O COOPERATIVISMO E A AGRICULTURA FAMILIAR NO DISTRITO VERDE, NAVIRAÍ/MS

  • Helaine Higino da Silva UFMS
  • Aldenor da Silva Ferreira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil
Palavras-chave: Cooperativismo, Agricultura Familiar, Distrito Verde, Naviraí.

Resumo

Este trabalho aborda a questão do cooperativismo e a sua relação com a agricultura familiar. Trata-se de um estudo de caso de natureza qualitativa e quantitativa realizada a partir da Cooperativa dos Agricultores Familiares de Naviraí – COAF/NAV – que atua no Distrito Verde, município de Naviraí, desde 2012. O objetivo foi analisar a produção de alimentos oriundos da agricultura familiar e destacar a importância da cooperativa nesse processo. O tema é relevante e, por isso se justifica, visto que o agronegócio se dedica mais às culturas de exportação como o milho, a soja, o algodão e aos derivados da cana, como o álcool e o açúcar, abrindo espaço para a agricultura familiar produzir outros alimentos importantes para o abastecimento do município e/ou da região.

 

Biografia do Autor

Helaine Higino da Silva, UFMS
Acadêmica do curso de Ciências Sociais da UFMS.
Aldenor da Silva Ferreira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brasil
Cientista Social, Professor Adjunto na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

ABRAMOVAY, Ricardo. Paradigmas do Capitalismo Agrário em questão. São Paulo. Anpocs, Unicamp, Hucitec, 1992. “Uma nova extensão para a agricultura familiar”. In: Seminário Nacional De Assistência Técnica e Extensão Rural. Brasília, DF, Anais,1997, p. 29

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Agricultura familiar no Brasil e o censo agropecuário 2006. Brasília: MDA, 2009.

EMBRAPA. Visão 2014-2034: o futuro do desenvolvimento tecnológico da agricultura brasileira: síntese. Brasília, DF: Embrapa, 2014. 53 p. Disponível em: https://www.embrapa. br/documents/1024963/1026466/O+Futuro+de+Desenvolvimento+Tecnol%C3%B3gico+da+Agricultura+Brasileira+-+s%C3%ADntese.pdf/3c6b3113-689b-4595-a750-59429d37bc4d. Acesso em: 15 nov. 2017.

GUANZIROLI, Carlos Enrique; BUAINAIN, Antonio Marcio; DI SABBATO, Alberto. Dez anos de evolução da agricultura familiar no Brasil: (1996 e 2006). Rev. Econ. Sociol. Rural [online]. 2012, vol.50, n.2, pp.351-370. ISSN 0103-2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20032012000200009>. Acesso em: 19 set. 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo agropecuário 2006: agricultura familiar – primeiros resultados – Brasil, grandes regiões e unidades da federação. Rio de Janeiro: IBGE, 2009.

MINATEL, Jonathan Felipe; BONGANHA, Carlos André. Agronegócios: A importância do Cooperativismo e da Agricultura Familiar. Empreendedorismo, Gestão Negócios v. 4 n. 4 p. 247-259. Mar. 2015.

NEVES, Delma Pessanha. Agricultura familiar: quantos ancoradouros! 2006. Disponível em:http://www2.prudente.unesp.br/dgeo/nera/Bernardo2006_bibliografia/Agricultura_Familiar.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2017.

NUNES, Sidemar Presotto. O desenvolvimento da agricultura brasileira e mundial e a ideia de Desenvolvimento Rural. Boletim Eletrônico DESER (Departamento de estudos Socioeconômicos Rurais) n. 157. Março/2007. Disponível em: <http://www.deser.org.br/documentos/doc/DesenvolvimentoRural.pdf>. Acesso em: 19 set. 2017.

PIRES, Maria Luiza Lins e Silva (Org.). Cenários e tendências do cooperativismo brasileiro. Recife: Bagaço/UFRPE, 2004.

REISDORFER, Vitor Kochhann. Introdução ao cooperativismo. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, Colégio Politécnico, Rede e-Tec Brasil, 2014. 106 p. Disponível em: <http://estudio01.proj.ufsm.br/cadernos_cooperativismo/primeira_etapa/arte_introduc_cooperativismo.pdf. > Acesso em: 25 set. 2017.

RIBEIRO, Kleber Ávila. A importância das cooperativas agropecuárias para o fortalecimento da agricultura familiar: o caso da associação de produtores rurais do núcleo VI - Petrolina/PE. In: Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Cooperativismo, 2, ago. 2012. Brasília: SESCOOP, 2012. Disponível em: <http://www.brasilcooperativo.coop.br/downloads/Gecom/ebpc/II_EBCP_Avila_Ribeiro.pdf>Acesso em: 14 set. 2017.

SCHNEIDER, Sérgio. Teoria social, agricultura familiar e pluriatividade. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2003, vol.18, n.51, pp.99-122. ISSN 1806-9053. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092003000100008.> Acesso em: 19 jul. 2017.

SOUSA, Letícia Pucides de. Cooperativismo: conceitos e desafios à implantação da economia solidária. Curitiba: Vitrine da conjuntura, 2009.

WANDERLEY, Maria de Nazareth Baudel. Agricultura familiar e campesinato: rupturas e continuidade. Rev. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, Outubro de 2003, p. 42-61.

WANDERLEY, Maria de Nazareth Baudel. A agricultura familiar no Brasil: um espaço em construção. Reforma Agrária, Campinas, v.25, n. 2/3, p.37-47,1995.

Publicado
2019-10-07