METODOLOGIA ATIVA: UM ESTUDO DE CASO NO ENSINO MÉDIO TÉCNICO INTEGRADO NO IFMS CAMPUS NOVA ANDRADINA

  • Mauro de Lima Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Agnaldo Nogueira Turina Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Grazieli Suszek Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
  • Júlio Cesar Gomes de Oliveira Instituto Federal do Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Curso Técnico Integrado, Técnico em Agropecuária, Currículo Experienciado.

Resumo

Com o avanço científico e tecnológico, uma nova realidade educacional surge, isso faz alterar as práticas de aprendizagem, os professores têm um papel primordial, pois são os instrumentos de intervenção entre o aprendiz e o aprendizado. A ação do docente é dinâmica e deve acompanhar as mudanças no tempo e contexto que está inserido. Nos últimos tempos uma metodologia de trabalho vem chamando muito a atenção do meio pedagógico, que se caracteriza pela inter-relação entre a educação, cultura, sociedade, política e escola, sendo desenvolvida por meio de métodos ativos e criativos. O estudo verificou a interação dos docentes com a metodologia, analisando o trabalho do professor e avaliando a eficácia da metodologia frente ao currículo sugerido. Sendo desenvolvido no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, campus de Nova Andradina, no curso técnico de nível médio integrado em Agropecuária. Escolheu o currículo de desenho técnico, pois apresentou potencial para aplicação das metodologias ativas. Observou-se a existência de interação dos docentes com a metodologia, modificando a rotina e a dinâmica de trabalho. Verificou-se que o uso de metodologias diferenciadas, mostraram resultados significativos no processo ensino-aprendizagem, mostrando uma melhora no desenvolvimento das competências relacionados ao currículo e no desenvolvimento pessoal do indivíduo.

Referências

ALMEIDA, M.E.B.; VALENTE, J. A. Tecnologias e currículo: trajetórias convergente ou divergente? São Paulo: Paulus, 2011.

BACICH, L.; MORAN, J. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem téorico-prática. Porto Alegre: Penso. 2018. ISBN 978.85.8429.116.8.

BARBOSA, E. F.; MOURA, D. G.. Metodologias ativas de aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. B. Tec. Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n.2, p.48-67, maio/ago. 2013.

BARROS, T.F.G., CORREIA, A.M.A. Quebrando Tabus: o ensino do desenho arquitetônico no curso de engenharia civil, Graphica, Curitiba, 2007.

FRANCO, Maria Amélia Santoro. Pedagogia da pesquisa-ação. Educ. Pesqui. [online]. 2005, vol.31, n.3, pp.483-502. ISSN 1517-9702.

FREIRE, P.. Pedagogia da Autonomia. 54ª Ed. – Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016. 143 páginas.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar e aprender com sentido. São Paulo: Grubhas, 2003. Disponível em: <http://smeduquedecaxias.rj.gov.br/nead/Biblioteca/Forma%C3%A7%C3%A3o%20207Continuada/Artigos%20Diversos/BONITEZA%20DE%20UM%20SONHO%20Ensinar-e-aprender%20com%20sentido%20-%20gadotti.pdf>. Acesso em: 26 jun. 2019.

IFMS. Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Projeto Pedagógico de Curso: Técnico em Agropecuária, Nova Andradina, 2010. Disponível em: http://www.ifms.edu.br/centrais-de-conteudo/documentos-institucionais/projetos-pedagogicos/projetos-pedagogicos-dos-cursos-tecnicos/projeto-pedagogico-do-curso-tecnico-em-agropecuaria-nova-andradina.pdf. Acessado em: setembro de 2018.

MELCHIOR, M.C. Avaliação Pedagógica: função e necessidade. Edição: 2º ed. ISBN 85-280-0289-6. 152 pg. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1999.

MESQUITA, S. K. da C.; MENESES, R. M. V.; RAMOS, D. K. R. Metodologias ativas de ensino/aprendizagem: dificuldades de docentes de um curso de enfermagem. Trab. educ. saúde [online]. 2016, vol.14, n.2, pp.473-486. 2016.

MORAN, J. M. Mudando a educação com metodologias ativas. In: Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II. Carlos Alberto de Souza e Ofelia Elisa Torres Morales (Orgs.). PG: Foca Foto-PROEX/UEPG, 2015.

MORAIS, S. P.; ROSA, D.Z.; FERNANDEZ, A.A. SENNA, C. M. P. C. Metodologias ativas de aprendizagem:elaboração de roteiros de estudo em “salas sem parede” In: Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem téorico-prática. Porto Alegre: Penso. 2018.

PERRENOUD, P. THULER, M.G. As competências para ensinar no século XXI – a formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre. ISBN 978.85.363.0021.4. Ed. Artmed. 2002.

PINTO, A.S.S.; BUENO, M.R.P.; SILVA, M.A.F.A.; SELLMANN, M.Z.; KOEHLER, S.M.F. Inovação Didática – Projeto de Reflexão e Aplicação de Metodologias Ativas de Aprendizagem no Ensino Superior: Uma experiência com “Peer Instruction”. Revista de Pesquisa Científica – Janus - Fatea, Lorena, ano 6, v. 9, n. 15, p. 75-87, jan/jul 2012.

PRINCE, M. Does Active Learning Work? A Review of the Research. Journal of Engineering Education, n. 93(3). p. 223-231, 2004.

TETZCHNER, S. V. et al. Inclusão de crianças em educação pré-escolar regular utilizando Comunicação suplementar e alternativa. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 11, n. 2, p.151-184, mai./ago. 2005.

Publicado
2019-10-31