A Modernização do Ensino da Matemática no Colégio Taylor Egídio (1950-1969)

  • Malú Rosa Brito Gomes 8Mestranda em Educação Científica e Formação de Professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB, Campus de Jequié-BA
  • Claudinei de Camargo Sant’Ana Docente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB, Campus de Vitória da Conquista – BA

Resumo

A investigação em questão trata de uma pesquisa de Mestrado em andamento que se estrutura em buscar elementos para responder como em um contexto sociocultural, religioso e educacional se constitui o Ensino da Matemática no Curso Ginasial do Colégio Taylor Egídio, doravante CTE, no município de Jaguaquara-Ba, no período de 1950 a 1969. Com o objetivo de reconstituir a história do ensino da Matemática no CTE na perspectiva da História Cultural, esta pesquisa tem como eixo norteador a Modernização do Ensino da Matemática. Além disso, fundamenta-se em pressupostos teórico-metodológicos da Cultura Escolar e das Disciplinas Escolares. Dessa maneira, utiliza-se os diários de classe da disciplina Matemática bem como de entrevistas com quatro docentes de Matemática do CTE, no recorte temporal investigado. Até o momento foi possível identificar, com a análise dos diários de classe de Matemática do colégio, que os conteúdos da Modernização da Matemática, inseridos no currículo escolar, foram ministrados a partir do ano de 1966. Por meio das entrevistas feitas com os professores de Matemática, constatou-se que apenas um dos professores entrevistados teve contato com a Matemática Moderna quando ensinou no CTE, enquanto que os outros três tiveram contato em outros colégios que ensinaram durante a sua trajetória profissional. No que se refere à apropriação dos conteúdos da Matemática Moderna, apenas um dos docentes de Matemática realizou curso, enquanto que os demais tiveram contato pelos livros didáticos.

Referências

Anais do I Congresso Nacional do Ensino de Matemática para o Ensino Secundário, 4-7 de setembro de 1955, Salvador-Ba.

ANDRADE. D. G. V. Colégio Taylor Egídio 100 anos. Editoração: Fabiano Gisbert, 1998.

CHARTIER, R. A História Cultural: entre prática e representações. Tradução de Maria Manuela Galhardo. 2. ed. Rio de Janeiro: Difusão Editorial. S. A., 2002.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Revista Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 2, p. 177-229, 1990.

DE CERTEAU, M. A escrita da história. Tradução de Maria de Lurdes Menezes. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas, SP. SBHE/Editores Associados, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

PEREIRA, J. R. Breve História dos Batistas. 2. ed. Edição da Junta de Educação Religiosa e Publicações da Convenção Batista Brasileira. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1979.

SANTANA. I. P. A Trajetória e a contribuição dos professores de matemática para a modernização da matemática nas escolas de Vitória da Conquista e Tanquinho (1960-1970). 2011. 115f. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências). Universidade Federal da Bahia. Universidade Estadual de Feira de Santana,

Publicado
2022-01-07
Como Citar
Gomes, M. R. B., & Sant’Ana, C. de C. (2022). A Modernização do Ensino da Matemática no Colégio Taylor Egídio (1950-1969) . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 683-692. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15168
Seção
Sessões Coordenadas