A Era dos Testes e a Aritmética para o Ensino Primário: as mudanças na avaliação escolar em tempos da pedagogia científica

  • Nara Vilma Lima Pinheiro Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência da Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Campus Guarulhos.
  • Wagner Rodrigues Valente Livre Docente do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Campus Guarulhos.

Resumo

Esse artigo analisa o uso e as interpretações que os professores do curso primário, anexo a Escola Normal de Casa Branca, fizeram dos testes de rendimento para o ensino de aritmética na década de 1930. Trata-se de um tempo que os discursos científicos tinham por objetivo promover uma transformação na mentalidade e na prática pedagógica dos docentes, com vistas à homogeneização das classes e principalmente dar o que àquela altura era considerada uma base científica à organização escolar. A fonte principal para a pesquisa foi o Relatório das atividades desenvolvidas no curso primário anexo a Escola Normal de Casa Branca. A análise fundamenta-se metodologicamente nas contribuições da História Cultural, apoiando-se no conceito de apropriação de Roger Chartier (2002) na tentativa de entender que uso e interpretações os professores fizeram dos testes para verificar o rendimento dos conhecimentos aritméticos em função do desenvolvimento psicológico da criança e dos estágios de maturação. O estudo revelou uma preocupação em adequar os conteúdos matemáticos dos programas oficiais da escola primária paulista ao desenvolvimento psicológico das crianças e uma mudança no modo de tratar a avaliação escolar.

Referências

ALVES, I. Test individual de inteligência. Bahia: Nova Gráfica, 1927.

_______. Os testes e a reorganização escolar. Prefácio de Anísio Spinola Teixeira. Bahia: Nova Gráfica, 1930.

BAPTISTA, M. T. D. da S. Noemy da Silveira Rudolfer (1902 – 1988). In: CAMPOS, R. H. de F (org.). Dicionário biográfico da psicologia no Brasil. Rio de janeiro: Imago Ed. Brasília, DF:CFP, 2001.

CHARTIER, R. A história cultural – entre práticas e representações. Lisboa: Difel; Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A., 2002.

COMAS, J.; IAGO, R. La pratica de los testes mentales y de instruccion. Publiccação de la Revista de Pedagogia, Madrid, s.d.

GALI, A. La medida objetiva del trabajo escolar. Madrid:Aguiar, 1929.

LOURENÇO FILHO, M. B. Testes ABC para verificação da maturidade necessária à aprendizagem da leitura e escrita. São Paulo: Melhoramentos, 1933. (Biblioteca de Educação).

MARANHÃO, P. Testes pedagógicos. Rio de Janeiro: Tipografia Jornal do Brasil, 1926.

______.Escola Experimental: testes mentais, testes de escolaridade e programa de testes. São Paulo: Livraria Francisco Alves, 1950.

MEDEIROS E ALBUQUERQUE. Tests: introdução ao estudo dos meios científicos de julgar a inteligência e aplicação dos alunos. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1924.

MARCIONIRO, C. F. Os relatórios das Delegacias Regionais de Ensino do Estado de São Paulo como fonte de pesquisa par a história da educação – décadas de 1930 e 1940. Revista Brasileira de História da Educação, v. 12, n. 1 (28), 256 p., jan.-abr. 2012.

MONARCHA, C. Lourenço Filho e a organização da psicologia aplicada à educação: São Paulo, 1922 – 1933. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 2001.

______. Notas sobre a Institucionalização da Psicologia em São Paulo: o serviço de Psicologia Aplicada (1930 – 1938). Boletim Academia Paulista de Psicologia – Ano XXIX, nº 01, enero-junio, 2009, pp. 7-15.

RELATÓRIO das atividades desenvolvidas durante o ano de 1936, no Curso Primário Anexo à Escola Normal de Casa Branca, por Maria Ari Fonseca. Casa Branca, SP, 1936.

SILVEIRA, N. M. da. Um ensaio de organização das classes seletivas do 1º grau, com emprego dos testes ABC. São Paulo: Diretoria Geral do Ensino, Serviço de Assistência Técnica, 1931.

______.Relatório dos trabalhos realizados durante 1931. São Paulo: Diretoria Geral do Ensino, Serviço de Assistência Técnica, 1932.

THORNDIKE, L. Nova Metodologia da Aritmética. Porto Alegre: Manuais Globo, 1936.

VALENTE, W. R. A Matematização da Pedagogia: tempos de mudança da cultura escolar. São Paulo, 2014. [Mimeo]

Publicado
2022-01-06
Como Citar
Pinheiro, N. V. L., & Valente, W. R. (2022). A Era dos Testes e a Aritmética para o Ensino Primário: as mudanças na avaliação escolar em tempos da pedagogia científica . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 281-291. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15129
Seção
Sessões Coordenadas