ARTE, CATEQUESE E EDUCAÇÃO: A CONSTRUÇÃO DO IMAGINÁRIO SOCIAL DO GUARANI MISSIONEIRO NO PARAGUAÍ COLONIAL (1588-1776)

  • Silvino Areco Universidade Federal de Mato grosso do Sul
Palavras-chave: Companhia de Jesus, Instituições Religiosas, Educação, Catequese, Imaginário Social.

Resumo

A Companhia de Jesus foi fundada por Inácio de Loyola no ano de 1534. Loyola juntamente com um grupo de estudantes da Universidade de Paris, fizeram votos de obediência à doutrina da Igreja Católica e foram reconhecidos como Ordem Religiosa por bula papal em 1540. Os primeiros jesuítas que chegaram ao Paraguai em 1588 vieram do Brasil.  O objeto do artigo é analisar como foi implantada a cultura ocidental nas reduções jesuíticas do Paraguai (1588-1767). O objetivo geral foi fazer uma breve análise de como se deu as atividades educacionais, culturais e econômicas nas reduções. As opções teóricas e metodológicas estão fundamentadas no materialismo histórico e dialético objetivando conferir historicidade ao objeto, buscando-se fugir da abordagem dominante. Ao dar historicidade ao objeto impôs a esta análise desvendar as contradições e os antagonismos resultantes da conquista europeia e, consequentemente, descrever as particularidades destas. A pesquisa foi fundamentada na coleta de dados em fontes documentais e bibliográficas.  Ao trabalhar as diferentes formas das relações que foram instituídas nos empreendimentos jesuíticos pudemos elucidar a herança dessa ordem religiosa católica na disseminação da cultura ocidental, imprescindível para a reprodução das relações sociais do modo de produção capitalista na época moderna. Vale a pena ressaltar que este artigo está inserido em um projeto de pesquisa, mais amplo, que foi a tese de doutoramento do autor, na condição de bolsista da CAPES.

Biografia do Autor

Silvino Areco, Universidade Federal de Mato grosso do Sul
Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2003), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2008) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2013). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Ciência Política, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, Sociedade, Instituições Religiosas, Politica e Companhia de Jesus.

Referências

ALVES Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. Campo Grande: UFMS/Campinas: Autores Associados, 2011.

AGNOLIN, Adone. O apetite da antropologia, o sabor antropofágico do saber antropológico: alteridade e identidade no caso Tupinambá. São Paulo: Humanitas, 2005.

ARÉCO. Silvino. Companhia de Jesus: a ação jesuítica e a gênese do capitalismo. A encruzilhada ética entre Deus e o lucro. 1. Ed. Saabrücken, Deutschland/Niemcy: Novas Edições Acadêmicas, 2016. 452 p.

_______. A acumulação primitiva nos domínios ultramarinos: educação e trabalho nas reduções jesuíticas do Paraguai (1549-1767), o caráter singular e o universal. 1. ed. Campo Grande: https://sistemas.ufms.br/sigpos/portal/trabalhos/download/1239/cursoId:76, 2013. v. 1. 372p.

______. Homens de Negro (s): a epopeia jesuítica na América Colonial. 1. ed. saabruckren- Alemanha: Nova Edições Acadêmicas, 2014. 243 p.

Publicado
2019-10-31