UPCYCLING: Utilização de retalhos em uma coleção de moda infantil

  • Suelen Novack Instituto Federal Catarinense
  • Danila Cristiane Marques Sanches Dockhorn
  • Marcelo da Silva Mello Dockhorn UFMS/CPNV
Palavras-chave: upcyclin, reutilização, sustentabilidade

Resumo

A indústria da moda é a segunda indústria mais poluente do mundo, a maioria dos resíduos são descartados de modo inadequado, estes em lixões abertos ou por meio de incineração, processo altamente poluidor. Este trabalho tem por objetivo desenvolver uma coleção de moda infantil feminina aplicando o conceito upcycling, de modo a utilizar retalhos advindos de uma empresa de moda, evitando o descarte inadequado do mesmo. Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório, optando-se pelo desenvolvimento de um protótipo da coleção que foi apresentada para o público alvo através do focus group. Através dos dados coletados percebe-se que a coleção desenvolvida despertou a sensação de exclusividade e preocupação com o meio ambiente. O trabalho propõe principalmente uma alternativa criativa para o reaproveitamento de resíduos têxteis.

Referências

AMARAL, Mariana Correa; BARUQUE-RAMOS, Júlia; FERREIRA, Alexandre de Caprio. A POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS E A LOGÍSTICA REVERSA NO SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO NACIONAL. In: CONGRESSO CIENTÍFICO TÊXTIL E DE MODA, 2., 2014, São Paulo. Disponível em: <http://www.contexmod.net.br/index.php/segundo/article/view/67/57>. Acesso em: 10 abr. 2017.

ANICET, Anne; BESSA, Pedro; BROEGA, Cristina. Design de Superfícies a partir de resíduos industriais têxteis. 2011. Disponível em: <https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/14925/1/SBDS00103 Anne Anicet.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2017.

BATISTA, Renata Loureiro. O APROVEITAMENTO DAS APARAS GERADAS PELA PRÓPRIA PRODUÇÃO PARA CRIAÇÃO DE INTERFERÊNCIAS TÊXTEIS. 2014. 200 f. TCC (Graduação) - Curso de Tecnólogo em Design de Moda,, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2014. Disponível em: <http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/6319/1/AP_CODEM_2014_2_07.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2017.

BENJAMIN, Antônio Herman de Vasconcellos e. O IMPACTO AMBIENTAL. 2011. Disponível em: <http://bdjur.stj.jus.br/jspui/bitstream/2011/17706/Impacto_Abiental.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2017.

CARRILHO, Amanda Rebouças Lauton. COLEÇÃO - MODELO DE ACESSÓRIOS FEMININOS INSPIRADOS NA ARTISTA. 2013. 70 f. TCC (Graduação) - Curso de Design, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013. Disponível em: <http://www.repositorio.ufba.br:8080/ri/bitstream/ri/21418/1/PED_2013_1_ColecaoModa_Amanda_Carrilho.pdf>. Acesso em: 09 ago. 2017.

CORRÊA, Marcela Kruger. PROJETO DE COLEÇÃO. 2008. Disponível em: <https://wiki.ifsc.edu.br/mediawiki/images/b/b8/Aru_Marcela_apostila_projeto_de_colecao.pdf>

GWILT, Alison. Moda Sustentável: Um guia prático. São Paulo: G. Gili, Ltda, 2014. 112 p.

LARA, Maria Claudia Cougo de; CARNEIRO, Stephanie Cristina; FABRI, Hélcio Prado. Upcycling: uma nova perspectiva para os produtos de moda. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM DESIGN E MODA, 2., 2015, Curitiba. Anais... . Curitiba, 2015. p. 1 - 5. Disponível em: <http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/11-Coloquio-de-Moda_2015/ARTIGOS-DE-GT/GT10-MODA-E-SUSTENTABILIDADE/GT-10-Upcycling.pdf>. Acesso em: 26 mar. 2017.

LIPOVETSKY, Gilles. O império Efêmero: a moda e seus destinos nas sociedades modernas. São Paulo 1991. In: CHIARETTO, Silvana. Práticas socioambientais no fomento da relação moda-consumo-sustentabilidade: estudo de casos múltiplos em empresas mineiras de moda. Belo Horizonte, 2013, p.14. Disponível em: <http://www.fumec.br/revistas/pdma/article/view/4448/2262>. Acesso em: 21 mar. 2017.

MALHOTRA, Naresh K.. Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012. 732 p.

MIKHAILOVA, Irina. Sustentabilidade: Evolução dos Conceitos Teóricos e os Problemas da Mensuração Prática. Revista Economia e Desenvolvimento, 2004. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/eed/article/view/3442/1970>. Acesso em: 15 abr. 2017.

CARLAN, Carina; MOURA, Gisele. Desenvolvimento de calçados a partir do reaproveitamento de materiais, na concepção de uma coleção de moda sob a ótica do slow fashion. 2015. Disponível em: <http://pdf.blucher.com.br.s3-sa-east-1.amazonaws.com/designproceedings/cidi2015/cidi_68.pdf>. Acesso em: 02 ago. 2017.

OLIVEIRA, Leandro Dias de. Rio + 20 : Reflexões sobre geopolítica e ideologia. Revista Brasileira de Geografia Econômica, 2014. Disponível em: <https://espacoeconomia.revues.org/854>. Acesso em: 20 abr. 2017.

OLIVEIRA, Samira Esther Ixoobecan Silva Vaz de; SILVA, Célia Santos da. REUTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM PRODUTOS DE MODA Á LUZ DO ART DECO. 2015. Disponível em: <http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/11-Coloquio-de-Moda_2015/POSTER/PO-EIXO8-SUSTENTABILIDADE/PO-8-REUTILIZACAO-DE-RESIDUOS-SOLIDOS.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2017.

PARODE, F.P.; REMUS, B. N.; VISONÁ, P. Desafios da moda em tempos de crise: reflexões sobre sustentabilidade e consumo. In: DE CARLI, A.M. S.; MANFREDINI, M. L. (Org.). Moda em sintonia. Caxias do Sul, RS: Educs, 2010. p.65-74.

SANCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. 2. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2013.

SAFFI, Beatriz. Brasília escala humana. 2015. Disponível em: <http://www.bdm.unb.br/handle/10483/10969>. Acesso em: 06 ago. 2017.

SANTOS, Simone. IMPACTO AMBIENTAL CAUSADO PELA INDÚSTRIA TÊXTIL. 1997. Disponível em: <http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP1997_T6410.PDF>. Acesso em: 12 mar. 2017.

SCHULTE, Neide Köhler; LOPES, Luciana. SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: UM DESAFIO PARA A MODA. 2008. Disponível em: <http://www.periodicos.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/7601/5107>. Acesso em: 21 mar. 2017.

SCHULTE, Neide Köhler; LOPES, Luciana. A moda no contexto da sustentabilidade. 2013. Disponível em: <http://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/3485>. Acesso em: 05 maio 2017.

SOARES, Bernardete de Oliveira. “ Da Moda ao Resíduo e do Resíduo à Moda”: - Um contributo sustentável no uso da pele residual na Indústria do calçado. 2015. 130 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Design e Marketing, Universidade do Minho Escola de Engenharia, Azurém, 2015. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/39210>. Acesso em: 25 abr. 2017.

SOUZA, Micla Cardoso de. Percursos tradutórios de três traduções em português de Alice's adventures in wonderland. 2009. 223 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Lingüística Aplicada, Universidade de Brasília Instituto de Letras, Brasilia, 2009. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/5999?mode=full>. Acesso em: 04 out. 2017.

SOUZA, Nádia Estefânia de; EMIDIO, Lucimar de Fátima Bilmaia. Diferenciação e sustentabilidade a partir do redesign de roupas de brechó: um modelo de estratégia produtiva. 2015. Disponível em: <http://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/6862/5014>. Acesso em: 25 abr. 2017.

STEINHAUSER, Edna Regina. ECODESIGN DE BOLSAS: UM PROJETO DE UPCYCLING A PARTIR DE SACOS DE RÁFIA PARA COMUNIDADES ARTESÃS DE BLUMENAU, SC. 2016. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Design Profissional, Universidade da RegiÃo de Joinville – Univille, Joinvile, 2016. Disponível em:

<http://www.univille.edu.br/account/ppgdesign/VirtualDisk.html/downloadDirect/949608/Edna_Regina_Steinhauser.pdf>. Acesso em: 24 maio 2017.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Educação Ambiental: natureza, razão e história. Campinas: Autores Associados, 2004. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr;=&id=R23IKCqZIL4C&oi=fnd&pg=PA3&dq=impacto+ambiental+historia&ots=y--G7WsZWq&sig=SIyAbJ4Zli7Wo-6NU5hxti0j6QA#v=onepage&q=impacto ambiental historia&f=false>. Acesso em: 10 mar. 2017.

VALENTIM, Anamélia Fontana. CONSIDERAÇÕES SOBRE O FIM DO CICLO DE VIDA DO PRODUTO DE MODA: ESTRATÉGIAS SUSTENTÁVEIS DE DESIGN COMO POSSIBILIDADE DE SUPERAÇÃO DA LÓGICA EFÊMERA DO SISTEMA DA MODA. 2016. Disponível em: <http://www.sbpcacervodigital.org.br/bitstream/20.500.11832/2359/1/1309.pdf>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Publicado
2019-10-09