A COMERCIALIZAÇÃO INFORMAL DE HORTALIÇAS EM NAVIRAÍ/MS

  • Daniela Albuquerque dos Santos Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
  • Thayane da Mota Santana Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
  • Daniel Zimmermann Mesquita Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul
  • Anderson Bem Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
  • André Carvalho Baida Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Agricultura familiar, Hortifrútis, Comércio informal

Resumo

O comércio informal de produtos agropecuários, principalmente frutas e hortaliças, é uma prática que ocorre nos pequenos e grandes centros urbanos, seja na forma de feiras pré-organizadas ou até mesmo pequenas barracas nas esquinas das ruas. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento dos pontos informais de venda de hortaliças no município de Naviraí-MS, e caracterizar o perfil das pessoas que trabalham nesse mercado informal. A pesquisa foi realizada no espaço urbano de Naviraí, Mato Grosso do Sul, entre os meses de Abril a Junho de 2019. Como instrumento de coleta de dados a campo fez-se uso de aplicação de questionário-entrevista semiestruturado. A elaboração do questionário foi ordenada a partir dos eixos temáticos “Caracterização do perfil do comerciante”, “Comercialização” e “Rendimentos e Produção”. Observou-se na pesquisa que a maioria dos comerciantes informais de hortaliças em Naviraí/MS são agricultores familiares que encontram nessa atividade uma forma de aumentar sua renda mensal. As hortaliças folhosas como alface, almeirão, salsa e cebolinha são as mais comercializadas. Os preços de venda dos comerciantes informais são formados de acordo com os preços dos supermercados, condições climáticas e época do ano.

Biografia do Autor

Daniel Zimmermann Mesquita, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (2010). Atualmente ocupa o cargo de Professor EBTT no Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS) - Campus Naviraí. Exerce desde março de 2017 a função de Coordenador do Eixo Tecnológico de Recursos Naturais do IFMS - Campus Naviraí. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Silvicultura, Grandes Culturas Agrícolas em Pivô Central na Fazenda Fortaleza de Santa Terezinha Agricultura e Pecuária LTDA ( 2010 a 2012). Trabalhou na Prefeitura Municipal de Paraty (2013 a 2016) com produção de mudas nativas, ornamentais e frutíferas no Horto Municipal de Paraty (RJ), e com extensão rural junto a agricultores familiares. Especialização em Gestão Florestal pela Universidade Federal do Paraná (2013). Especialização em Economia e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Paraná (2015). Mestre em Fitotecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro na Área de Concentração "Produção Vegetal" e Linha de Pesquisa "Melhoramento Vegetal" (2015). Doutorando em Fitotecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro na Área de Concentração "Produção Vegetal"

Referências

FAULIN, E.V; AZEVEDO, P.F. de. Distribuição de hortaliças na agricultura familiar: uma análise das transações. Informações Econômicas, SP, v.33, n.11, pp.24-37. Nov. 2003.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5e. São Paulo: Atlas, 2006.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2019. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/. Acesso em 18 de maio de 2019.

SANTANA, J. W. C. Comercialização agrícola no Estado de Sergipe. Dissertação de Mestrado em Geografia. Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFS. São Cristóvão – Sergipe, 2005.

VILAS BOAS, L. H. de B; PIMENTA, M. L. Canais de distribuição de hortaliças: análise de algumas opções e distribuição sob o foco do produtor. Revista Brasileira de Gestão e Engenharia. RJ. n.3, pp. 68-93. Jan-Jun. 2011.

Publicado
2019-10-07