CRESCIMENTO ECONÔMICO NO MATO GROSSO DO SUL: UMA ANÁLISE A PARTIR DE INDICADORES REGIONAIS

  • Caroline Andressa Welter Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Daniel Souza Amorim Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Economia Regional. Estrutura Produtiva. Especialização.

Resumo

A fim de analisar a dinâmica de crescimento do estado de Mato Grosso do Sul entre os anos de 2005 a 2015, este trabalho propôs a utilização de indicadores de ritmo e nível de crescimento econômico aplicados a todos os municípios do estado, além de verificar quais atividades econômicas apresentaram maior destaque no desempenho econômico destes municípios, através do quociente locacional (QL). Como embasamento teórico, foi realizada uma revisão empírica e uma breve explanação dos principais autores relacionados ao desenvolvimento econômico regional.

Biografia do Autor

Caroline Andressa Welter, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
Mestre em Economia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE. Economista, graduada pela mesma instituição.
Daniel Souza Amorim, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Mestre em Economia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Referências

ALMEIDA, T. A. Produção teórica em economia regional: das formulações clássicas aos modelos endógenos de desenvolvimento. In: XII Semana Acadêmica da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, Bahia. Anais eletrônicos… 2013.

ALVES, L. R. Indicadores de localização, especialização e estruturação regional. In: PIACENTI, C. A.; FERRERA DE LIMA, J.; (ORG.) Análise Regional: metodologias e indicadores. Curitiba: Camões, 2012. p. 134.

CONSTANTINO, M.; PEGORARE, A. B.; COSTA, R. B. D. Desempenho regional do IDH e do PIB per capita dos municípios de Mato Grosso do Sul, Brasil, entre 2000 e 2010. Interações, Campo Grande, v. 17, n. 2, p. 234-246, 2016.

CORRÊA, A. S. et al. Fluxos migratórios no estado de Mato Grosso do Sul (1970-2010). Interações, Campo Grande, v. 19, n. 2, p. 325-341, abr./jun. 2018.

COSTANTINO, M. et al. Caracterização econômica dos municípios sul-mato-grossenses do Corredor Bioceânico. Interações, Campo Grande, v. 20, n. Especial, p. 179-192, 2019.

FERRERA DE LIMA, J.; EBERHARDT, P. H. D. C.; BARROS, A. L. H. Os territórios econômicos no oeste do Paraná: uma análise do seu crescimento no início do século XXI. Ciências Sociais em Perspectiva, 1º Sem. 2011. 111-122.

FRAINER, D. M. et al. Uma aplicação do Índice de Desenvolvimento Sustentável aos municípios do estado de Mato Grosso do Sul. Interações, Campo Grande, v. 18, n. 2, p. 145-156, abr./jun. 2017.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional de Amostra de Domicilios Contínua Trimestral – PNADT. Ano: 2015. Disponível em https://sidra.ibge.gov.br/tabela/1616. Acesso 10/08/219

LIMA, J. F. D.; PIFFER, M.; OSTAPECHEN, L. A. P. O crescimento econômico regional de Mato Grosso do Sul. Interações, Campo Grande, v. 17, n. 4, p. 757-766, out./dez. 2016.

PIACENTI, C. A. O potencial de desenvolvimentodo endógeno dos municípios paranaenses. Viçosa: UFV, 2009 (Tese de Doutorado).

PIACENTI, C. A. Indicadores do potencial de desenvolvimento endógeno dos municípios paranaenses, no período 1999/2013. Foz do Iguaçu: Parque Itaipu, 2016. 216 p.

SEMAGRO – SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, PRODUÇÃO E AGRICULTURA FAMILIAR. Produto Interno Bruto Municipal 2010 -2016. 2018. 65p.

SUZIGAN, W. et al. Coeficientes de Gini locacionais – GL: aplicação à indústria de calçados do Estado de São Paulo. Nova Economia, Belo Horizonte, v.13, n. 2. 2009.

Publicado
2019-10-07