A Geometria no Ensino Primário na Década de 1920-1930

  • Alexsandra Camara Aluna especial do doutorado do PPGE-PUCPR
  • Neuza Bertoni Pinto Docente do PPGE-PUCPR

Resumo

Esta comunicação insere-se no Projeto de Pesquisa A constituição dos saberes elementares Matemáticos: a aritmética, a geometria e o desenho no curso primário em perspectiva histórico-comparativa, 1890-1960, desenvolvido no âmbito do Grupo de Estudos de História da Educação Matemática no Brasil – GHEMAT. Pretende-se investigar como o ensino de geometria no curso primário do Estado de São Paulo era difundido em um período de grandes mudanças educacionais, na década de 1920, analisando as continuidades e rupturas identificadas no ensino de geometria. Partimos de uma análise de documentos legais, livros e revistas buscando compreender a história local e as transformações ocorridas nesse componente curricular, da escola primária do estado de São Paulo. Identificamos que o ensino da Geometria apresentou transformações na organização e nas formas de abordar os conteúdos como indicam as análises das fontes constituídas para o presente estudo.

Referências

AZZI, R. História da Educação Católica no Brasil. Contribuição dos Irmãos Maristas. Contribuição dos Irmãos Maristas. Vol. 1. SIMAR. São Paulo. SP. 1996.

BRUNO, M. C. A escola. Revista Pedagógica Mensal. Geometria. RJ, Junho, p.152- 153, 1923.

CERTEAU, Michel de. A operação historiográfica. In: A escrita da história. Editora Forense Universitária, 2002.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n.2. Porto Alegre, RS, 1990.

DUMONT, I. Geometria Elementar com noções de agrimensura e de nivelamento. Curso Médio. Coleção de livros didáticos F.T.D., 1ª ed., 1925.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas, SP. SBHE/Editora Autores Associados. Jan./Jun. no. 1, 2001

LEME DA SILVA, Maria Célia. A geometria e o desenho no ensino primário paulista, 1893-1921. In: VIII Congresso Luso-Brasileiro da História da Educação, 2010, São Luís: EDUFMA, 2010, v.1. p. 1-14.

MONARCHA, C. (2009). Brasil arcaico, escola nova: ciência, técnica & utopia nos anos 1920-1930. São Paulo: Editora Unesp.

PARSYSZ. Bernard. Un cadre théorique pour la géometrie enseignée. Equipe DIDIREM, université Paris-7, 2000

Revista Educação. Trabalho Manual. Cartonagem. Orgão da diretoria Geral do Ensino de São Paulo. Vol. VI, pp. 225-236, 1932.

SOUZA, R. F. (2009). Alicerces da pátria: História da escola primária no Estado de São Paulo (1890-1976). Campinas: Mercado de Letras.

VALENTE, W. R. e Silva, M. C. L. Programas de geometria no ensino primário paulista: do império à primeira república. Horizontes, v. 31, n.1, p. 71-79, jan./jun. 2013.

VALENTE, W.R. Uma história da matemática escolar no Brasil ( 1730-1930). 2 ed. São Paulo: Annnablume, FAPESP, 2002.

Publicado
2022-01-06
Como Citar
Camara, A., & Pinto, N. B. (2022). A Geometria no Ensino Primário na Década de 1920-1930 . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 393-404. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15139
Seção
Sessões Coordenadas