Conectando Formação de Professores e Narrativas: uma história possível sobre a disciplina Política Educacional Brasileira no curso de Licenciatura em Matemática da Unesp/Rio Claro

  • Vinícius Sanches Tizzo Mestre em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista, Unesp/Rio Claro

Resumo

Este texto busca evidenciar uma das possibilidades de conexão entre narrativas, formação de professores e história da educação matemática, relatando a história específica da disciplina Política Educacional Brasileira (PEB) no curso de Licenciatura em Matemática da Unesp/Rio Claro, por meio da narrativa da professora responsável por tal disciplina, oferecida no primeiro semestre de 2012. A narrativa foi elaborada a partir de uma entrevista realizada no contexto de uma pesquisa que teve por objetivo elaborar uma compreensão sobre as potencialidades da utilização da História Oral como abordagem didático-pedagógica na disciplina PEB.
Inicialmente, apresentamos algumas considerações a respeito de pesquisas que legitimam o estudo de situações específicas de formação de professores. Posteriormente, passamos a descrever o contexto da pesquisa desenvolvida, e, em seguida, abordamos nossa defesa sobre a utilização de narrativas na (e para a) formação de professores (de Matemática). Finalizamos o texto trazendo à cena alguns aspectos históricos da disciplina PEB balizados nas experiências relatadas no depoimento da docente.

Referências

ABDALA, R. D. A História da Educação na Licenciatura. In: Congresso Brasileiro de História da Educação, 3., 2004, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2004.

BOLÍVAR, A.; DOMINGO, J.; FERNÁNDEZ, M. La Investigación Biográfico-Narrativa em Educación: enfoque y metodologia. Madrid: La Muralla, 2002.

DINIZ-PEREIRA, J. E. As Licenciaturas e as Novas Políticas Educacionais para Formação Docente. Educação e Sociedade, Campinas, n. 68, p. 109-125, dez. 1999.

FIORENTINI, D. (Org.). Formação de Professores de Matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado das Letras, 2003.

GARNICA, A. V. M.; MARTINS, R. M. Avaliação de um Projeto Pedagógico para Formação de Professores de Matemática: um estudo de caso. Zetetiké, v. 7, n. 12, p. 51-74, 1999.

GARNICA, A. V. M. Registrar Oralidades, Analisar Narrativas: sobre pressupostos da História Oral em Educação Matemática. Ciências Humanas e Sociais em Revista, v. 32, p.20-35, 2010.

GARNICA, A. V. M. Estacas em Paisagens Móveis: um ensaio a partir da narrativa de três professores de Matemática. In: TEIXEIRA, I. A. de C. et al (Org.). Viver e Contar: experiências e práticas de professores de Matemática. 1. ed. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2012, p. 329-345. (Coleção Contextos da Ciência).

GARNICA, A. V. M. Cartografias Contemporâneas: mapear a formação de professores de Matemática. In: GARNICA, A. V. M. (Org.). Cartografias Contemporâneas: mapeando a formação de professores de Matemática no Brasil. Curitiba: Appris, 2014. p. 39-66.

GOMES, M. L. M. Matemática e escola: uma experiência integradora na licenciatura em matemática da Universidade Federal de Minas Gerais. Zetetiké, v. 5, n.7, p. 95-109, 1997.

GOMES, M. L. M.; TIZZO, V. S.; SILVA, H. da. Narrativas Biográficas e Autobiográficas na (e para a) Formação de Professores. In: Encontro Nacional de Educação Matemática, 11., 2013, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2013.

JOSSO, M. C. Experiências de Vida e Formação. São Paulo, São Paulo: Cortez, 2004.

LARROSA, J. Notas sobre a Experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 20-28, jan./fev./mar./abr., 2002.

MARTINS-SALANDIM, M. E. A Interiorização dos Cursos de Matemática no Estado de São Paulo: um exame da década de 1960. 2012. 379f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012.

MAURO, S. A. A História da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro e suas Contribuições para o Movimento de Educação Matemática. 1999. 159f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 1999.

MAZZA, D. Notas Acerca da Disciplina “Estrutura e Funcionamento da Educação Brasileira”. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, v. 2, p. 26-29, 1994.

MENESES, J. G. de C. et al. Estrutura e Funcionamento da Educação Básica: leituras. São Paulo: Editora Pioneira, 1998.

MOREIRA, P. C. 3 + 1 e suas (in)variantes (reflexões sobre as possibilidades de uma nova estrutura curricular na licenciatura em matemática). Bolema: Boletim de Educação Matemática, v. 26, n. 44, p. 1137-1150, 2012.

OLIVEIRA, M. C. A.; FRAGOSO, W. C. História da Matemática: história de uma disciplina. Revista Diálogo Educacional, v. 11, p. 625-643, 2011.

OLIEIRA, M. N. Estrutura e Funcionamento do Ensino: a trajetória de uma disciplina. In: Semana da Pedagogia, 2., 2007, Ilhéus. Anais... Ilhéus: UESC, 2007.

SANTOS, J. R. V. dos. Legitimidades Possíveis para a Formação Matemática de Professores de Matemática. 2012. 346f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012.

SAVIANI, D. Análise Crítica da Organização Escolar Brasileira Através das Leis 5.540/68 e 5.692/71. In: GARCIA, W. E. (Org.). Educação Brasileira Contemporânea: organização e funcionamento. Rio de Janeiro: McGraw-Hill do Brasil, 1978, p. 174-194.

SILVA, H.; SANTOS, J. R. V. Sobre teorização, estética ficcional e algumas aproximações entre o Modelo dos Campos Semânticos e a História Oral. In: ANGELO, C. L. [et al] (Org.). Modelo dos Campos Semânticos e Educação Matemática – 20 anos de história. 1ed. São Paulo: Midiograf, v. único, p. 110-128, 2012.

SILVA, H. da. Integrando história oral e narrativas a abordagens pedagógicas problematizadoras na formação inicial de professores de matemática. Revista Educação PUCCampinas, v. 18, n. 3, p. 269-285, 2013.

TIZZO, V. S.; SILVA, H. da. (2012). A história oral como abordagem na disciplina Política Educacional Brasileira de um curso de licenciatura em matemática. In: Encontro Nacional de Educação Matemática, 11, 2012, Curitiba. Anais... Curitiba, 2012.

TIZZO, S. V. A História Oral como uma Abordagem Didático-Pedagógica na Disciplina Política Educacional Brasileira de um Curso de Licenciatura em Matemática. 2014. 345f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2014.

TOGURA, T. C.; SOUZA, L. A. de. A História Oral: formação de professores de matemática. In: Encontro Sul-Mato-Grossense de Educação Matemática, 11, 2012, Nova Andradina. Anais... Nova Andradina, 2012

Publicado
2022-01-06
Como Citar
Tizzo, V. S. (2022). Conectando Formação de Professores e Narrativas: uma história possível sobre a disciplina Política Educacional Brasileira no curso de Licenciatura em Matemática da Unesp/Rio Claro . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 234-244. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15124
Seção
Mesas redondas - submetidas