Estimativa do desenvolvimento de diferentes cultivares de milho usando modelos agrometeorológicos não-lineares

  • Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido
  • José Reinaldo Moraes
  • Cícero Teixeira Silva Costa
  • Daniel Zimmermann Mesquita
  • João Antônio Lorençone

Resumo

O objetivo deste trabalho foi estimar o desenvolvimento de diferentes cultivares de milho usando modelos agrometeorológicos não-lineares. O experimento foi realizado no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS), campus de Naviraí, localizada a 23º 03’ 54’’ S a 54º 11’ 26’’ W e altitude de 362 m. O experimento foi montado em uma área experimento de 400 m2. O delineamento foi em blocos casualizados (DBC) com 5 tratamentos (cultivares) e 6 repetições. As cultivares testadas foram: AG7088, AG7098, AG8677, AG 9025, SW 5130 e SW 5560. Os valores obtidos foram submetidos a análise de variância (ANOVA). Nos casos em que o valor do teste F foi significativo, foram realizados testes de Scott-Knott, ao nível de 5% de significância. Para isso, foi utilizado o software estatístico computacional “R”. A região de Naviraí-MS demonstrou apresentar condições climáticas favoráveis a produção da cultura do milho, pois todas as cultivares demonstraram um bom desenvolvimento. A cultivar de milho que teve a maior produtividade foi a AG8677 com 4,63 toneladas por hectares, enquanto que as cultivares com menor produtividade foram as SW 5560 e SW 5130, com valores de 2,21 e 2,25 toneladas por hectares, respectivamente.

Referências

ASSIS, J. P. et al. Simulação estocástica de atributos do clima e da produtividade potencial de milho utilizando-se distribuição triangular. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 41, n. 3, p. 539-543, 2006.

DARÓS, Romulo. CULTURA DO MILHO MANUAL DE RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS. 11f. (AGRAER - Agência Regional de Dourados.). Dourados, MS. 2015.

DUARTE, A. P.; PATERNIANI, M. E. A. G. Z. (Coords.). Cultivares de milho no Estado de São Paulo: resultados das avalia- ções regionais IAC/CATI/EMPRESAS – 1998/99. Campinas: Instituto Agronômico, 1999. p.1-5 (Documentos IAC, 66).

VIEIRA, Marcelo de Andrade, et al. Cultivares de milho e população de plantas que afetam a produtividade de espigas verdes. Acta Scientiarum. Agronomy. Maringá, v. 32, n. 1, p. 81-86, 2010.

Publicado
2019-10-07