A IMPORTÂNCIA DO DESENHO INFANTIL PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA NO ENSINO FUNDAMENTAL

Rosely Yavorski, Maria Aparecida Santos e Campos, Célia Magalhães de Sousa

Resumo


Demonstrar  importância do desenho na aquisição da escrita no ensino fundamental. Metodologia baseada em pesquisa bibliográfica e campo, através de desenhos realizados por alunos do 2º ao 4º ano de escolas municipais em Sarandi-PR. O desenho importante ferramenta na aquisição da escrita, alunos com melhor desempenho no desenho desenvolvem rapidamente a escrita. Pesquisadores comprovaram que o desenho desempenha importante papel no desenvolvimento infantil e aquisição da escrita. Os participantes demonstraram desenvolvimento no desenho, consequentemente na escrita,  ampliaram  repertório de palavras, expressando-se melhor ao final da pesquisa. A simplicidade do trabalho faz haver interação, e possibilidade de intervenções significativas diretas.


Palavras-chave


Desenho infantil, Desenvolvimento da escrita, Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDROFF, M.C. Os caminhos paralelos do desenvolvimento do desenho e da escrita. Construção Psicopedagógica, São Paulo-SP, vol. 18, n. 17, pg. 20-41. 2010.

AMARAL, J.J.F. Como fazer uma pesquisa bibliográfica. Fortaleza. 2007.

FERREIRO, E. Reflexões sobre alfabetização. São Paulo: Cortez. 1985.

FLORÊNCIO, C.E. A relação entre o desenho e a aquisição escrita, segundo a visão dos professores da pré-escola, da Escola Municipal de 1º grau “Ebenezer”, no Município de Guarantã do Norte-MT, no ano 2005. Nativa-Revista de Ciências Sociais do Norte do Mato Grosso. V. 1, n. 2. Guarantã do Norte-MT. 2013.

MERÈDIEU, F. O desenho infantil. São Paulo: Cutrix. 1979.

OLIVEIRA, J. DE S., DA ROCHA, M. DE L., ELANE, C. As fases do desenvolvimento da linguagem escrita. Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Sobral, Ceará. s/d.

PAULA, A. DE. Desenho e escrita: duas formas de manifestação de um querer-dizer. PERcursos Linguísticos. V. 1, n. 1, p. 7-24. 2011. Vitória-ES.

PILLAR, A.D. Desenho e escrita como forma de representação. Porto Alegre: Artes Médicas. 1996ª.

REZENDE, L.A. DE. O processo ensino-aprendizagem: reflexões. Semina: Ci. Soc./Hum. Londrina, v. 19/20, n. 3, p. 51-56, set. 1998/1999.

RIBEIRO, I.R.F. O desenho como expressão de sentimentos das crianças. 69 f. Dissertação (Mestrado de Formação de Professores). Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti. Porto. 2015.

SARANDI. Ensino Fundamental. 2010. Disponível em: http://www.sarandi.pr.gov.br/educ2/index.php/ensino-fundamental. Acesso 2017.

SEABRA, D. DE C., AGUIAR, H.H.G. DA C., DOS SANTOS, M. DE S., FERNANDES, S.C., RIBEIRO, W.M.S.G., SANT’ANNA, V.L.L. O desenho como prática educativa na educação infantil: um salto qualitativo na aprendizagem. Pedagogia em Ação, v. 1, n. 1, p. 1-141, jan/jun, semestral, 2009.

TEIXEIRA, P.M.M. A educação científica sob a perspectiva da pedagogia histórico-crítica e do movimento C.T.S. no ensino de ciências. Ciências & Educação, v. 9, n.2, p. 177-190, 2003.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes.1989

YAVORSKI, R. Análise de temas ambientais desenvolvidos por professores do ensino fundamental de 1º ao 5º ano de Maringá-PR. 134f. Dissertação (Mestrado Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente). 2014. Universidade de Araraquara. Araraquara-SP.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista GeoPantanal - ISSN 2446-8681 (eletrônico)

Revista GeoPantanal - ISSN 1517-4999 (impresso)