Desenvolvimento local de Anastácio: matrizes estratégicas dos atores sociais como instrumento para a construção de cenários

  • Vanessa Aline Wagner Leite Programa de Pós-graduação em Geografia – Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS\CPAQ
  • Bruno Matos Porto Escola de Administração e Negócios (ESAN-UFMS\PPGAD)
Palavras-chave: Desenvolvimento local, Construção de cenários, Matrizes estratégicas

Resumo

O desenvolvimento local está relacionado ao conceito de território e integrações econômicas entre a comunidade para estabelecer e realizar a materialização das relações sociais. Considera-se a otimização da contribuição dos atores sociais no município de Anastácio MS, avalia-se a necessidade do desenvolvimento local principalmente por meio da organização das comunidades pertencentes ao município conduzida pela gestão municipal. O Objetivo dessa pesquisa foi discutir as potencialidades identificadas do município de Anastácio MS. Assim, cruzou-se as relações entre os atores sociais de modo a obter resultados que forneçam subsídios para o desenvolvimento local. O procedimento foi a realização de pesquisa de campo para reconhecimento dos atores sociais e das relações estabelecidas entre eles, por meio de relatos verbais. Os dados foram cruzados a partir do método de Buarque (2003), para construção de cenários. Considerou que para o desenvolvimento de Anastácio, é necessário explorar a posição estratégica de localização geográfica em que está inserida, implementar demais políticas de financiamento, linhas de crédito, programas habitacionais rurais, produção rural familiar, criação de conselho gestor para a gerir as unidades de conservação, aproveitamento do potencial turístico junto a equipamentos de serviços e comércio que estimule uma economia solidária entre os colaboradores da Anastácio.

Biografia do Autor

Vanessa Aline Wagner Leite, Programa de Pós-graduação em Geografia – Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS\CPAQ
Bacharela em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Bolsista Capes e Mestranda em Geografia – Programa de Pós-graduação em Geografia – Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS
Bruno Matos Porto, Escola de Administração e Negócios (ESAN-UFMS\PPGAD)
Mestrando em Administração da Escola de Administração e Negócios ESAN-UFMS. Bacharel em Administração na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Aquidauana

Referências

BUARQUE, S. C. Metodologia de planejamento do desenvolvimento local e municipal sustentável: Material para orientação técnica e treinamento de multiplicadores e técnicos em planejamento local e municipal. Projeto de Cooperação Técnica INCRA/IICA. Brasília, jul. 1999.

BUARQUE, S. C. Metodologia e Técnicas de Construção de Cenários Globais e Regionais. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Ipea, Brasília, fev. 2003.

EGLER, C. A. G; BESSA, V. C; GONÇALVES, A. F. Pensar o território e a Região: por uma agenda de desenvolvimento regional. Mercator, Fortaleza, v. 12, n. 28, p.7-17, mai. / ago. 2013.

MARTINS, S. R. O. Desenvolvimento local: questões conceituais e metodológicas. Interações – Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo grande: UCDB, v.3, n.5, p. 51-59, set. 2002.

Mato Grosso do Sul. Cenários e estratégias de longo prazo – MS 2020, Campo Grande-MS, 2000.Dísponívelem:<http://www.msemnumeros.com.br/wp-content/uploads/2012/08/ms_2020.pdf> Acesso em: 18 Abr, 2018.

Mato Grosso do Sul. Desenvolvimento Econômico Territorial. Mapa de oportunidades do município de Anastácio. SEBRAE: Campo Grande, 2014. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/MS/Anexos/Mapa%20Oportunidades/Mapa%20de%20Oportunidades%20ANAST%C3%81CIO.pdf> Acesso em: 12 Abr, 2018.

Publicado
2019-10-14