Superior: Um Novo Desafio Psicol. cienc. prof. v.27 n..4, Brasília. 2007.

FREIRE, S. Um olhar sobre a inclusão. Revista da Educação, v. 16, n.1, p.5-20. 2008.

GLAT, R.; PLETSCH, M.D. O papel da universidade no contexto da política de educação inclusiva: reflexões sobre a formação de recursos humanos e a produção do conhecimento. Rev. Educ. Especial, Santa Maria, v.23, n.38, p.345-356. 2010.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censup- Censo da Educação Superior 2015. 2015. Disponível em: http://sistemascensosuperior.inep.gov.br>. Acesso em: 15. Jul. 2019.

MELO, F. R. L. V. de; ARÚJO, E. R. Núcleos de Acessibilidade nas Universidades: reflexões a partir de uma experiência institucional. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, Número Especial, p. 57-66. 2018.

PAÙRA, D. F. Supervisor escolar frente aos desafios da escola inclusiva. Monografia (Especialização em Administração)- Universidade Candido Mendes, Rio de Janeiro, 2011.

PIVETTA, E. M.; ALMEIDA, A.M. P; SAITO, D. S.; ULBRICHT, V. R. Desafios da acessibilidade no ensino superior: estudo de caso na Universidade de Aveiro. Educação, Porto Alegre, v. 39, n. 2, p. 166-174. 2016.

PDI-Plano de Desenvolimento Instituicional. Disponível em:< http://www.uems.br/pdi/>.Acesso em: 20 jul. 2019

POKER, R. B.; GARLA, I. A. Inclusão no ensino superior: a percepção de docentes de uma instituição pública do interior do estado de São Paulo. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo. Número Especial, p. 127-134. 2018.

PORTAL-MS. Portal do Governo de Mato Grosso do Sul. Portal do Governo de Mato Grosso do Sul, 2016. Disponivel em: <http://www.ms.gov.br/aos-23-anos-uems-e-protagonista-no-desenvolvimento-do-estado/>. Acesso em: 28 julho 2019.

UEMS. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, 2019. Disponivel em: <http://www.uems.br>. Acesso em: 28 julho 2019.

VALENCIA, U. C. Postgrados de Psicología. Inclusión educativa en la Educación Superior, por Guillamó y Tomás, 2018. Disponivel em: <https://blogs.ucv.es/postgradopsocologia/2018/03/14/inclusion-educativa-en-la-educacion/>. Acesso em: 18 jul. 2019.

ZAMPAR, J. A. S. O estudante com deficiência no ensino superior. 2013. Disponível em:< http://www.uel.br/eventos/congressomultidisciplinar/pages/arquivos/anais/2013/AT01-2013/AT01-014.pdf>Acesso em: 23 jul. 2019.

Publicado
2019-10-13