Perfil dos Microempreendedores Individuais de Naviraí-MS: Um Estudo de Caso: Resultados Parciais

  • Caio Maqueise Alécio Pinheiro
  • Leucivaldo Carneiro Morais IFMS NAVIRAÍ
  • Letícia Furtado Rodrigues Carneiro
  • Kliver Moreira Barros
  • Valério Gonçalves de Matos
Palavras-chave: MEI, oportunidade de negócio, legalização

Resumo

Brasil, o MEI (Microempreendedor Individual) apresenta algumas vantagens, dentre elas a da formalização, ter um CNPJ, poder emitir nota fiscal, ter acesso a linhas de crédito para empresas e também a benefícios do INSS, como auxílio doença ou gravidez e aposentadoria. Após a aprovação do Projeto de Lei 125/2015 – Crescer sem Medo, que prevê alterações no Simples Nacional, o limite anual de faturamento para adesão ao regime tributário do MEI passa para R$ 81 mil a partir de 1º de janeiro de 2018. Cabe ressaltar que os empresários individuais não podem participar de nenhuma outra empresa ou sociedade. Para atender a pesquisa, utilizou-se o método de entrevista, por meio de questionário aplicado a cada um empresário no município de Naviraí- MS. Foi retirada uma amostra de 780 microempreendedores individuais que tenha negócio ativo no município para o presente estudo. Utilizando um erro previsto de 5%, o tamanho da amostra estimada de 260 empresários que foram entrevistados entre os meses de Fevereiro a junho de 2019. Com um nível de confiança de 95% um índice bem satisfatório como fator de significância ao método utilizado.

Biografia do Autor

Leucivaldo Carneiro Morais, IFMS NAVIRAÍ

graduado em Economia pela FESURV- Universidade de Rio Verde (2006), Graduado em Administração pelo Centro Educacional Claretiano (2017), Graduação em Andamento em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário da Grande Dourados 2019, Pós Graduação Lato Sensu em MBA em Estratégia Gerenciais pela FESURV- Universidade de Rio Verde em (2007), Pós Graduação em Docência para a Educação Profissional, Científica e Tecnológica no IFMS- Campus Naviraí/MS (2018) e Mestre em Produção e Gestão Agroindustrial pela Universidade Anhanguera- UNIDERP em (2009). É Professor Efetivo de Economia Rural do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Mato Grosso do Sul - Campus de Naviraí. Atuando principalmente nos seguintes temas: Agronegócios, Complexos Agroindustriais, Cadeias Produtivas, Economia Rural, Administração Rural, Projetos Agropecuários e Análises de Custos rurais, consultoria empresarial, desenvolvimento estratégico e gestão empresarial, administração, Gestão de Projetos, Planejamento e Estrategias

 

Referências

SEBRAE- Perfil do microempreendedor Individual. Brasília-DF, 2017

SANTOS, G, E. Cálculo amostral: calculadora on-line. Disponível em http://www.calculoamostral.vai.la>. Acesso em 05/06/2019.

Publicado
2019-10-14
Seção
Resumo Expandido - Desenvolvimento L/R, Território e Urbanização