PRESSUPOSTOS DO PROJETO TRANS-HUMANISMO

uma investigação filosófico-interdisciplinar

Palavras-chave: Trans-humanismo. Filosofia da Tecnologia. Auto-organização. Cosmotécnicas.

Resumo

O objetivo do presente artigo é investigar a concepção de técnica subjacente ao projeto denominado Trans-humanismo. A questão central que guia nossa reflexão pode ser assim enunciada: Quais são os pressupostos e as possíveis consequências pragmáticas do desenvolvimento do projeto Trans-humanismo na esfera social? Essa questão será discutida em três etapas: Inicialmente introduzimos os pressupostos centrais do projeto Trans-humanismo para, em seguida, problematizar a concepção de técnica a ele subjacente, na perspectiva da Filosofia da Tecnologia apresentada por Feenberg (2015) e Hui (2016). Finalmente, concluímos com uma problematização filosófico-interdisciplinar da concepção trans-humanista de técnica, argumentando que os adeptos do projeto Trans-humanismo se valem de uma concepção redutora de técnica. Essa concepção, instrumental e mecanicista, de técnica, deixa de lado a dimensão autoengendrada e auto-organizada dos complexos processos orgânicos subjacentes à esfera social e lhes impõe um princípio pretensamente científico, reproduzindo, assim, o desejo iluminista de domínio humano sobre natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Domiciano, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Atualmente é estudante de graduação e de mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Possui graduação em licenciatura em História pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (2019). Foi bolsista dos programas PIBID e Residência Pedagógica (CAPES) em História, tendo trabalhado principalmente sobre as relações entre Cinema e Ensino de História. Em Filosofia foi bolsista PIBIC (CNPq), estudando sobre o tema do Transhumanismo e sobre a Filosofia da Tecnologia.

Maria Eunice Quilici Gonzalez, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Graduação em Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1977), mestrado em Epistemologia Lógica e Filosofia da Ciência pela Universidade Estadual de Campinas (1984) e doutorado em Cognitive Science, Language And Linguistics Phd - University of Essex (1989) Inglaterra. Atualmente é professora adjunta (livre docente) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Epistemologia, Filosofia da Informação e da Tecnologia, Ciência Cognitiva e Filosofia da Mente, atuando principalmente nos seguintes temas: auto-organização, autonomia e informação, sistemas complexos, big data e a dinâmica de desenvolvimento da opinião.

Referências

ADORNO, T; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. RJ: Jorge Zahar Ed. 1985.

BOSTROM, N. A history of transhumanist thought. Journal Of Evolution and Technology. p. 1-30. abr. 2005a.

BOSTROM, N. Em defesa da dignidade pós-humana. Bioethics, Oxford, v. 19, n. 3, 2005b.

BOSTROM, N. Why I Want to be a Posthuman When I Grow Up. Medical Enhancement And Posthumanity, Oxford, p.107-137, 2008.

FEENBERG, A. O que é Filosofia da Tecnologia? Tradução de Augustín Apaza, com revisão de Newton Ramos-de-Oliveira. 17 p. ano. Disponível em: <https://www.sfu.ca/~andrewf/Feenberg_OQueEFilosofiaDaTecnologia.pdf>. Acesso em 25 mar 2021.

FUKUYAMA, F. Our Posthuman future: consequences of the biotechnology revolution. New York: Farrar, Straus, and Giroux, 2002.

HUI, Y. The Question Concerning Technology in China: An Essay in Cosmotechnics. Ed. Urbanomic. 2016.

INGOLD, T. Evolução e vida social. Rio de Janeiro: Ed. Vozes. 2019.

KASS, L. The New Biology: What Price Relieving Man’s Estate? Science. (v. 174, n. 4011, November 1971), p. 779-788.

KURZWEIL, R. The age of spiritual machines: when computers exceed the human intelligence. New York: Viking Penguin. 1999.

MORE, M. True Transhumanism: a reply to Don Ihde. In: HANSSEL; GRASSIE. Transhumanism and its critics. Ed. Metanexus. 2011.

SAVULESCU, J; PERSSON, I. Moral Transhumanism. Journal of Medicine and Philosophy, AI, p, 656-669, November, 2010.

YOUNG, S. Designer evolution: a transhumanist manifesto. New York: Prometheus Books, 2009.

Publicado
2022-05-03
Como Citar
Domiciano, J. L., & Quilici Gonzalez, M. E. (2022). PRESSUPOSTOS DO PROJETO TRANS-HUMANISMO. Eleuthería - Revista Do Curso De Filosofia Da UFMS, 7(12), 220 - 237. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/reveleu/article/view/15328
Seção
Artigos