Escola normal, ensino primário, formação de professores e impressos didáticos: reflexões para o campo de pesquisa

  • Bruno Alves Dassie 4 Professor Adjunto da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense

Resumo

Este texto tem a intenção de tecer comentários acerca dos seguintes trabalhos apresentados em sessão coordenada durante o II ENAPHEM: Matemática na escola normal de NATAL/RN (1896 – 1925): alguns fragmentos de história, de autoria de Márcia Maria Alves de Assis e Iran Abreu Mendes (T1); Orientações pedagógicas na formação de professores das escolas normais de Campo Grande-MS: um olhar sobre o manual Metodologia do Ensino Primário, de autoria de Luzia Aparecida de Souza e Carlos Souza Pardim (T2); Ensinar a ensinar aritmética na escola renovada mineira: inovação dentro da tradição, de autoria de Diogo Alves de Faria Reis e Maria Laura Magalhães Gomes (T3); e Uma história da formação de professores que ensinam matemática no Brasil, de autoria de Flávia Cristina Gomes Flugge e Heloisa da Silva (T4). Este texto tem a intenção de tecer comentários acerca destes artigos.

Referências

ANDRADE, M. M. “Ensaios sobre o Ensino em geral e o de Matemática em particular”, de Lacroix: uma análise de uma forma simbólica à luz do referencial metodológico da Hermenêutica da Profundidade. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2012.

AQUINO, L. C. A escola normal de Natal (1908-1938). Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2002.

BURKE, P. O que é história cultural? Paula. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. In: Teoria e Educação. Porto Alegre, nº 2, p. 177-229, 1990.

DARNTON, R. O beijo de Lamourette: mídia, cultura e revolução. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

ELIAS, N. Mozart: a sociologia de um gênio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1995.

FARIA FILHO, L.M. A legislação escolar como fonte para a história da educação: uma tentativa de interpretação. IN . (Org.) Educação, Modernidade e Civilização. Belo Horizonte: Autêntica, 1998, pp.89-125.

FERREIRA, A.C; BRITTO, A.J.; MIORIM, M.A. (Orgs.) Histórias de formação de professores que ensinam matemática no Brasil. Campinas: Ílion, 2012.

GARNICA, A.V.M. Cartografias Contemporâneas: mapa e mapeamento como metáforas para a pesquisa sobre a formação de professores de Matemática. IN ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.6, n.1, p. 35-60, abril 2013.

GARNICA, A.V.M. (Org.) Cartografias contemporâneas: mapeamento e formação de professores de matemática no Brasil. Curitiba: Appris, 2014.

GARNICA, A.V.M.; GOMES, M.L.M.; ANDRADE, M.M. As Memórias de Lacroix: a instrução pública na França revolucionária, em geral, e o ensino de Matemática, em particular. IN Bolema, Rio Claro (SP), v. 26, n. 44, p. 1227-1260, dez. 2012.

GARNICA, A. V. M., OLIVEIRA, F. D. Manuais didáticos com forma simbólica: questões iniciais para uma análise hermenêutica. Horizontes, Bragança Paulista, v. 26, n.1, p. 31-43, jan./jun. 2008.

GENETTE, G. Paratextos editoriais. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009. (Artes do livro, 7).

GINZBURG, C. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. 2reimp. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. IN: Revista Brasileira de História da Educação. Campinas: Editora Autores Associados, nº 1, p. 9 – 43, jan./jun. 2001.

MONTOITO, R.; GARNICA, A. V. M. Ecos de Euclides: breves notas sobre a influência d´Os Elementos a partir de algumas escolas filosóficas. IN Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v.16, n.1 p. 95-123, 2014.

NUNES. C. Historiografia comparada da escola nova: algumas questões. In Revista da Faculdade de Educação, jan./jun. 1998, vol.24, n.1, p.105-125.

OLIVEIRA, F.D. de. Análise de textos didáticos: três estudos. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2008.

OLVEIRA, F.D. de; ANDRADE, M.M.; SILVA, T.T.P. A Hermenêutica de Profundidade: possibilidades em Educação Matemática. IN ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.6, n.1, p. 119-142, abril 2013.

OTERO-GARCIA, S.C.; SILVA, T.T.P. Pressupostos da Hermenêutica das Profundidades e suas potencialidades para a pesquisa em Educação Matemática. IN Acta Scientiae, Canoas, v.15, n.3, p. 551-571, set/dez. 2013.

PARDIM, C.S. Orientações pedagógicas nas escolas normais de Campo Grande: um olhar sobre o Manual Metodologia do Ensino, primário de Theobaldo Miranda Santos. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Centro de Ciências Exatas e Tecnologia – CCET, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. 2013.

REIS, D.A. História da formação de professores de matemática do ensino primário em minas gerais: estudos a partir do acervo de Alda Lodi (1927 a 1950). Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, 2014.

SILVA, H. da. Integrando a História Oral e as Narrativas a Abordagens Pedagógicas Problematizadoras na Formação Inicial de Professores de Matemática. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, v.18, n.3, p. 269-285, set/dez 2013.

SILVA, T.T.P. Os movimentos matemática moderna: compreensões e perspectivas a partir da análise da obra “Matemática – Curso ginasial” do SMSG. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2013.

THOMPSON, J. B. Ideologia e Cultura Moderna: Teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 3 ed. Petrópolis: Vozes. 1995.

Publicado
2022-01-07
Como Citar
Dassie, B. A. (2022). Escola normal, ensino primário, formação de professores e impressos didáticos: reflexões para o campo de pesquisa . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 442-452. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15144
Seção
Sessões Coordenadas