FATORES LOCACIONAIS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA: Análise sobre a mão de obra na região de Naviraí

  • Caroline Achilles Louza Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Câmpus de Naviraí
  • Sibelly Resch UFMS/CPNV

Resumo

O presente estudo pretende analisar a percepção dos diferentes atores sobre a mão de obra para a indústria alimentícia na região de Naviraí/MS. O estudo caracteriza-se como qualitativo, de natureza exploratória. Os dados foram coletados por meio de pesquisa documental e bibliográfica. Bem como entrevistas com gestores públicos (2), gestores de empresas (3) e gestor universitário do curso de engenharia de alimentos (1), realizadas de julho de 2018 a abril de 2019. A região possui cursos de ensino superior dados pelo IFMS, UFMS e UEMS, além dos cursos profissionalizantes do sistema S (Senai, Sebrae, Senac, Sesi e Sesc). A partir dos resultados, é possível concluir que há disponibilidade de mão de obra no município e os custos de mão de obra são baixos comparativamente à outras localidades do estado de Mato Grosso do Sul. Entretanto, a mão de obra é pouco qualificada, dificultado sua inserção nas indústrias. Embora a indústria alimentícia seja comumente de baixa intensidade tecnológica, possui cargos que demandam certa especialização. Neste caso, é mais difícil o preenchimento dessas vagas.

Biografia do Autor

Sibelly Resch, UFMS/CPNV
Doutora em Administração. Professora do Curso de Administração da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.
Publicado
2019-10-07