APLICAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS EM CRECHES PÚBLICAS LOCALIZADAS NO MUNICÍPIO DE NAVIRAÍ-MS

  • Giovanna Lara dos Santos de Oliveira Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul
  • Silvia Benedetti Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições de manipulação dos alimentos em duas creches públicas do município de Naviraí-MS, que atendem uma clientela vulnerável quanto aos aspectos nutricionais e socioeconômicos e, em sua maioria, tem a merenda escolar como única refeição diária. Portanto, é indispensável a utilização das Boas Práticas de Manipulação dentro e fora das cozinhas, garantindo assim, um alimento seguro e combatendo as possíveis contaminações e infecções alimentares. Um questionário sobre boas práticas foi entregue às manipuladoras par avaliar o conhecimento prévio das mesmas e, em seguida, aplicou-se um check-list (lista de verificação) baseado na legislação vigente, facilitando a observação das não- conformidades. Para correção das falhas, além da aplicação de um manual de Boas Práticas, foram elaborados POPs (Procedimento Operacional Padrão), e cartilhas educativas. Para o encerramento, apresentou-se uma palestra intitulada como “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos no Município de Naviraí-MS”. Nos resultados, ambas escolas obtiveram grandes índices de não-conformidades (58 a 69%), onde o maior número de erros se deu pela falta de cuidados das manipuladoras, que são pouco fiscalizadas pelas responsáveis das escolas. Com a execução do projeto, em torno de 80% das falhas foram corrigidas, garantindo o preparo da merenda escolar mais segura para aproximadamente 650 crianças e bebês das creches municipais.

Referências

ABREU, E.S. et al. Eficácia dos métodos de higienização de utensílios em restaurantes comerciais. São Paulo: 2010. Disponível em: <http://www.ibb.unesp.br/Home/Departamentos/Educacao/Simbio-Logias/eficacia_metodos_higienizacao_utensilios.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2018

BRASIL. Ministério da Saúde. Coordenação de Controle de Infecção Hospitalar. Processamentos de Artigos e Superfícies em Estabelecimentos de Saúde. Coordenação de Controle de Infecção Hospitalar. 2.ed. 50 p. Brasília, 1994.

CAVALCANTI, A.F.; SILVA, C.G.M.; SILVA, M.Z.T. Merenda escolar: uma questão de saúde e cidadania. Pernambuco: 2009. Disponível em: <http://www.eventosufrpe.com.br/jepex2009/cd/resumos/R0077-1.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

LOPES, A.C.C.; PINTO, H.R.F.; COSTA, D.C.I.O.; MASCARENHAS, R.J.; AQUINO, J.S. Avaliação das Boas Práticas em unidades de alimentação e nutrição de escolas públicas do município de Bayeux, PB, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v.20, n.7, p.2267-2275, 2015.

TRÄSEL, Karoline. Implantação de boas práticas de fabricação em empresa de chocolates artesanais em Arroio do Meio – RS. Lajeado: 2014. Disponível em: <https://www.univates.br/tecnicos/media/artigos/Karoline.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2018.

Publicado
2019-10-23