DOIS OLHARES SOBRE A BOLSA PERMANÊNCIA NA UFMS: da relação entre tutores e bolsistas à efetividade da ação para egressos

  • Telma Romilda Duarte Vaz Professora na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) / Doutoranda em Educação na Universidade Estadual de São Paulo (FCT/UNESP)
  • Thais Maiara Teixeira Jota Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus de Naviraí
  • Luiz Henrique Botelho Mestrando da Escola Superior de Administração (ESAN) da UFMS

Resumo

O presente artigo buscou apresentar e refletir sobre o resultado de dois projetos iniciação científica desenvolvidos na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, como parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e que investigaram ações afirmativas desenvolvidas na Universidade. Os objetivos foram elencados respectivamente da seguinte forma: compreender as características da relação entre tutor e bolsista na ação bolsa permanência na UFMS e, analisar o impacto da bolsa permanecia para acadêmicos egressos que usufruíram do benefício. Os procedimentos metodológicos utilizados, em ambas as pesquisas, pautaram-se pela abordagem qualitativa, pesquisa descritiva, procedimentos bibliográficos e estudos de casos. Os resultados apontam para a necessidade de maior discussão no meio acadêmico sobre as questões abordadas pelas duas pesquisas, ao mesmo tempo, evidenciaram a importância do trabalho do professor para permanência do acadêmico na UFMS. Da mesma forma, constatou que a ação bolsa permanência tem cumprido seu papel de dar condições mínimas de permanência ao acadêmico na instituição.

Biografia do Autor

Telma Romilda Duarte Vaz, Professora na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) / Doutoranda em Educação na Universidade Estadual de São Paulo (FCT/UNESP)
Professora na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) / Doutoranda em Educação na Universidade Estadual de São Paulo (FCT/UNESP)
Thais Maiara Teixeira Jota, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus de Naviraí
Graduada em Ciências Sociais
Luiz Henrique Botelho, Mestrando da Escola Superior de Administração (ESAN) da UFMS
Mestrando da Escola Superior de Administração (ESAN) da UFMS
Publicado
2017-10-05